Menu
sábado, 19 de junho de 2021
Andorinha - Maio
Andorinha - Maio
Geral

Inadimplente, Petrobras é pressionada a cumprir contrato e pagar ICMS do gás

11 março 2017 - 08h48Campo Grande News

Aquém das expectativas de contornar a chamada crise do gás, a reunião desta sexta-feira (10) entre os representantes de Mato Grosso do Sul e o presidente da Petrobras, Pedro Parente, resultou pelo menos em uma “luz no fim do túnel”. Ainda que o diretor da estatal tenha deixado claro que não tem condições de voltar a consumir o produto boliviano no momento, a empresa foi pressionada a cumprir obrigações contratuais mínimas e antecipar o pagamento do ICMS do período contratual, que vai até 2019, o que deve contornar parte da devassa causada nos cofres do governo pela perda da receita.

Com base nos dados informados pelos parlamentares, pagos os valores mínimos previstos até o fim do contrato, a Petrobras teria que repassar R$ 2.8 bilhões a Mato Grosso do Sul, a título de ICMS.

Os deputados e senadores de Mato Grosso do Sul disseram que o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) foi firme na argumentação: a Petrobras não deu qualquer aviso prévio de que mudaria sua política de consumo de gás e uma cláusula contratual que obriga a estatal a bombear pelo menos 80% do montante contratado está sendo descumprida.

O deputado estadual e presidente da Assembleia Legislativa, Junior Mochi (PMDB) explica que o contrato com a Bolívia prevê bombeamento de 30 milhões de metros cúbicos de gás natural por dia, que deveriam render cerca de R$ 103 milhões por mês de ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) a Mato Grosso do Sul. “Em janeiro deste ano a Petrobras bombeou 11 milhões de metros cúbicos e o Estado arrecadou R$ 38 milhões, quando deveria ter bombeado no mínimo 24 milhões e deveríamos ter arrecadado mais que o dobro”, compara o parlamentar.

O senador Waldemir Moka (PMDB) disse que saiu insatisfeito da reunião, mas que mesmo assim acredita que a situação pode ser contornada. “O que acontece é que a Petrobras não está bombeando o gás pelo GasBol, está pegando do pré-sal, então o ICMS que incide sobre a circulação de mercadorias, não está sendo pago ao Estado. Entendemos que a Petrobras passa por uma reestruturação, mas esses valores são devidos a Mato Grosso do Sul e terão que ser pagos. O contrato obriga”, comentou.

O deputado federal Geraldo Rezende (PMDB) disse que Pedro Parente ficou de estudar tecnicamente a solicitação dos sul-mato-grossenses e que irá apresentar parecer em uma semana sobre a antecipação dos valores que seriam devidos até 2019, quando se encerra o contrato.

Para a Senadora Simone Tebet (PMDB), “agora é uma questão do jurídico da Petrobras dar o aval, acerca da antecipação. Se tiverem boa vontade eles têm condições de nos restituir”, argumentou.

O senador Pedro Chaves (PSC) disse que a bancada sul-mato-grossense conta ainda com a organização do sistema elétrico nacional, que poderia aumentar a demanda do gás utilizando-o nas termelétricas. “Colocar termelétricas trabalhando a gás seria viável. O que não podemos é perder receita”, finalizou.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

COVID-19
Comissão rejeita proposta de inclusão de jornalistas, bancários e vigilantes em grupos prioritários
SAÚDE
SES autoriza municípios a vacinarem com a Pfizer adolescentes acima de 12 anos com comorbidades
POLICIAL
PRF apreende 450 mil maços de cigarro contrabandeados na Capital
GERAL
MPF aponta risco de desaparecimento de espécies no Rio Paraná
Rio Paraná Energia, empresa da holding China Three Gorges Corporation (CTG), é acusada de descumprir regras ambientais e levar à beira do desaparecimento peixes como Pintado e Dourado
SAÚDE
SES prepara distribuição das 70.160 doses de vacina contra a covid-19 em MS
GERAL
Fórum apresenta avanços do Plano Estratégico em MS
POLICIAL
PMA e Bombeiros resgatam ave em extinção ferida
GERAL
Contribuintes têm até o dia 3 de agosto aderir ao REFIS 2021
EDUCAÇÃO
Terminam hoje as inscrições do Encceja 2020 para privados de liberdade
GERAL
Homem fica ferido após queda de cavalo no Pantanal

Mais Lidas

GERAL
Homem fica ferido após queda de cavalo no Pantanal
GERAL
Bombeiros combatem incêndio em concessionária no Centro
POLICIAL
PM de Corumbá prende homem com mandado de prisão em aberto na área central
GERAL
Atenção ao prazo: licenciamento de veículos com placas 3 e 4 vence neste mês