Menu
quarta, 05 de agosto de 2020
Andorinha - Medidas Preventivas Coronavírus
Geral

Governo aprova programa emergencial de crédito para pequenas e médias empresas

31 julho 2020 - 09h48Assessoria Infinito com informações da Agência Senado

O Senado Federal aprovou Medida Provisória que cria o Programa Emergencial de Crédito para Pequenas e Médias Empresas (Peac-FGI) e facilita o acesso a recursos para a manutenção desses estabelecimentos (MP 975/20). O objetivo é facilitar o crédito para essas empresas, com o intuito de amenizar a crise provocada pela pandemia de covid-19 no país. Aprovada na forma do Projeto de Lei de Conversão (PLV) 24/2020, a matéria segue agora para a sanção da Presidência da República.

De acordo com o PL, fica garantida às instituições financeiras o percentual de 30% dos recursos emprestados aos estabelecimentos com receita bruta de R$ 360 mil a R$ 300 milhões em 2019. Essa garantia será feita com recursos da União: são R$ 20 bilhões que complementarão o Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte (Pronampe) por meio do Fundo Garantidor para Investimentos (FGI).

O projeto aprovado também prevê uma nova modalidade de garantia para empréstimos, chamada de Peac-Maquininhas, que beneficia microempreendedores individuais (MEI), microempresas e empresas de pequeno porte que tenham realizado vendas por meio das máquinas de pagamento; eles poderão ter acesso a empréstimos dando como garantia os valores ainda a receber de vendas futuras — o chamado crédito fumaça.

Em seu pronunciamento, a senadora Simone Tebet elogiou a iniciativa dos senadores em aprovar a medida. Ela afirmou que “o comércio dá vida às cidades e o seu fechamento também mata. Mata através do desemprego, tira o alimento da mesa da família brasileira. Quando o Senado, deixando as diferenças de lado, aprova medidas para garantir que pequenas e médias não fechem suas portas, não mandem embora seus trabalhadores; essas medidas precisam ser comemoradas como cada vida que sai do leito de um hospital, de uma UTI”.

O relator da matéria, senador Marcos Rogério (DEM-RO), disse que, no contexto caótico da pandemia, destacam-se entre os mais necessitados os micro, pequenos e médios empresários, que foram extremamente prejudicados pela súbita interrupção de suas atividades. Para o senador, são inegáveis a conveniência e a oportunidade da edição dessa MP. Ele afirmou que o cenário de crise exige respostas drásticas e urgentes.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Facilidade
Contribuinte pode obter boleto do IPTU 2020 por WhatsApp
Nota de Pesar
Prefeitura lamenta morte de servidor por Covid
Meteorologia
Ar continua seco e quente nesta quarta-feira
UFMS
Relatório técnico recomenda elevar restrições para conter avanço da Covid em Corumbá
Atualização Covid
Estado registra mais de mil casos nas últimas 24 horas
Somando Esforços
Moinho Cultural recebe doação de R$ 45 mil para apoiar famílias atingidas pela pandemia
OPERAÇÃO OSTIUM
Caças da Força Aérea já interceptaram mais de 3,5 toneladas de cocaína
Mais tempo para pagar
Câmara pede prorrogação do prazo de pagamento do IPTU à vista
Corumbá
Mulher tem casa apedrejada por vizinha no conjunto Guanã
Super Interessante
Pesquisadores desenvolvem álcool em gel a partir da fécula de mandioca

Mais Lidas

Um pouco de boas notícias
Santa Casa tem 24 leitos disponíveis para Covid; 8 UTIs e 16 clínicos
Corumbá
Mulher tem casa apedrejada por vizinha no conjunto Guanã
Moradores Descontentes
Marinha defende mudanças na logística da Operação Pantanal
UFMS
Relatório técnico recomenda elevar restrições para conter avanço da Covid em Corumbá