Menu
terça, 22 de setembro de 2020
Andorinha - Linha em Operação
Andorinha - Linha em Operação
Geral

Federação Nacional dos Jornalistas lamenta assassinato de jornalista brasileiro na fronteira com Paraguai

14 fevereiro 2020 - 11h17Assessoria

A Federação Nacional dos Jornalistas (FENAJ) soma-se aos sindicatos dos Jornalistas Profissionais de Mato Grosso do Sul, da Grande Dourados e do Paraguai para manifestar profundo pesar pelo assassinato do jornalista brasileiro Léo Veras, ocorrido no quintal de sua própria moradia, na cidade paraguaia de Pedro Juan Caballero, localizada na fronteira com o Brasil.  Na noite desta quarta-feira, 12 de fevereiro, homens encapuzados invadiram o quintal da casa, onde Veras jantava com a família, e o executaram com 12 tiros.

O jornalista residia em Pedro Juan Caballero, mas atuava também na vizinha Ponta Porã, localizada no estado de Mato Grosso do Sul. Ele era responsável pelo site Porã News e tornou-se conhecido por suas reportagens policiais sobre o crime organizado na região. Em mais de uma ocasião, Veras relatou ter recebido ameaças de morte, em razão de seu trabalho jornalístico.  As investigações sobre seu assassinato levam em consideração as ameaças frequentes, que indicam o exercício profissional do Jornalismo como motivação do crime.

O Sindicato dos Jornalistas do Paraguai em nota denunciou que "grupos de criminosos tentam apagar a voz de jornalistas mediante as balas e a violência, com a cumplicidade de um Estado totalmente infiltrado pela máfia e pela narcopolítica". Também exigiu das autoridades celeridade nas investigações para a identificação dos culpados e a garantia de segurança para os jornalistas que atuam na região. A FENAJ, igualmente, exige das autoridades brasileiras que colaborem com as investigações para que o crime não aumente as estatísticas de impunidade.

A violência contra jornalistas atinge a categoria e toda a sociedade. Os profissionais são diretamente atingidos, mas a liberdade de imprensa, garantidora do direito à informação, fica ameaçada. Sem Jornalismo não há democracia.

 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Punição
Multas por incêndio já são mais que o dobro das aplicadas em 2019
Comoção
Assassino da professora Nádia Sol vai a júri popular em outubro
Alerta
Chuva estará mais ácida que o normal após queimadas, dizem especialistas
Saúde
21 de setembro: Dia Mundial do Alzheimer, uma data para conscientização
242 anos
Governo relembra investimentos na infraestrutura e saúde de Corumbá
Obras
IML de Corumbá é reformado com investimento de R$ 295 mil
Atualização Covid-19
MS inicia semana com registro de 7 óbitos e 185 novos casos de Covid
Em Pauta
Técnicas de manejo de fogo são chave para combater incêndios no Pantanal
Educação
IFMS abre inscrições para cursos técnicos integrados ao ensino médio
242 anos
Ato cívico celebra aniversário da cidade e homenageia vítimas da Covid-19

Mais Lidas

World Cleanup Day 2020
Militares da Marinha retiram 1t de lixo da prainha do Porto Geral
Atenção e segurança
Marinha alerta para navegação no rio Paraguai
Nas últimas 16h
Força-tarefa combate incêndios 250 quilômetros a dentro do Pantanal
Vacinação Covid-19
Governo brasileiro confirma intenção de aderir à Covax