Menu
quinta, 24 de junho de 2021
Governo - O ESTADO QUE CRESCE JUNHO
Andorinha - Maio
Geral

Governo firma parceria com universidades de MS e do Canadá para promover desenvolvimento de povos indígenas

01 junho 2017 - 09h30Portal do MS

O Governo do Estado firmou parceria com duas universidades para promover o desenvolvimento dos povos indígenas oleiros que vivem em Mato Grosso do Sul, das etnias Kadiwéu, Terena e Kinikinau. Nesta quarta-feira (31.5), na Governadoria, o governador Reinaldo Azambuja e pesquisadores das universidades Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS) e de Manitoba, do Canadá, assinaram protocolos de intenções que visam duas formas de intercâmbio: uma científico, técnico e cultural e outra de pós-graduação.

Na prática, a assinatura dos documentos representa o primeiro passo para a formalização de futuras atividades acadêmicas em conjunto. “E essas atividades poderão ser desenvolvidas nos mais diversos aspectos, seja na área de pesquisa, já envolvendo alunos de mestrado e doutorado nas áreas afins, como antropologia, filosofia, saúde e outras; como também no desenvolvimento de cursos em conjunto com outras universidades”, explicou a diretora da Agência de Desenvolvimento, Inovação e Relações Internacionais (Aginova) da UFMS, professora Silvia Morales de Queiroz Caleman.

A aproximação formal entre o Governo do Estado, a UFMS e a Universidade de Manitoba vai permitir a mobilidade de estudantes e pesquisadores da cultura indígena, entre Brasil e Canadá. A medida reflete diretamente no desenvolvimento das comunidades sul-mato-grossenses, uma vez que os cientistas terão como objetos de estudos as mais diversas questões indígenas, como cultura, saúde, desenvolvimento econômico e outras. “É um amplo leque de possibilidade de interação”, disse o reitor da UFMS, Marcelo Turini.

Depois da formalização da parceria, estudantes e pesquisadores das duas universidades poderão identificar pontos específicos de estudo de pós-graduação, com apoio do Governo do Estado, para viabilizar diagnósticos e ferramentas para a valorização da cultura indígena de Mato Grosso do Sul. Para Reinaldo Azambuja, a medida é o despertar do reconhecimento dos povos Kadiwéu, Terena e Kinikinau. “Uma parceria fundamental para potencializarmos os estudos sobre os nossos indígenas”, avaliou.

Também participaram da solenidade de assinatura dos protocolos de intenções os secretários de Governo e Gestão Estratégica, Eduardo Riedel, e de Cultura e Cidadania, Athayde Nery; a subsecretária de Políticas Públicas para População Indígena do Estado, Silvana Terena; o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Junior Mochi; e os professores/pesquisadores da Universidade de Manitoba, Peter Kulchyski e Kathleen Buddle.

Deixe seu Comentário

Leia Também

CONDENADO HÁ 20 anos
Delegado é condenado por homicídio de boliviano
GERAL
Receita Federal em Corumbá-MS destina celulares ao IFMS
GERAL
Alvo de investigações, Ricardo Salles pede demissão
GERAL
Reitora do IFMS é a nova presidente do CRIE-MS
GERAL
Sanesul informa que poderá faltar água em alguns bairros de Corumbá
CAPTURA DE ANIMAL
PMA de Corumbá captura gambá em lixeira de residência na área Central
TEMPO
Defesa Civil alerta para perigo potencial de vendaval nesta quarta-feira
CULTURA
São João do Pantanal vence primeiro concurso de Mini Andor em Corumbá
CULTURA
Com duas categorias, Prefeitura divulga resultado do Concurso de Andores Juninos
CULTURA
Fé e cura são os pedidos de devotos de São João

Mais Lidas

POLICIAL
PM atende ocorrência de abandono de criança no Cristo Redentor
POLICIAL
Delegado acusado de assassinato de boliviano vai a júri popular
GERAL
Sanesul informa que poderá faltar água em alguns bairros de Corumbá
POLICIAL
Homem é preso por violência doméstica no bairro Nova Corumbá