Menu
domingo, 17 de outubro de 2021
Andorinha - Setembro e Outubro
Andorinha - Outubro e Novembro - MOBILE
Geral

IFMS planeja retorno ao presencial com a comunidade protegida

12 agosto 2021 - 11h11Redação

As aulas do segundo semestre letivo de 2021 já começaram no Instituto Federal de Mato Grosso do Sul (IFMS). O modelo adotado segue sendo o de atividades não presenciais de ensino, conforme Decisão n° 186/2021, que prorroga até 15 de outubro a suspensão das atividades presenciais. 

Entretanto, com o avanço da vacinação contra a Covid-19, existe a possibilidade de retomada total das atividades presenciais de ensino, antes do prazo estabelecido pela decisão. Este retorno está condicionado à evolução do cenário da pandemia e a classificação do Programa Prosseguir, em cada município onde o IFMS possui campus. 

“Nós conseguimos chegar a 2021 protegendo nossos servidores e estudantes, apoiando suas famílias e enfrentando a pandemia com soluções inovadoras. E vamos continuar. Agora, estamos em um novo momento desafiador, pois com a vacinação de boa parte da comunidade, será possível retomar mais atividades presenciais com segurança, seguindo as medidas de proteção”, afirmou a reitora do IFMS, Elaine Cassiano. 

A possibilidade de retorno já está prevista nas "Diretrizes para Atividades Presenciais durante a Pandemia”. Documento elaborado pela instituição que apresenta uma tabela com as fases do Prosseguir e faz a relação com as atividades de ensino e administrativas que devem ser retomadas em cada uma delas. 

Atualmente, as atividades remotas de ensino seguem orientação da Instrução Normativa n° 01/2021, que trata das orientações didático-pedagógicas para a oferta de atividades não presenciais e atividades de forma flexibilizada no Instituto Federal enquanto durar o caráter de excepcionalidade motivado pela pandemia do Coronavírus (Covid-19). 

A pró-reitora de Ensino do IFMS, Claudia Fernandes, destaca que uma série de medidas foram tomadas pela instituição para minimizar os impactos relacionados à falta de acesso dos estudantes ou servidores ao computador e à internet, além da capacitação de servidores para darem apoio às atividades remotas. 

“Sabemos do grande esforço dos nossos estudantes durante este período de atividades não presenciais, em meio à uma pandemia, e acreditamos que toda essa dedicação será recompensada, como forma de crescimento e, por isso, quero dizer a eles para manterem-se focados, pois várias ações serão ampliadas, como o aumento de aulas síncronas e retorno presencial gradual e ampliado”, explicou a pró-reitora. 

Ações

Para a retomada, a instituição iniciou a preparação dos campi, com a aquisição de materiais de biossegurança e outros equipamentos, além de preparação das equipes. O investimento é de aproximadamente R$ 90 mil reais e está sendo feito de acordo com as necessidades de cada local,  promovendo melhorias.  

Foram adquiridos materiais, como álcool em gel e líquido, além de diversos tipos de dispensers para as áreas comuns, escritórios, laboratórios e salas de aula. Também foram adquiridos tapetes sanitizantes e produzidos face shields (protetores faciais) para os servidores. 

Para o atendimento ao público, foram elaboradas barreiras acrílicas e os ambientes receberão sinalização de biossegurança. Em alguns campi também foram instaladas lousas digitais e novos computadores para transmissão ao vivo de conteúdos e gravação de aulas. 

Outro trabalho realizado é a preparação das equipes de servidores para a recepção dos estudantes. O objetivo das ações é facilitar a adaptação à nova rotina trazida pela 
pandemia. 

Totens para distribuição de álcool em gel, tapetes sanitizantes, produção de faceshilds para os docentes, reuniões internas para organização do retorno. 

Prosseguir

Programa de Saúde e Segurança da Economia (Prosseguir) do Governo do Estado de Mato Grosso do Sul apresenta um método baseado em dados, informações e indicadores para nortear os diversos agentes da sociedade, principalmente os entes públicos, nas decisões, tornando as ações mais eficientes e seguras no combate à propagação da Covid-19. 

A metodologia do Prosseguir apresenta uma divisão por cores, que indicam medidas de flexibilização ou restrição das atividades, de acordo com a classificação de risco de cada uma delas (baixo, médio ou alto risco). No IFMS, com base nessas divisões e seguindo as Diretrizes estabelecidas, as atividades poderão ou não ser retomadas. 

O presidente da Comissão de Organização de Campanhas de Conscientização dos Riscos e Medidas de Prevenção contra o Coronavírus, Pedro Rissato, detalha que o Prosseguir norteia as recomendações da Comissão. “O programa possui amplos critérios, baseados em dados, para analisar o cenário epidemiológico nos municípios onde a instituição está presente”, completou. 

Para as atividades administrativas, o presidente da Comissão, Pedro Rissato, explica também como se dará o eventual retorno. 

“A simples alteração da faixa no Prosseguir não significa que, no dia posterior, estudantes e servidores deverão se apresentar em seus campi, pois para o retorno é necessária decisão a ser emitida pela gestão dos campi e reitoria, determinando quais atividades serão presenciais, como serão retomadas e sempre zelando pela proteção à comunidade escolar”, explicou. 

IFMS contra o Coronavírus - As ações do Instituto Federal, formas de prevenção à Covid-19, documentos institucionais referentes à situação e a outras informações sobre a pandemia estão disponíveis na página IFMS contra o coronavírus

Na página, também é possível acessar podcasts com dicas sobre como lidar com o isolamento e o trabalho remoto, além das formas de contato do IFMS durante o período de atividades não presenciais. 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Tragédia
Médico do interior de SP é um dos sobreviventes de barco que naufragou; quatro parentes morreram
Atualizações
Dois dos corpos encontrados no rio Paraguai são identificados
Inédito
Tempestade de areia: Energisa recebeu 4 mil chamados em Campo Grande
Dia Mundial da Alimentação
Em MS, 69% da população está com excesso de peso e 36% com obesidade
Ensino Superior
UEMS investe mais de R$ 13 milhões em bolsas e auxílios para estudantes
Transporte
Expresso Queiroz tem autorização suspensa por incapacidade de atender passageiro
Defesa Civil
Tempestade de poeira e vendaval causaram estragos em pelo menos sete nos municípios
Cidade em alerta
Ventos de 64 km/h destelharam 20 casas em Corumbá
Previsão Meteorológica
Tempo continua fechado com chance de mais chuva para grande parte do Estado
Tragédia
Naufrágio no rio Paraguai deixou sete pessoas desaparecidas

Mais Lidas

Tragédia
Médico do interior de SP é um dos sobreviventes de barco que naufragou; quatro parentes morreram
Tragédia
Naufrágio no rio Paraguai deixou sete pessoas desaparecidas
Atualizações
Dois dos corpos encontrados no rio Paraguai são identificados
Cidade em alerta
Ventos de 64 km/h destelharam 20 casas em Corumbá