Menu
sábado, 24 de julho de 2021
Expresso Mato Grosso - Junho
Expresso Mato Grosso - Promoção de Junho
Geral

Feapan abre dia 15 com leilões de gado e equinos de alto padrão

08 novembro 2018 - 08h57Silvio Andrade

O Sindicato Rural de Corumbá promove de 14 a 18 de novembro mais uma edição da Feapan (Feira Agropecuária do Pantanal), no Parque de Exposição Belmiro Maciel de Barros. A programação inclui leilões de elite de gado de corte, reprodutores e do cavalo pantaneiro - animais de alto padrão genético produzidos pelas fazendas e pela Embrapa Pantanal.

Maior município do Pantanal, com território de 64 mil km², Corumbá detém o segundo maior rebanho do país (1,9 milhão de cabeças, da raça nelore) e hoje abastece em mais de 50% o mercado de Mato Grosso do Sul com bezerros. O município possui mais de 1,8 mil fazendas e a pecuária é o setor que mais emprega, superando a mineração, o comércio e o turismo.

Oito empresas estarão expondo seus produtos, dentre as quais a Pantagro, Servisal, Dalmacia, Caiobá Motos e John Deere. Com linha de crédito disponibilizada pelo Banco do Brasil, o Sindicato Rural estima uma comercialização acima da média das feiras anteriores. Haverá ainda shows abertos com Alex e Yvan, Junior e Luan, Os Garotos e grupo Eco do Pantanal

Leilões e prova do laço

A abertura solene da Feapan será às 19h do dia 15, seguido do leilão de gado de corte, realizado pela Leiloboi, com a comercialização de 1.000 animais de várias regiões do Pantanal. A Leiloboi disponibilizou este ano uma comitiva para reunir o gado do Paiaguás e embarca-lo no Porto do Alegre. Esses animais descansarão pelo menos uma semana na fazenda da leiloeira.

No dia 16, será realizado o leilão de 200 touros (nelore, caracu, nelore mocho e Guzerá) de propriedade da Embrapa Pantanal, Mate Laranjeira, Mercy Vilela, Nelore KR, Wilson Cavalcanti, Arlindo Pavan, Hélio Figueiredo e Nelore Di Genio. O leilão de 40 cavalos pantaneiros, de propriedade de 26 criadores, será no dia 17, às 20h, no Corumbaense.

De 15 a 17, um dos atrativos no Parque Belmiro Maciel de Barros, com portões abertos, será a prova técnica do laço comprido com a participação do cavalo pantaneiro, animal rústico que se adaptou há séculos no Pantanal e se tornou uma raça nobre. As provas esportivas serão uma seletiva para a etapa final na cidade de Poconé (MT), um dos berços do equino.

Melhoramento genético

A programação inclui palestras e Dia de Campo sobre melhoramento genético animal aplicado para a região pantaneira, no dia 16, iniciativa da Embrapa Pantanal. O produtor obterá mais informações de resultados de pesquisas nas áreas de melhoramento animal, ficará por dentro das novidades sobre estratégias de manejo nutricional de touros e outras tecnologias.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Seguiriam para Bolívia
Dois veículos que seriam atravessados para Bolívia são recuperados
Mais tempo
Exame toxicológico na emissão de CNH tem prazo ampliado para utilização do laudo
Empreendedorismo
Cinco erros que o empresário deve evitar no Marketing e Vendas
Imunização
Sábado tem vacinação contra Covid até 12h no drive do Poliesportivo
Investigaçã
Famosos em MS, grupos de venda estão 'recheados' de produtos roubados
Saúde
Anvisa suspende estudos clínicos da Covaxin no Brasil
Sorte
Mega-Sena pode pagar R$ 7 milhões no sorteio deste sábado
Cidade Tranquila
Operação conjunta combate crimes fronteiriços em Corumbá e Ladário
Tempo
Ar seco e quente pode marcar o sábado em Mato Grosso do Sul
Acidente
Motociclista fratura clavícula após perder controle em lombada

Mais Lidas

Sem contrato
Santa Casa de Corumbá perde serviço de Urologia
Investigação
Caso Maria Stella Coimbra: jovem teria fotografado documento do suposto estuprador
Acidente
Motociclista fratura clavícula após perder controle em lombada
Município
Decreto prorroga por mais 14 dias medidas para diminuir contaminação pela Covid-19