Menu
quarta, 16 de junho de 2021
Andorinha - Maio
Andorinha - Maio
Geral

Governo define que contas vão fechar em R$ 139 bi negativo

08 julho 2016 - 10h12FolhaPress

O governo vai propor ao Congresso que a meta fiscal de 2017 seja um deficit de R$ 139 bilhões, valor inferior aos R$ 170,5 bilhões previstos para 2016, segundo o ministro (Henrique Meirelles). O número, anunciado hoje, é a diferença entre receitas e despesas do governo federal.

"É um esforço muito grande na medida em que temos de enfrentar uma situação de aumento constante das despesas públicas federais há um longo tempo. Tivemos de concentrar um esforço focado principalmente nas despesas e também na geração de receitas adicionais", afirmou Meirelles.

O ministro disse que, sem o limite de teto para o gasto público que precisa passar pelo Congresso, o resultado seria negativo em R$ 194 bilhões.

O governo prevê ainda deficits de R$ 1 bilhão para Estados e R$ 3 bilhões para empresas estatais federais, o que resultaria o resultado negativo do setor público para R$ 143 bilhões. Em 2016, é de R$ 163,9 bilhões. Os números consideram uma projeção de 1,2% de crescimento da economia em 2017.

META APERTADA

Em reunião com assessores nesta quinta, Temer comentou que a projeção de rombo de R$ 194 bilhões no próximo ano, caso o governo não adote nenhuma medida para reduzi-lo, é "preocupante" e, por isso, determinou fixar "uma meta bem apertada".

Na noite de quarta-feira (6), Temer discutiu com sua equipe e líderes do Congresso cenários para a meta fiscal de 2017, que apontavam para um deficit primário no ano que vem entre R$ 150 bilhões e R$ 160 bilhões.

A área econômica queria um número na casa dos R$ 150 bilhões, de preferência até um pouco abaixo. Já a política preferia fixar uma meta em torno de R$ 160 bilhões.

O presidente orientou a equipe econômica também a não adotar aumento de tributos neste ano, mas não descartou a possibilidade de eles serem elevados no médio prazo caso as medidas que forem adotadas para reduzir o rombo não surtirem o efeito esperado.

Segundo assessores, Temer pediu que fossem analisadas as possibilidades de cortes de despesas para contribuir na redução do rombo nas contas públicas no próximo ano, que será o quarto consecutivo.

O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, vai levar o número final ao presidente Temer no final da manhã desta quinta e vai anunciá-lo logo em seguida, em entrevista no Palácio do Planalto.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

NOTA
Marinha lamenta morte de mulher atropelada por militar
ELEIÇÕES 2022
Pesquisa mostra Puccinelli na liderança ao Governo de MS
LUTO
Professor de tênis Orlando Papa morre vítima da Covid-19
GERAL
DRACCO está de sede nova com endereço novo
GERAL
Trabalhadores da Eletrosul em MS paralisam as atividades por 72 horas
INFRAESTRUTURA
Vereador cobra recuperação de trecho da BR 262, até a fronteira com a Bolívia
DETRAN
Comunicação de Venda Online do Detran-MS evita problemas para quem vende um veículo
GERAL
BR 262: Sem acostamento caminhão tomba saindo da estrada
EMPREGO
Coca-Cola FEMSA Brasil abre vagas para mulheres em Campo Grande
Processo de seleção pretende incentivar a presença feminina, mas homens também podem participar
GERAL
Donos de pizzaria em Corumbá investem em dark kitchen do Divino Fogão

Mais Lidas

GERAL
Donos de pizzaria em Corumbá investem em dark kitchen do Divino Fogão
GERAL
BR 262: Sem acostamento caminhão tomba saindo da estrada
LUTO
Professor de tênis Orlando Papa morre vítima da Covid-19
EDUCAÇÃO
Segue aberto período de inscrições para cursos do Pronatec/MS