Menu
quinta, 05 de agosto de 2021
Expresso Mato Grosso - Junho
Expresso Mato Grosso - Maio
Geral

Idosa que matou filho a facadas diz que ele exigia parte da aposentadoria dela para sustentar vício das drogas

08 setembro 2020 - 13h24Graziela Rezende, G1 MS

A idosa de 67 anos, que matou o filho a facadas, em Paranaíba, na região leste de Mato Grosso do Sul (MS), diz que ele pedia dinheiro para sustentar o vício das drogas, há 9 anos. No entanto, as "coisas pioraram" quando ela se aposentou. O crime ocorreu na noite do último domingo (6).

"Ela prestou depoimento e disse que o filho, constantemente, pedia dinheiro para sustentar o vício, sendo que a situação ficou mais complicada quando ela se aposentou. A idosa teve a liberdade provisória concedida e o inquérito continua sendo apurado pelo 1° D.P. [Distrito Policial]", disse a delegada que atuou no flagrante, Eva Maira Cogo.

Segundo a delegada, a idosa falou do histórico de brigas e xingamentos com o filho. No entanto, existe um registro policial feito por ela apenas em 2011. Desde então, ela não tinha mais registrado boletim de ocorrência.

Entenda o caso

A idosa matou o filho, de 50 anos, com golpes de faca, há dois dias. O crime ocorreu no bairro Santo Antônio. Após uma discussão, segundo a polícia, o homem "partiu pra cima" da mãe com um facão e a atingiu no rosto. Ele ainda chutou as pernas dela, enquanto ela estava caída.

Ainda de acordo com o registro policial, a idosa pegou uma faca que estava em uma mesa e atingiu o filho várias vezes até ele cair no banheiro da casa, onde morreu.

A mulher avisou então ao companheiro dela, que dormia em um dos cômodos da cada e também aos vizinhos, além de pedir parar que eles chamassem a polícia.

Ela ficou sentada na frente da casa, aguardando os policiais chegarem. Ela estava com os braços cobertos de sangue e tinha vários hematomas. A mulher então foi levada para a delegacia, onde houve a autuação em flagrante por homicídio. A faca usada no crime foi apreendida na casa.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Imunização
MS atinge "imunidade coletiva" da população indígena
Tempo
Agosto já registra níveis críticos de umidade e acende alerta de cuidados com a saúde
Fiscalização
Vereador solicita inclusão de Corumbá na CPI da Energisa na Assembleia
Calendário
Pré-selecionados do Fies têm até sexta-feira para complementar inscrição
Arte Popular
Jardim do Artesanato expõe e comercializa trabalhos de artesões da cidade
Destaque Nacional
MS atinge 80% da população adulta vacinada
Assistência Social
Povo das águas encerra com 180 famílias atendidas do Taquari
Melhorias
Vereador solicita pavimentação da Rua Edu Rocha, no Guaicurus
De volta!
Câmara de Corumbá adota medidas mais flexíveis e retoma atendimento presencial
Como fica?
Universidades de MS devem manter aulas presenciais suspensas até o fim do ano

Mais Lidas

Como fica?
Universidades de MS devem manter aulas presenciais suspensas até o fim do ano
De volta!
Câmara de Corumbá adota medidas mais flexíveis e retoma atendimento presencial
Arte Popular
Jardim do Artesanato expõe e comercializa trabalhos de artesões da cidade
Fiscalização
Vereador solicita inclusão de Corumbá na CPI da Energisa na Assembleia