Menu
quinta, 02 de dezembro de 2021
Andorinha Dezembro
Mobile - Andorinha Dezembro
Geral

Fruticultores de MS têm ano de retomada com valorização de até 290% em culturas como o limão

28 junho 2021 - 09h27ASCOM FAMASUL

O ano de 2021 tem sido uma retomada para os fruticultores de Mato Grosso do Sul. Após um período de instabilidade devido à pandemia da Covid-19, os produtores rurais atendidos pela Assistência Técnica e Gerencial (ATeG) do Senar/MS registraram em culturas como a do limão uma valorização de até 290%, em relação ao preço pago entre janeiro e maio de 2020. Esse é o tema do #MercadoAgropecuário desta semana.

“Há um incentivo para produção e as culturas do limão, banana e goiaba se destacam, pois são espécies com um bom mercado no estado”, explica o coordenador da ATeG em Olericultura, Dorly Pavei.

Em 2020, por exemplo, foram comercializadas 69,7 toneladas de limão entre janeiro e maio, enquanto no mesmo período deste ano foram 95,8 toneladas. Além da quantidade, houve um crescimento no valor comercializado. Enquanto no ano passado o montante atingiu R$ 66,4 mil, em 2021 foi de R$ 259,9 mi, uma valorização de 290%.

“Esse crescimento tem relação com alguns fatores. O consumo tem aumentado, quando comparado ao mesmo período do ano passado, em que estávamos no ápice da pandemia. Esse maior consumo acaba valorizando os produtos no mercado e motiva o produtor, que aumenta a produção, gerando uma maior comercialização e entrada de receita. É um ciclo bastante positivo”, comenta Dorly.

A banana e goiaba foram outras duas culturas com destaque na valorização e com alta no valor comercializado. A banana teve 30% de valorização e a goiaba 75%.

MORANGO SUL-MATO-GROSSENSE

Opção para diversificar a produção e aproveitar uma estrutura já montada de hidroponia, o morango é uma cultura que tem se valorizado e ganhando espaço no estado também.

Entre janeiro e maio de 2020 foram 172 quilos da fruta comercializados por R$ 1,6 mil pelos produtores atendidos pelo Senar/MS. No mesmo período deste ano houve um salto para 232 quilos vendidos por R$ 6,3 mil. Uma valorização de 278%.

“Nessa época do ano as folhosas reduzem e o produtor pode utilizar parte da sua hidroponia para o morango, resultando em uma maior renda e receita. É uma oportunidade de diversificar a produção também”, conclui o coordenador da ATeG.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Crescimento
MS tem 37,9 mil trabalhadores formais a mais que antes da pandemia
Polícia
'Deu Zebra' não chega nem perto de donos do jogo do bicho e policiais se revoltam em Campo Grande
Meio Ambiente
Sanesul é cobrada para eliminar descarte de lodo na região do Porto Geral
Benefício
Nascidos em dezembro têm até o dia 31 para aderir ao saque-aniversário
Infraestrutura
Recuperação de galeria no bairro cervejaria é urgente
Acidente
Motociclista sofre ferimentos em queda acidental
Inédito
Bonito recebe primeiro voo em conexão direta com Congonhas nesta quinta-feira (02)
Habitação
Decreto regulamenta projeto Lote Urbanizado e cria novas regras e prazos
Rio Brilhante
Empresários que tiveram prisão decretada na operação 'Dark Card' estão foragidos
Jovens Empreendedores
Alunos de Escolas Municipais de Porto Murtinho expõem produtos desenvolvidos em sala

Mais Lidas

Polícia
'Deu Zebra' não chega nem perto de donos do jogo do bicho e policiais se revoltam em Campo Grande
Homenagem
Rodovia MS 228, em Corumbá, recebe o nome do pecuarista Dalci Vicente Sebben
Governo
Autorizados concursos públicos para Iagro e Sedhast com 180 vagas
Rio Brilhante
Empresários que tiveram prisão decretada na operação 'Dark Card' estão foragidos