Menu
domingo, 26 de setembro de 2021
Expresso Mato Grosso - Junho
Geral

Governo detalha ações de combate a incêndios florestais para 2021

09 abril 2021 - 11h26Portal do Governo de MS

Em 2021 serão investidos R$ 53 milhões em ações do Governo do Estado para a prevenção e melhor enfrentamento aos incêndios florestais em Mato Grosso do Sul. Durante live de lançamento da ‘9ª Campanha de Prevenção e Combate a Incêndios’, promovida pela Associação Sul-Mato-Grossense de Produtores e Consumidores de Florestas Plantadas (Reflore), o titular da Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar (Semagro), Jaime Verruck deu detalhes de como serão aplicados esses investimentos. 

“O Governo do Estado tem desenvolvido um trabalho fundamental com o comitê inconstitucional de combate aos incêndios florestais, através da Semagro, Imasul, Corpo de Bombeiros e Defesa Civil, no qual também temos o apoio do setor privado. Para esse ano de 2021 o governador Reinaldo Azambuja autorizou investimentos em equipamentos e infraestrutura no valor de R$ 53 milhões. Além disso, temos a organização e planejamento de todas as atividades de combate e prevenção com o lançamento, nos próximos dias, do decreto do Manejo Integrado do Fogo (MIF), ferramenta inovadora em nosso Estado, e também do Pantanal Sem Chamas, que é uma outra campanha focada mais para o Pantanal, mas com ações diretas vinculadas aos produtores rurais”, explicou.

O comandante do Corpo de Bombeiros Militar de MS, coronel Hugo Djan Leite, acrescentou que foi viabilizada a ampliação das ações realizadas através do Centro de Proteção Ambiental, mantido em parceria com a Semagro. "Vamos ampliar a capacitação, com um curso de formação para o combate a prevenção a incêndios florestais, para 300 militares e parceiros. São R$ 53 milhões em investimentos para o combate e prevenção, com aquisição de 12 caminhões para transporte; 13 caminhões-tanque; 1 aeronave AirTractor 802F; construção de dois quarteis, sendo um em agua Clara, com aeródromo específico para o combate de incêndios e outro em Ribas do Rio Pardo”, detalhou.

De acordo com o Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis), em 2020, Mato Grosso do Sul registrou 12.080 focos de incêndio, um incremento de 8% em relação a 2019, quando foram registrados 11.653 focos. Ainda segundo o Ibama, cerca de 90% das queimadas são causadas por ação humana. Essa prática pode causar grandes prejuízos, tanto econômicos quanto sociais e ambientais, como empobrecimento do solo, poluição do ar, mudança do clima, mortes da fauna e flora, além de acidentes nas rodovias devido à fumaça que diminui a visibilidade dos condutores.

Na Costa Leste de Mato Grosso do Sul, onde o setor de base florestal está fortemente presente com florestas plantadas, indústrias e empresas, no ano passado foram registrados aproximadamente 1.050 focos de incêndios. Para prevenir e combater incêndios, há um trabalho contínuo das empresas do segmento com a Reflore/MS e, com os produtores rurais, entidades e agentes públicos.

Neste sentido, o titular da Semagro reforçou seu apoio às campanhas de conscientização e atividades da iniciativa privada no combate ao fogo. “Cumprimentamos a Reflore pela Campanha Fogo Zero, que tem um impacto muito forte em toda a costa leste do Estado, junto aos produtores de consumidores de eucalipto. O setor florestal, assim como o sucroenergético, já possui uma estrutura importante de prevenção e combate a incêndios florestais. É fundamental que a iniciativa privada faça o seu trabalho de prevenção e tenha uma estrutura de combate junto aos seus associados, como é o caso da Reflore”, destacou Verruck. 

Iniciativa da Reflore com as empresas associadas e parceiros como Sistema Famasul, Senar/MS, Governo do Estado, Corpo de Bombeiros Militar, Coordenadoria de Defesa Civil e Ibama, a campanha Fogo Zero visa criar uma consciência constante de prevenção contra os focos, oferecendo capacitação à população rural e levando informações à sociedade civil sobre as perdas e os danos provocados pelas queimadas.

Campanha Fogo Zero

Entre as ações da campanha Fogo Zero, segundo a Reflore/MS, está a instalação de placas informativas ao longo de rodovias sul-mato-grossenses, com contatos para casos de emergência; peças publicitárias educativas para as redes sociais, das empresas associadas e dos parceiros da ação; além de anúncios informativos em emissoras de rádio.

Outra ação será voltada a capacitação de profissionais para o combate de incêndios florestais, que conta com a parceria do Corpo de Bombeiros Militar e do Senar, que anualmente realizam o treinamento SCI – Sistema de Comando de Incidentes - com colaboradores das empresas associadas. Mais de 100 profissionais já foram capacitados.

Por conta das restrições impostas pela pandemia do novo coronavírus, foi criada uma cartilha digital de boas práticas para o público infanto-juvenil. A ideia é compartilhar esse material com escolas estaduais e municipais, além da realização de palestras no formato on-line.

“Estas são algumas ações que planejamos para a campanha deste ano. É importante ressaltar que todos nós temos um papel importante na missão de prevenir e combater os incêndios florestais. Precisamos ser responsáveis em nossas atitudes diárias: não jogar lixo na beira das rodovias, não acender fogueira perto das matas, fazer a manutenção em equipamentos, tratores e caminhões adequadamente, entre outras ações. Nossas atitudes podem salvar vidas”, finaliza Moacir Reis, presidente da Reflore. 

Entre outros representantes, também participaram da live o diretor da Famasul, Marcelo Bertoni; Alexande Pereira, do Ibama; e o coordenador Estadual de Defesa Civil, Fabio Catarinelli. 

Com apoio do Governo do Estado, Corpo de Bombeiros Militar e Ibama, a 9ª Campanha de Prevenção e Combate a Incêndios é uma iniciativa da Reflore e seus associados: Arborgen, Bandeirante Florestal, Brasilwood, Corus Agroflorestal, Eldorado Brasil, Frigg Florestal, Niobe, Grupo Atallah, Grupo Mutum, InnovaTech, Lacan Florestal, Marca 7, Maseal, Novo Oeste, Quilombo Florestal, Ramires Reflortec, Suzano, Trim Florestal, TTG Brasil e Vetorial, e tem a co-realização do Sistema Famasul e Senar. 

 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Denúncia
Homem morre e família acusa médica da UPA de negligência
Palestras
3ª edição da Semana da Saúde do Sesc tem foco nos reflexos da pandemia
SCT 2021
IFMS abre inscrições para Semana de Ciência e Tecnologia
Javaporco
PMA flagra criação ilegal de javalis em propriedade de Dourados
Alerta
De agendamentos a esquemas de 'pirâmides', entenda os maiores golpes do Pix em MS
Retomada
Fundtur recebe inscrições no Programa "Incentiva+MS Turismo" até 5 de outubro
Bonito
Mulher é multada em R$ 5 mil por desmatamento ilegal em área protegida
Imunização
Veja quem pode se vacinar neste fim de semana em Corumbá
Balanço
Mais de 50% das drogas apreendidas na Operação Fronteiras e Divisas I são de MS
Economia
Comércio deve facilitar pagamento e ser cauteloso para o Dia das Crianças

Mais Lidas

Denúncia
Homem morre e família acusa médica da UPA de negligência
Imunização
Veja quem pode se vacinar neste fim de semana em Corumbá
Desenvolvimento
Comissão mista homologa consórcio que vai construir ponte da Rota Bioceânica em MS
Bonito
Mulher é multada em R$ 5 mil por desmatamento ilegal em área protegida