Menu
quinta, 17 de junho de 2021
Andorinha - Maio
Andorinha - Maio
Geral

Governo cria delegacia de combate a crimes rurais e abigeato

28 abril 2021 - 08h29Portal do Governo de MS

Esperada há décadas pelos ruralistas, o governador Reinaldo Azambuja criou a Delegacia Especializada de Combate à Crimes Rurais e Abigeato (Deleagro), medida comemorada pelas lideranças, que agradeceram o Governo do Estado em garantir maior segurança à agropecuária, que tem sido uma das responsáveis pelo Estado alcançar superávits ante as sucessivas crises econômicas e a pandemia.

O presidente da Acrissul (Associação dos Criadores de Mato Grosso do Sul), Jonatan Barbosa, destacou que a criação da delegacia especializada vai contribuir muito para o combate a estes crimes no campo, sendo importante aos produtores do Estado.

“As forças de segurança já realizam um trabalho efetivo no setor, diminuindo os casos de abigeato com repressão a estes furtos e sempre estando em contato com os produtores”, afirmou Barbosa, acrescentando que com a Deleagro “o Governo do Estado garante mais segurança ao setor produtivo, dando mais agilidade no combate a estes crimes”.

Para o presidente da Famasul (Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso do Sul), Maurício Saito, a delegacia especializada vai dar mais agilidade, rapidez e eficiência na resolução dos crimes. “É de suma importância para o setor agropecuário, uma vez que representa mais segurança e tranquilidade às pessoas que vivem e trabalham no campo”.

Ele ponderou que em determinados períodos do ano há um fluxo e volume intenso de insumo e animais, tanto nas estradas como nas propriedades rurais, sendo necessário estes cuidados. “Os crimes registrados nas áreas rurais são de grande preocupação em Mato Grosso do Sul, considerando seu perfil produtivo e sua localização geográfica”.

“A delegacia especializada terá uma relação mais próxima com o produtor, tanto na prevenção como como combate ostensivo a este tipo de crime, para dar mais segurança ao agronegócio”, afirmou o governador Reinaldo Azambuja.

A Deleagro terá a missão de reprimir e investigar crimes como o abigeato, que se trata de furtos de animais domésticos no campo e nas fazendas, principalmente de gado. Também terá competência para investigar e reprimir crimes como subtrações de insumos, defensivos e maquinários agrícolas.

Irá atuar, ainda, nos delitos decorrentes de crimes agrários, nos quais haja violência, em um trabalho de cooperação com demais instituições e órgãos, com ressalvas àquelas com competência federal, e prestará apoio às demais unidades policiais na apuração de crimes contra o agronegócio.

Caberá à delegacia coordenar, orientar, prevenir e exercer ações permanentes para o combate aos delitos voltados à atividade rural, centralizar e difundir dados, denúncias e estatísticas sobre este tipo de crime.

O delegado-geral da Polícia Civil, Adriano Garcia Geraldo, ressaltou que a unidade é um grande avanço para segurança pública. “Mostra todo nosso respeito pelos pecuaristas e agricultores, que agora vão dispor de uma unidade especializada para estes crimes, com atuação em todo o Estado”.

Mapeamento

A Deleagro irá mapear as estradas e as propriedades rurais para análise criminal e formulação de políticas eficazes no combate aos delitos no campo. Também estão previstos cursos, palestras e capacitações, visando a prevenção destes crimes, assim como a definição de procedimentos operacionais.

A unidade poderá ainda promover parcerias com empresas, produtores e trabalhadores rurais, assim como órgãos e entidades da administração direta, como a Iagro (Agência Estadual de Defesa Sanitária Animal e Vegetal) e aquelas de âmbito municipal e federal que tratam do tema.

O Decreto também prevê a criação de um banco de dados atualizado sobre veículos boiadeiros, empregadores, condutores de comitivas, motoristas de caminhões e outros dados de relevância que ajudem no combate a estes crimes.

Com a criação da Deleagro, estes crimes rurais que antes eram investigados pelo Garras (Delegacia Especializada de Repressão a Roubos a Banco, Assaltos e Sequestros), passam a ser competência da unidade especializada.

Opinião do setor

Para o presidente do Sindicato Rural de Corumbá, Luciano Leite, a medida do Governo do Estado atende a uma das principais reivindicações dos produtores da planície pantaneira, que é o combate preventivo e sistemático ao furto e receptação de gado, que tem causado grandes prejuízos econômicos e insegurança na região.

“Com esse decreto, os produtores se sentem mais aliviados, pois o abigeato é um problema sério, temos uma região muito extensa e somente o apoio da Polícia Ambiental, que tem nos ajudado, não é possível combater esse tipo de crime”, disse Leite.

Ele agradeceu o governador Reinaldo Azambuja por atender a mais uma reivindicação dos pantaneiros. “Temos recebido todo apoio do governo, principalmente em infraestrutura, e agora a criação de uma delegacia especializada em abigeato vai nos livrar de um grande pesadelo.”

O decreto que cria a nova delegacia pode ser conferido na página 7 da edição desta quarta-feira (28) do Diário Oficial.

 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

GERAL
Autor de atropelamento na Rio Branco é comissionado da Prefeitura de Corumbá
SAÚDE
Corumbá leva vacina contra a Covid-19 para a região do Taquari
POLICIAL
PMA apreende 1.289 kg de droga com adolescente paraguaio
TURISMO
Turismo de MS participa de webinar nesta quarta-feira e se aproxima do mercado irlandês
PROTESTO
Ciclistas fazem protesto após morte de empresária na Rio Branco
ECONOMIA
Trabalhadores nascidos em novembro podem sacar auxílio emergencial
SAÚDE
Anvisa autoriza importação excepcional da vacina Sputnik V
CIDADE
Prefeitura de Corumbá determina abertura de comércio
CORONAVÍRUS
Com 25 mil casos em 15 dias, junho pode bater recorde de infectados por covid em MS
GERAL
Homem sofre queda de telhado e fica ferido

Mais Lidas

GERAL
Autor de atropelamento na Rio Branco é comissionado da Prefeitura de Corumbá
POLICIAL
Mulher é presa por descumprimento de medida protetiva
POLICIAL
Homem é preso por violência doméstica no Parque do Mangueiral em Ladário
GERAL
Homem é esfaqueado pelo filho no Sassida