Menu
sexta, 22 de outubro de 2021
Andorinha - Setembro e Outubro
Andorinha - Outubro e Novembro - MOBILE
Geral

Fazendeiro é multado em R$ 246 mil por incêndio em 821 hectares no Pantanal

22 julho 2021 - 10h29Sylma Lima

Durante trabalhos preventivos e informativos da operação Prolepse de prevenção aos incêndios nas propriedades rurais do município de Corumbá, no último dia 15 de julho, policiais militares ambientais localizaram incêndio em propriedade rural, localizada na rodovia MS 325, conhecida como estrada Carandazal, a aproximadamente 150 km da cidade. Segundo informações obtidas pelos policiais, o fogo teria tido início no dia anterior. 

Após conseguirem controlar o incêndio, foi realizada vistoria detalhada no local, buscando identificar a origem do fogo e a equipe policial constatou que as chamas havia atingido seis fazendas. Nas análises, os Policias chegaram até uma fazenda de onde teria sido a origem. O Capataz da propriedade, então, relatou à equipe, que durante a limpeza da vegetação teria acontecido um incidente e que posteriormente o responsável pelo imóvel entraria em contato com a PMA.   

Nesta quarta-feira (21), o proprietário da fazenda entrou em contato com a PMA em Corumbá, quando a equipe já havia concluído o relatório, e declarou que durante a limpeza das pastagens, acidentalmente o operador de máquinas teria derrubado uma árvore sobre o fio de sustentação do poste de energia, ocasionando a queda do poste. Segundo o homem, no mesmo momento teria sido acionada a empresa concessionária de energia, a qual não enviou manutenção ao local. O produtor relatou ainda, que um dia após o ocorrido houve uma explosão e o fogo teria se alastrado para fazendas vizinhas. 

Os Policiais mediram durante a vistoria, com uso de GPS, a área queimada de vegetação nativa pantaneira incendiada, que soma 821,57 hectares. O proprietário de 51 anos, foi autuado administrativamente e multado em R$ 246.600,00. Todos os responsáveis poderão responder por crime ambiental. Se ficar constatado que o incêndio foi doloso, a pena é de dois a quatro anos de reclusão. Caso seja culposo, como relatou o autuado, a pena é de seis meses a um ano de detenção. 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Trânsito
Vereador pede informações ao DNIT, sobre radares na rodovia BR 262
Tráfico de Drogas
Operação conjunta apreende mais de 5 toneladas de maconha em Ponta Porã
Dado Positivo
MS é um dos quatro estados sem registro de mortes por Covid-19 nos últimos dias
Preço Mais Justo
Agepan estuda viabilidade para reduzir taxa de abastecimento de água e esgoto em MS
Denúncia
Vereador quer saber se empresas estão cumprindo cotas para pessoas com deficiência
Serviço
Projeto de Lei propõe desconto por dia de interrupção de serviços de telefonia e internet
Retomada
TRE-MS retoma trabalho presencial no dia 3 de novembro
Imunização
Ribeiros do Taquari recebem vacina contra Covid nos dias 26 e 27
Prisão
Evadido é capturado em rondas no bairro Dom Bosco
Relatório Parcial
Operação de prevenção à incêndios completa sete meses com mais R$ 33 milhões em multas

Mais Lidas

Corumbá
Casal é levado para delegacia após bebedeira e briga
Colônia do Bracinho
Pantaneiro denuncia construção de barragem no Rio Taquari
Dois brasileiros foram presos
Denunciado por participação no roubo de aeronaves em Aquidauana é preso na Bolívia
Recurso
Vereador questiona uso do duodécimo do legislativo repassado para Santa Casa em 2020