Menu
sexta, 18 de junho de 2021
Andorinha - Maio
Andorinha - Maio
Geral

Guterres quer ONU com “respeito total pelos direitos humanos”

28 novembro 2016 - 09h28Agência Brasil

O secretário-geral eleito da Organização das Nações Unidas (ONU), António Guterres, disse hoje desejar que as forças de manutenção da paz da ONU sejam "melhor treinadas" e comprometidas com o "respeito total pelos direitos humanos", acrescentando que quer uma organização mais centrada nas pessoas.

"Precisamos que as nossas forças de manutenção da paz estejam melhor equipadas, melhor treinadas e mais atentas às necessidades e ao respeito total pelos direitos humanos", afirmou, em entrevista em Pequim.

O próximo secretário-geral da ONU defendeu uma organização "mais ágil" e "menos burocrática", capaz de "evitar situações dramáticas", como as registradas recentemente de violação dos direitos das mulheres e das crianças.

Os Capacetes Azuis, da ONU, foram este ano atingidos por denúncias de abusos sexuais, incluindo crianças, durante missões de manutenção da paz, especialmente na República Centro-Africana e na República Democrática do Congo.

Guterres disse ainda desejar que os diferentes instrumentos da ONU "trabalhem com o mesmo objetivo" e fiquem sujeitos a "avaliação pública e independente".

O antigo primeiro-ministro de Portugal, que se reuniu com o ministro dos Negócios Estrangeiros chinês, Wang Yi, destacou a contributo da China para a organização que dirigirá a partir do próximo ano.

"A China é hoje um dos maiores financiadores da ONU e de suas ações. Ao mesmo tempo, dá importante contribuição para as nossas missões de manutenção da paz e mais iniciativas que serão anunciadas em breve", afirmou.

Pequim é quem mais contribui com as forças de manutenção da paz, entre os membros permanentes do Conselho da Segurança, contando com mais de 30 mil pessoas em 29 diferentes missões.

Guterres considerou que o país asiático "é hoje um pilar sólido do multilateralismo no mundo" e um "fantástico motor de crescimento da economia mundial", que "precisa de paz e segurança".

Pequim pode ser um "mediador muito importante", unindo partes que "estão envolvidas ou que suportam conflitos, em diferentes partes do mundo", realçou.

O português vai assumir o lugar de secretário-geral das Nações Unidas, por um período de cinco anos, a partir de 1º de janeiro de 2017.

Guterres visita Pequim depois de ir a Moscou, onde reuniu com o presidente russo, Vladimir Putin. A visita é parte de uma viagem por cinco capitais dos países-membros permanentes do Conselho de Segurança da ONU.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

COVID-19
Comissão rejeita proposta de inclusão de jornalistas, bancários e vigilantes em grupos prioritários
SAÚDE
SES autoriza municípios a vacinarem com a Pfizer adolescentes acima de 12 anos com comorbidades
POLICIAL
PRF apreende 450 mil maços de cigarro contrabandeados na Capital
GERAL
MPF aponta risco de desaparecimento de espécies no Rio Paraná
Rio Paraná Energia, empresa da holding China Three Gorges Corporation (CTG), é acusada de descumprir regras ambientais e levar à beira do desaparecimento peixes como Pintado e Dourado
SAÚDE
SES prepara distribuição das 70.160 doses de vacina contra a covid-19 em MS
GERAL
Fórum apresenta avanços do Plano Estratégico em MS
POLICIAL
PMA e Bombeiros resgatam ave em extinção ferida
GERAL
Contribuintes têm até o dia 3 de agosto aderir ao REFIS 2021
EDUCAÇÃO
Terminam hoje as inscrições do Encceja 2020 para privados de liberdade
GERAL
Homem fica ferido após queda de cavalo no Pantanal

Mais Lidas

POLICIAL
PM de Corumbá prende autores de roubo logo após o crime no Popular Nova
GERAL
Empresa irregular junto a ANTT monta guichê na rodoviária de Corumbá
POLICIAL
PM de Corumbá durante rondas recupera veículo furtado na área central
POLICIAL
Homem é preso por perturbação da tranquilidade no Cristo