Menu
domingo, 17 de outubro de 2021
Andorinha - Setembro e Outubro
Andorinha - Outubro e Novembro - MOBILE
Geral

Governo confirma pagamento do 13º para 1º de dezembro

12 novembro 2020 - 11h36Bruno Chaves, Subcom, e Ana Letícia Gaúna, SAD

O governador Reinaldo Azambuja anunciou nesta quinta-feira (12) o calendário de pagamento de fim de ano dos servidores estaduais de Mato Grosso do Sul. Serão três folhas salariais (novembro, dezembro e 13º) pagas em 37 dias. Juntos, os desembolsos somarão R$ 1,5 bilhão. Confira os calendários abaixo.

“Fizemos o dever de casa. Com ajuste fiscal e cuidado com as contas públicas não deixamos o Estado sucumbir. Mantemos nossa capacidade de pagamento e planejamos a folha salarial. Isso é importante porque dá previsibilidade ao servidor”, disse Reinaldo Azambuja.

Neste ano, os funcionários públicos do Estado escolheram, por maioria, a data de pagamento do 13º salário, que será dia 1º de dezembro. Participaram da votação 10.171 servidores. 4.521 deles elegeram a data vencedora. Outros 5.650 escolheram dias alternados.

Mato Grosso do Sul possui cerca de 79 mil servidores ativos e inativos, como aposentados e pensionistas. Os salários de novembro de todos eles serão depositados no próximo dia 27 (sexta-feira) e estarão disponíveis para saque no dia 28 (sábado). Já os salários de dezembro serão depositados pelo Estado no primeiro dia útil de 2021, que é 4 de janeiro.

Tradicionalmente, as folhas salariais de fim de ano do funcionalismo movimentam os diversos setores da economia e irriga, principalmente, o comércio. “Previsibilidade é tudo na vida financeira. Com ela, você gasta melhor. Agora, o servidor sabe que dia terá dinheiro em mãos e pode se planejar”, afirmou o governador.

Economia nos trilhos

Medidas estruturantes realizadas pelo Governo do Estado desde 2015, muitas vezes tidas como amargas, como as reformas previdenciárias e administrativa, foram fundamentais para que a economia de Mato Grosso do Sul se mantivesse nos trilhos. 

Em ano de pandemia, a edição de decretos visando o contingenciamento de gastos não deixou o Estado quebrar e Mato Grosso do Sul passou a ser um dos poucos estados do País com capacidade de pagamentos dos salários, destacou a secretária de Administração e Desburocratização, Ana Carolina Nardes.

"Isso propiciou com que pudéssemos injetar mais de R$ 1 bilhão na economia neste momento atípico, por entendermos que os servidores públicos precisam ser valorizados, o que foi demonstrado nas atitudes sugeridas pelo governador Reinaldo Azambuja para que servidor pudesse escolher a data do pagamento do 13º salário e na autorização para que a SAD efetivasse as promoções de aproximadamente 3,7 mil servidores", afirmou Ana Carolina.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Tragédia
Médico do interior de SP é um dos sobreviventes de barco que naufragou; quatro parentes morreram
Atualizações
Dois dos corpos encontrados no rio Paraguai são identificados
Inédito
Tempestade de areia: Energisa recebeu 4 mil chamados em Campo Grande
Dia Mundial da Alimentação
Em MS, 69% da população está com excesso de peso e 36% com obesidade
Ensino Superior
UEMS investe mais de R$ 13 milhões em bolsas e auxílios para estudantes
Transporte
Expresso Queiroz tem autorização suspensa por incapacidade de atender passageiro
Defesa Civil
Tempestade de poeira e vendaval causaram estragos em pelo menos sete nos municípios
Cidade em alerta
Ventos de 64 km/h destelharam 20 casas em Corumbá
Previsão Meteorológica
Tempo continua fechado com chance de mais chuva para grande parte do Estado
Tragédia
Naufrágio no rio Paraguai deixou sete pessoas desaparecidas

Mais Lidas

Tragédia
Médico do interior de SP é um dos sobreviventes de barco que naufragou; quatro parentes morreram
Tragédia
Naufrágio no rio Paraguai deixou sete pessoas desaparecidas
Atualizações
Dois dos corpos encontrados no rio Paraguai são identificados
Cidade em alerta
Ventos de 64 km/h destelharam 20 casas em Corumbá