Menu
terça, 23 de julho de 2024
Andorinha - 76 anos - Junho 2024
Andorinha - 76 anos - Junho 2024
Geral

Governo confirma pagamento do 13º para 1º de dezembro

12 novembro 2020 - 11h36Bruno Chaves, Subcom, e Ana Letícia Gaúna, SAD

O governador Reinaldo Azambuja anunciou nesta quinta-feira (12) o calendário de pagamento de fim de ano dos servidores estaduais de Mato Grosso do Sul. Serão três folhas salariais (novembro, dezembro e 13º) pagas em 37 dias. Juntos, os desembolsos somarão R$ 1,5 bilhão. Confira os calendários abaixo.

“Fizemos o dever de casa. Com ajuste fiscal e cuidado com as contas públicas não deixamos o Estado sucumbir. Mantemos nossa capacidade de pagamento e planejamos a folha salarial. Isso é importante porque dá previsibilidade ao servidor”, disse Reinaldo Azambuja.

Neste ano, os funcionários públicos do Estado escolheram, por maioria, a data de pagamento do 13º salário, que será dia 1º de dezembro. Participaram da votação 10.171 servidores. 4.521 deles elegeram a data vencedora. Outros 5.650 escolheram dias alternados.

Mato Grosso do Sul possui cerca de 79 mil servidores ativos e inativos, como aposentados e pensionistas. Os salários de novembro de todos eles serão depositados no próximo dia 27 (sexta-feira) e estarão disponíveis para saque no dia 28 (sábado). Já os salários de dezembro serão depositados pelo Estado no primeiro dia útil de 2021, que é 4 de janeiro.

Tradicionalmente, as folhas salariais de fim de ano do funcionalismo movimentam os diversos setores da economia e irriga, principalmente, o comércio. “Previsibilidade é tudo na vida financeira. Com ela, você gasta melhor. Agora, o servidor sabe que dia terá dinheiro em mãos e pode se planejar”, afirmou o governador.

Economia nos trilhos

Medidas estruturantes realizadas pelo Governo do Estado desde 2015, muitas vezes tidas como amargas, como as reformas previdenciárias e administrativa, foram fundamentais para que a economia de Mato Grosso do Sul se mantivesse nos trilhos. 

Em ano de pandemia, a edição de decretos visando o contingenciamento de gastos não deixou o Estado quebrar e Mato Grosso do Sul passou a ser um dos poucos estados do País com capacidade de pagamentos dos salários, destacou a secretária de Administração e Desburocratização, Ana Carolina Nardes.

"Isso propiciou com que pudéssemos injetar mais de R$ 1 bilhão na economia neste momento atípico, por entendermos que os servidores públicos precisam ser valorizados, o que foi demonstrado nas atitudes sugeridas pelo governador Reinaldo Azambuja para que servidor pudesse escolher a data do pagamento do 13º salário e na autorização para que a SAD efetivasse as promoções de aproximadamente 3,7 mil servidores", afirmou Ana Carolina.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Agenda Cultural
Programa Cine Andante divulga programação de agosto em Corumbá
Cidadania
Encerra em 31 de julho inscrições de oficinas e qualificação para crianças e jovens em Corumbá
Garantia de Recursos
Fiscalização da PF contra incêndios no Pantanal seguirá até o fim deste ano
Futebol
Técnico destaca classificação do Costa Rica no 'grupo da morte'
Oportunidade
IFMS abre 150 vagas de graduação para portadores de diploma, reingressos e transferências
Até sexta-feira
Inscrições para o Prouni abrem nesta terça-feira
No centro
Perícia encontra seringa e medicamentos no apartamento de mulher encontrada morta
Neste domingo
Ritmista da Nova Corumbá morre em colisão com carro
Até 26 de julho
Escola Sesi abre processo seletivo com 104 vagas de gratuidade na educação básica
VEM 2024
Festival de música católica tem dois sul-mato-grossenses entre os classificados

Mais Lidas

Time de Miranda
20ª edição do Amistoso da Diversidade reúne grande público no Poliesportivo
Consequência
Fumaça volta a encobrir área urbana de Corumbá
Oportunidade
Funtrab oferece mais de 4,8 mil vagas de emprego em Mato Grosso do Sul
Plantão
Bombeiros registram oito incêndios urbanos nas últimas 24 horas