Menu
segunda, 20 de setembro de 2021
Expresso Mato Grosso - Junho
Geral

Hércules sai da manutenção e retoma lançamentos sobre incêndios no Pantanal

03 agosto 2020 - 10h04Gesiane Sousa

Em manutenção desde o dia 29 de julho, o avião Hércules C-130 da Força Aérea Brasileira voltou a sobrevoar o Pantanal neste domingo, 2 de agosto. A aeronave é a principal arma da Operação Pantanal II, que desde o dia 25 de julho, luta para exterminar as queimadas na região. Ontem, o avião realizou quatro lançamentos de água sobre a região norte do Estado, próximo a cidade de Corumbá.

Para esta segunda-feira, 3 de agosto, estão previstos outros lançamentos de água em região localizada a 50 quilômetros do perímetro urbano da cidade. Segundo o último relatório apresentado pelo Corpo de Bombeiros, em 31 de julho, a operação conjunta havia conseguido reduzir para 40 os 163 focos registrados em 24 de julho. O vento que muda de direção com frequência na região, faz com que os focos se propaguem com rapidez, aumentando e diminuindo a quantidade como em uma gangorra.

Está programado para hoje, no Comando do 6º Distrito Naval da Marina do Brasil, em Ladário, uma reunião com representantes do Corpo de Bombeiros de Mato Grosso para planejar ações que também combatam os focos no pantanal do Estado vizinho. 

A operação de guerra desencadeada em 25 de julho, após o governador Reinaldo Azambuja decretar estado de emergência no pantanal conta com 320 profissionais empenhados na missão de salvar a biodiversidade do Pantanal. O decreto proporcionou a ajuda federal, que enviou cinco aeronaves e militares das forças armadas para somar esforços junto aos Bombeiros e Brigadistas do Ibama, que já lutavam contra as chamas há pelo menos uma semana.

Situação crítica no Pantanal

O Corpo de Bombeiros de Mato Grosso do Sul atendeu 661 ocorrências de incêndios florestais em 2020, sendo 58 apenas em Corumbá. O número de atendimentos de janeiro até agora no município é mais que o dobro do mesmo período de 2019 e 2018, quando somavam 28 e 24 respectivamente.

Mato Grosso do Sul é classificado como o 5º Estado do país com maior número de focos de calor, porém Corumbá é o primeiro no ranking brasileiro. Os focos de calor por bioma também são muito maiores no Pantanal do que no Cerrado, que ocupa o segundo lugar.

De janeiro a julho as queimadas consumiram cerca de 820 mil hectares na região do Pantanal. Somente em julho, a estimativa é de que mais de 180 mil hectares tenham sido devastados pelas chamas.

Com informações da Ascom da Semagro

Deixe seu Comentário

Leia Também

Prorrogação
Detran-MS amplia prazos e CNHs vencidas podem ser renovadas até 2022
Campanha
Corumbá abre Semana Nacional do Trânsito; atividades vão até dia 24
Prevenção
Campanha antirrábica deve vacinar 30 mil cães e gatos
Há cinco dias
Falta de água no bairro Popular Velha revolta moradores
Denúncia
Bar é fechado e proprietário é multado em R$ 5 mil por poluição sonora
Oportunidade
Senac Corumbá abre inscrições para cursos na área da saúde
Pesquisa
Dia das Crianças deve movimentar R$ 135 milhões na economia de MS
Fronteira
Mulher presa com "cinturão de cocaína" receberia R$ 1.500 pela travessia
Calendário
Proprietário de veículos com placas final 9 devem quitar licenciamento até 30 de setembro
Leilão
Detran-MS abre visitação de 83 lotes disponíveis para desmontagem

Mais Lidas

Balanço
Em três dias, operação Fronteiras e Divisas apreendeu R$ 12 milhões em drogas
Preconceito não!
Jogo da Diversidade acontece hoje com cobertura ao vivo do Capital do Pantanal
Flagrante na fronteira
PMA desmonta acampamento mas caçadores escapam para o Paraguai
Alerta
Com umidade do ar registrando 10%, cidades de MS voltam a ficar em alerta