Menu
segunda, 20 de setembro de 2021
Expresso Mato Grosso - Junho
Geral

Imóveis de luxo e 23 aeronaves de organziação criminosa são sequestrados pela justiça de MS

06 agosto 2020 - 09h15Ascom PF com adaptações por Gesiane Sousa

A Polícia Federal (PF) deflagrou na manhã desta quinta-feira (6) a Operação Cavok, com o objetivo de desarticular economicamente uma organização criminosa dedicada ao tráfico internacional de drogas atuante na fronteira BRASIL – PARAGUAI na região de Ponta Porã (MS).

Cerca de 110 policiais federais participam da operação, que conta com o apoio do SAEG (Serviço Aéreo do Estado de Goiás), da Polícia Militar de Goiá e da Delegacia de Combate ao Crime Organizado (DECO) da Polícia Civil do Mato Grosso do Sul (MS), para o cumprimento de 21 de busca e apreensão. Foram cumpridos também dois mandados de prisão preventiva, um em Goiânia e um em Ponta Porã, onde ainda foi efetuada uma prisão em flagrante por posse de arma. 

Os mandados foram expedidos pela 1ª Vara Federal de Ponta Porã/MS e englobam ainda o sequestro de 23 aeronaves de pequeno porte, as quais eram utilizadas pelo grupo para o transporte das drogas a partir dos países vizinhos, além de três imóveis rurais e um de apartamento de luxo, todos localizados no Estado de Goiás. Propriedades são avaliadas em aproximadamente 40 milhões de reais.

Durante as investigações foi interceptada pela Polícia Nacional Paraguaia, em 24 de novembro do ano passado, 45 quilômetros da cidade de Pedro Juan Caballero (PY), na região rural conhecida como Fortuna Guazú, uma aeronave transportando cerca de 130kg de cocaína. Na oportunidade, o investigado que pilotava a aeronave utilizada no transporte da droga conseguiu se evadir da ação policial.

A investigação também contou com a colaboração do Centro Integrado de Operações de Fronteira de Foz do Iguaçu/PR, da Receita Federal do Brasil, por meio do Núcleo de Pesquisa e Investigação de Campo Grande/MS, e da ANAC, além da Polícia Nacional Paraguaia e do Ministério Público do Paraguai.

A sigla CAVOK (Ceiling and Visibility OK) é utilizada no meio aeronáutico para definir situação em que há boas condições de teto e visibilidade, ou seja, boas condições de voo.  Os investigados poderão ser indiciados pela prática dos crimes de organização criminosa (art. 2º da Lei nº 12.850/2013), tráfico internacional de drogas (arts. 33, caput, c/c 40, I, da Lei 11.343/2006), associação para o tráfico (art. 35 da Lei 11.343/2006) e falsidade ideológica (art. 299, do Código Penal), cujas penas somadas podem ultrapassar 40 anos de reclusão.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Prorrogação
Detran-MS amplia prazos e CNHs vencidas podem ser renovadas até 2022
Campanha
Corumbá abre Semana Nacional do Trânsito; atividades vão até dia 24
Prevenção
Campanha antirrábica deve vacinar 30 mil cães e gatos
Há cinco dias
Falta de água no bairro Popular Velha revolta moradores
Denúncia
Bar é fechado e proprietário é multado em R$ 5 mil por poluição sonora
Oportunidade
Senac Corumbá abre inscrições para cursos na área da saúde
Pesquisa
Dia das Crianças deve movimentar R$ 135 milhões na economia de MS
Fronteira
Mulher presa com "cinturão de cocaína" receberia R$ 1.500 pela travessia
Calendário
Proprietário de veículos com placas final 9 devem quitar licenciamento até 30 de setembro
Leilão
Detran-MS abre visitação de 83 lotes disponíveis para desmontagem

Mais Lidas

Balanço
Em três dias, operação Fronteiras e Divisas apreendeu R$ 12 milhões em drogas
Preconceito não!
Jogo da Diversidade acontece hoje com cobertura ao vivo do Capital do Pantanal
Flagrante na fronteira
PMA desmonta acampamento mas caçadores escapam para o Paraguai
Alerta
Com umidade do ar registrando 10%, cidades de MS voltam a ficar em alerta