Menu
domingo, 28 de novembro de 2021
Cassems - Rede Amo
Andorinha - Outubro e Novembro - MOBILE
Geral

Expedição vai identificar a primeira trilha de longa distância no Pantanal de MS

22 julho 2020 - 11h53Redação

O cenário é a Serra do Amolar, majestosa morraria que circunda o Rio Paraguai no Pantanal de Corumbá, entre a fronteira com a Bolívia e a divisa do Estado com Mato Grosso. Um grupo formado pelo Instituto Homem Pantaneiro (IHP) iniciou, nesta terça-feira, uma expedição inédita para identificar e fazer o balizamento de uma trilha de 45 km pela serra, com o objetivo conservacionista e de atração dos amantes de natureza do Brasil e do exterior.

O projeto tem o apoio do especialista mundial em trilhas, o brasileiro Pedro Menezes, um dos organizadores da Rede Nacional de Trilhas de Longo Curso e Conectividade, criada pelo governo brasileiro em 2017. Morando atualmente no Equador, Menezes preparou a equipe do IHP para esse desafio e dará suporte à iniciativa técnico-científica, que será concluída neste fim de semana. O símbolo da trilha é uma pata de onça-pintada, animal recorrente na região.

Corredor de fauna

O sistema brasileiro de trilhas de longo curso foi inspirado nas experiências internacionais, em especial no sistema europeu. A medida tem o objetivo de reconhecer e proteger rotas pedestres de interesse natural, histórico e cultural, além de sensibilizar a sociedade para a importância do Sistema Nacional de Unidades de Conservação. A meta é estruturar 18 mil quilômetros em 20 anos, com estimativa de movimentar 2 milhões de pessoas por ano.

 “Buscamos a valorização e o pertencimento de um sitio natural do patrimônio da humanidade, seguindo a regulamentação do ICMBio (Instituto Chico Mendes), proporcionando recreação, turismo, geração de empregos”, afirma Ângelo Rabelo, coordenador do projeto. “Outro aspecto não menos importante é a consolidação de um corredor de fauna, que tem mais de 100 quilômetros e se constitui em um dos grandes tesouros do Amolar”, completa.

Trajetória da trilha. Foto: Reprodução Internet

Contemplar o ambiente

A travessia da Serra do Amolar reserva grandes emoções pela beleza de um lugar inalterado, com um dos maiores percentuais de biodiversidade do bioma, segundo estudos. A primeira trilha de longa distância na região se estenderá entre duas reservas que integram o seu corredor ecológico: a Novos Dourados, ao sul, e a Acurizal, ao norte, em uma linha praticamente reta, entre desfiladeiros, cachoeiras e uma visão imperdível da planície pantaneira.

A expedição é coordenada por Ângelo Rabelo, com a participação do médico-veterinário Diego Viana, que coordena o Projeto Felinos do IHP; André Zumak, geógrafo; Thainan Bornato, gestora ambiental e voluntária; e Adriano Kirchner e Otávio Henrique, guias locais. “Nosso objetivo é aumentar o conhecimento do Amolar, de cujo território o IHP é o gestor, e implementar a trilha com a identificação da fauna e flora”, diz Diego Viana.

Para o geólogo André Zumak, que mora em Manaus, a expectativa da expedição é a melhor possível, desbravando o desconhecido para mostrar ao mundo um dos lugares mais mágicos para se conhecer e se aventurar. “É uma trilha única, onde você vivencia, da morraria, uma das paisagens mais lindas e conservadas do mundo”.  Com a expedição, o guia pantaneiro Otávio Henrique realiza um sonho: fazer a releitura de um lugar vivenciado pelos seus antepassados.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Geral
Bombeiros atendem dois acidentes na BR 262
Esporte
Corumbaense e ladarense vencem campeonato de Fisiculturismo em Bonito
Policial
Jovem é assassinado após discussão no bairro Jardim dos Estados
Ele é irmão de um outro rapaz assassinado no Dom Bosco há 26 dias
Policial
PM apreende 47kg de cocaíma no bairro Aeroporto
Policial
Travesti é assassinada a golpes de faca na Edú Rocha
Curiosidades
A história de Owen
Campo Grande
Após 90 dias, Cassems registra primeira internação por Covid
Educação
Enem continua no domingo com conteúdos de Ciências da Natureza e Matemática
Naviraí
Rádio clandestina é fechada e um homem é pela Polícia Federal
Até 5 de dezembro
Marinha do Brasil abre inscrições para concurso de nível superior

Mais Lidas

Naviraí
Rádio clandestina é fechada e um homem é pela Polícia Federal
Até 5 de dezembro
Marinha do Brasil abre inscrições para concurso de nível superior
Furtada em 2015
Estátua de Bronze furtada do cemitério há seis anos era vendida em grupo de trocas na cidade
Sonho realizado
Casal de idosos ribeirinhos comemoram chegada de energia elétrica em casa