Menu
sexta, 14 de maio de 2021
Andorinha - Maio
Andorinha - Maio
Geral

Governador aponta Corredor Bioceânico como o futuro da integração da América Latina

13 fevereiro 2017 - 12h12Gesiane Medeiros
Governador e ministro da Bolívia responderam a impresa após a reunião. Foto: Sylma Lima

O governador do estado, Reinaldo Azambuja, chegou a Corumbá logo cedo desta segunda-feira (13), no Aeroporto Internacional da cidade, acompanhado pelos secretários, Jaime Verruck da Semade e Marcelo Miglioli da Seinfra. Na pauta uma audiência, na prefeitura do município, com o embaixador da Bolívia, José Kinn Franco; o ministro de Obras Públicas, Serviços e Habitação da Bolívia, Milton Carlos Hinjosa  e o coordenador-geral de Assuntos Econômicos da América do Sul, João Carlos Parkinson para discutir a implantação do Corredor Bioceânico Central e a possível utilização do gás boliviano pela usina termoelétrica que será construída em Ladário. Recepcionado pelo prefeito Ruiter Cunha de Oliveira, seguiram direto para o prédio municipal.

A expectativa do governo do estado é que corredor bioceânico central ferroviário aumente o potencial de competitividade tanto na exportação quanto na importação. O projeto ligará o Porto de Santos (SP) ao da cidade de Ilo no Peru além das ramificações que poderão acessar os portos chilenos, com 3.700 quilômetros, onde 80% já está feito. Reinaldo Azambuja confessou que alguns trechos precisam de reparos e outros de serem construidos, por isso a realização da audiência com o embaixador e o ministro da Bolívia na prefeitura de Corumbá, na manhã desta segunda-feira (13). Um entendimento entre os paises irão elaborar  os memorandos e um termo de coopreação entre MS e os países envolvidos. Segundo o governador, o próximo passo é fazer uma tratativa que será levada para o ministro das relações exteriores, José Serra, “acreditamos que há grande viabilidade de implantação do projeto, que consideramos o futuro da integração da América Latina, esse corredor ferroviário irá aumentará em muito a competitividade nas exportações e importações”.

Governador mostrou preocupação com a redução do bombeamento do Gás para MS, imposto pela Petrobras. Foto: Sylma Lima

Os termos alfandegários estão sendo estudados e estabelecidos para que o sistema seja desburocratizado. “Nossa primeira proposta é que os trens que vão para Santa Cruz, já possam entrar na ferrovia brasileira e que os nossos também possam acessar o território boliviano, integrando as malhas dos países”.

Azambuja reconheceu que malha Oeste (MS), não está em condições para tal pressão de uso, mas confirmou que o governo já está em contato com a concessionária Rumo, responsável pela malha, para realizar investimentos. “Tenho certeza que tendo essa expectativa de carga e essa integração, teremos a chance de resposta positiva para recuperação e revitalização do trecho entre Corumbá e Três Lagoas”.

Ministro Boliviano, Milton Carlos Hinjosa, vê com bons olhos a parceria. Foto: Sylma Lima

Sobre a crise do Gás, o governador apontou que quando se diminui o bombeamento, diminuem também as receitas, e que isso impacta não apenas o estado, como os municípios. O comparativo mostra que o ICMS do gás chegou a representar 18% da receita total nos anos de 2013 e 2014, em 2015 caiu para 16% e em 2016 para 11%, e se permanecer nas proporções que a Petrobras informa deve cair em 4%, “isso é uma queda de R$ 700 milhões/ano, e as prefeituras que são sócias em 16% do ICSM também sentem o peso dessa redução”, diz o governador. Que assegurou a busca por pela discussão com a Petrobras, para saber qual a política futura para o gás boliviano, para negociar uma possível compra direta. “A Petrobras não pode tirar de um dia para o outro, essa receita do estado”, aponta Azambuja.

O contrato atual para o gás de MS é de 30 milhões de m³ por dia, limite bombeado nos últimos 10 anos, porém no mês de janeiro, a Petrobras diminuiu para praticamente 11 milhões de m³ por dia. “Acredito que será necessária uma reunião maior com toda a bancada federal para buscar uma alternativa, pois a redução imposta pela Petrobras parece ser uma estratégia para negociar a renovação do contrato que estar a vencer”. 

Deixe seu Comentário

Leia Também

SAÚDE
Lote com 5,7 milhões de doses de vacinas começa a ser distribuído
POLÍTICA
Iunes aceita convite do Podemos
VOLUNTARIADO
Confeiteiros Solidários realizam Campanha do Agasalho para o Voluntários no Caminho
POLICIAL
PF prende quatro pessoas e apreende 180 kg de cocaína em MS
GERAL
Em Corumbá condutor tem veículo removido por transporte clandestino
GERAL
Detentas bolivianas em Corumbá recebem assistência de Consulado
ESPORTE
Curso de "Treinamento Esportivo no Contexto Escolar" vai ser realizado de 28 a 30 de maio
EDUCAÇÃO
Inep define cronograma do Censo Escolar da Educação Básica 2021
ESPORTE
Bia Cavassa visita Secretaria Nacional do Esporte e busca apoio para MS
GERAL
Bia Cavassa e vereadores visitam sede da Sudeco

Mais Lidas

POLICIAL
PF prende quatro pessoas e apreende 180 kg de cocaína em MS
POLICIAL
PM apreende droga, plantas de maconha e prende autor de tráfico
POLICIAL
PM evita suicídio de homem, e o prende após violência doméstica
POLÍTICA
Iunes aceita convite do Podemos