Menu
sexta, 07 de maio de 2021
Governo - O Estado que cresce - Maio
Geral

IFMS registra 87,4% de presença em provas do Exame de Seleção 2017

21 novembro 2016 - 10h34Redação

O Instituto Federal de Mato Grosso do Sul (IFMS) realizou neste domingo, 20, o Exame de Seleção 2017, processo seletivo para ingresso nas 1,6 mil vagas ofertadas em cursos técnicos integrados da instituição.

A prova teve quatro horas de duração e ocorreu em dez municípios para 3,6 mil inscritos.

A abstenção registrada foi considerada pequena pela comissão organizadora do certame, com 461 ausentes e presença de 87,4% dos candidatos.

“É o maior Exame que o IFMS já fez desde a sua criação. Pela primeira vez tivemos que realizar a prova em dois lugares em Campo Grande, onde o número de inscritos aumentou 30%. Acreditamos que a procura subiu porque a sociedade está vendo os resultados do trabalho do Instituto e conhecendo melhor os nossos cursos”, afirmou Delmir Felipe, Pró-reitor de Ensino.

A previsão é que o gabarito seja publicado na Central de Seleção do IFMS na segunda-feira, 21. A primeira chamada está prevista para 9 de dezembro.

“Em todos os campi as provas ocorreram tranquilamente e sem nenhum imprevisto, apesar do grande número de inscritos e presentes”, explicou Berinaldo Bueno, presidente da Comissão Central do Exame de Seleção 2017.

Este ano, pela primeira vez, o Instituto ofereceu isenção na taxa de inscrição para estudantes de escolas públicas. Os cursos ofertados são Agricultura, Agropecuária, Alimentos, Edificações, Eletrotécnica, Informática, Informática para Internet, Mecânica e Metalurgia.

Prova em Família – Nos corredores dos locais de prova do IFMS, famílias inteiras chegavam acompanhando os candidatos. A maioria dos que estão fazendo o Exame de Seleção acabou de sair do ensino fundamental e são adolescentes. Portanto, a decisão de tentar entrar no Instituto foi tomada com os pais.

Diogo Franciscone, 14 anos, chegou com quarenta minutos de antecedência e foi o primeiro a entrar na Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS), um dos locais em que foi realizado o Exame em Campo Grande. A avó, Eli da Silva, ansiosa com a prova, acompanhava o estudante. “A gente aguardava por esse momento há muito tempo, por isso chegamos aqui as 6h20”, contou.

“Eu escolhi o Instituto porque acho que aqui tem mais conhecimento. Também é um local muito bem recomendado pelos professores”, explicou Diogo, que está buscando uma vaga no curso técnico integrado em Informática.

Bárbara dos Santos, 14 anos, veio acompanhada dos pais e do irmão, de 9 anos. A mãe, Marinei de Melo, diz que é para a filha ficar mais tranquila. Ela conta que conheceu o Instituto por meio de uma vizinha e procurou informações sobre o Exame de Seleção no site do IFMS. Desde então, virou uma entusiasta da instituição.

“Pesquisei tudo e incentivei meu sobrinho a fazer a prova no ano passado. Ele entrou. Agora minha filha e outras duas amigas vão fazer o Exame. Nós até pagamos aulas de reforço para elas tentarem uma vaga”, explica.

Jeziel Passos, pai do candidato Frederico Passos, 13 anos, diz que o filho optou por fazer a prova para uma vaga no curso técnico integrado em Mecânica depois de ler uma publicação no site do IFMS. “Nós entendemos o que o curso tinha a oferecer para a carreira dele e ele se identificou com as atividades que irá fazer depois de formado”, completou.

Crescimento – Em funcionamento desde 2010, o IFMS é a única instituição pública federal a ofertar educação profissional e tecnológica no Estado. Atualmente, conta com mais de 8 mil estudantes matriculados em cursos gratuitos de nível médio, superior e pós-graduação.

Neste ano, o número de vagas oferecidas no Exame de Seleção é 50% maior do que o ofertado do ano passado.

Metade das vagas foi reservada a candidatos que cursaram todas as séries do ensino fundamental em escola pública. Desse total, há cotas aos que comprovarem renda familiar bruta mensal per capita igual ou inferior a um salário mínimo e meio e aos que se autodeclararem pretos, pardos e indígenas.

Técnico Integrado – Nesta modalidade, o estudante cursa o ensino médio e a formação técnica de forma articulada. O diploma tem validade nacional e o habilita tanto a ingressar em cursos de nível superior quanto ao exercício profissional.

O estudante pode participar de programas de iniciação científica e tecnológica do IFMS, que permitem a realização de pesquisa aplicada sobre temas das mais variadas áreas de conhecimento, além de atividades de extensão junto às comunidades dos municípios.

Matrículas – Os aprovados em primeira chamada deverão fazer a matrícula, na Central de Relacionamento (CEREL) dos campi, entre os dias 9 e 18 de janeiro.

A matrícula poderá ser feita pessoalmente ou por terceiros, caso o candidato esteja impedido de efetuá-la, com a apresentação de procuração simples (de próprio punho).

Novas chamadas estão previstas a partir do dia 23 de janeiro. A data de início das aulas será informada no ato da matrícula.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

GERAL
MS recebe 50,5 mil doses da Astrazeneca do Ministério da Saúde
GERAL
PMA de Corumbá recebe doação de viatura da Vale para uso na fiscalização no Pantanal
SAÚDE
Prefeitura leva atendimento médico de rotina para o Porto Esperança
POLICIAL
Jovem é preso com 483 unidades de maconha no Cristo Redentor
POLICIAL
PMA apreende mais três tigres d'água em chácara
COVID-19
Vereador reforça necessidade de imunizar trabalhadores do CAC contra a Covid
ECONOMIA
Trabalhadores nascidos em maio podem sacar auxílio emergencial
POLICIAL
PRF apreende mais de 1,5 tonelada de maconha em MS
CIDADE
Vereador solicita informações sobre estágio de projeto de reforma do antigo mercadão
SEMANA NACIONAL DAS COMUNICAÇÕES
Wi-Fi Brasil leva internet a mais de 13 mil pontos remotos do país

Mais Lidas

POLICIAL
Jovem é preso com 483 unidades de maconha no Cristo Redentor
OPERAÇÃO PF
PF deflagra Operação Grão Branco de combate ao tráfico internacional de drogas
TRÁFICO DE DROGAS
PRF apreende 494 Kg de maconha e 7 Kg de skunk na BR-262
GERAL
PMA de Corumbá recebe doação de viatura da Vale para uso na fiscalização no Pantanal