Menu
segunda, 25 de outubro de 2021
Andorinha - Setembro e Outubro
Andorinha - Outubro e Novembro - MOBILE
Geral

Incêndio na margem esquerda do rio Paraguai já destruiu 30 héctares de mata

08 julho 2020 - 08h13Gesiane Sousa

Bombeiros de Corumbá permaneceram todo o dia de ontem, terça-feira (7), combatendo os incêndios florestais, com evidências criminosas, na margem esquerda do rio Paraguai. O fogo, iniciado nesta segunda (6), parece ter sido provocado para liberar espaço para plantação. Pelos cálculos dos Bmbeiros, pelo menos 30 héctares de vegetação nativa do Pantanal já foram destruídas pelas chamas.

Segundo os militares, as condições do terreno, que mescla áreas de brejo, mata densa e áreas de deposição de vegetação pantaneira dificultam o trabalho da equipe. A extinção das chamas evoluiu com lentidão. Os bombeiros pausaram o trabalho no final do dia de ontem e retomam as atividades já no inicio desta manhã.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Flagrante
Dois turistas são multados em R$ 1,8 mil por pesca predatória no rio Miranda
Alerta
Últimos dias para inscrições em editais da Funarte
Imunização
Quem pode se vacinar contra Covid neste fim de semana
1 hora a menos
Agepan defende o retorno do horário de verão para economia de energia em MS
74 vagas
Concurso público da Sanesul recebe inscrições até 11 de novembro
Boletim Epidemiológico
MS volta a registrar mortes por Covid-19
Orientação
O que fazer para prevenir problemas durante e após temporais
CNH MS Social
Programa de habilitação gratuita já tramita na Assembleia Legislativa
Tempo
Chuva ganha força a partir deste sábado e pode trazer nova tempestade para MS
Precaução
Tradicional Procissão Fluvial é cancelada devido previsão de mal tempo

Mais Lidas

Causa não definida
Motorista de ônibus fretado com 42 passageiros perde o controle e colide na mureta da ponte
Dom Bosco
Homem baleado pede socorro em escola, mas não resiste e morre
Desdobramento
Embarcação que naufragou e fez sete vítimas no rio Paraguai não era de transporte turístico
Boletim Epidemiológico
MS volta a registrar mortes por Covid-19