Menu
sexta, 24 de setembro de 2021
Expresso Mato Grosso - Junho
Geral

Exército responde denúncia do site Capital do Pantanal com ações de controle a entrada clandestina de bolivianos

24 junho 2020 - 11h09Gesiane Sousa

Matéria do site Capital do Pantanal, divulgada no último sábado (20), sobre a travessia clandestina de bolivianos para Corumbá, através de trilhas clandestinas que ligam os dois países, já alcançou quase 4.500 pessoas pelo Facebook e repercutiu também no Exército, força militar responsável pela soberania territorial do Brasil.

Em resposta a denúncia, a 18º Brigada de Infantaria de Fronteira em Corumbá, afirmou que realiza incursões continuas em toda a faixa de fronteira na região desde o dia 20 de março, quando o governo federal do Brasil determinou o fechamento total das fronteiras para entrada de estrangeiros.

Segundo informações do Chefe da Comunicação Social da 18º Brigada, Tenente Cel. Blondé, o patrulhamento realizado pela Força Componente Pantanal ocorre diariamente, por meio motorizado e a pé, no trecho da Estrada do Jacadigo até a Trilha do Gaúcho. Desde o inicio das operações já foram encaminhados 60 bolivianos, um paraguaio e mais 50 imigrantes sem documentação para processo de deportação, junto a Polícia Federal, no posto Esdras.  

A fiscalização ocorre no período do dia pela faixa da fronteira e durante a noite e madrugada, militares do Exército montam posto de bloqueio no posto Esdras, na linha de fronteira oficial entre os dois países, em apoio as ações da Polícia Federal e Receita Federal.

Além das deportações, houve apreensão de 300 quilos de café, que eram importados para o Brasil de forma ilegal; 800 gramas de cocaína e 60 caixas de cerveja. Dentro dos pouco mais de três meses de fronteira fechada, cinco pessoas foram apreendidas praticando atos ilícitos na faixa territorial.

Abertura de valas em estradas vicinais, realizada no final de março não impediram a travessia dos clandestinos. Foto: Divulgação 

Em entrevista ao site Capital do Pantanal, o Tenente Cel. Blondé, destacou ainda, que durante as fiscalizações, veículos foram flagrados atravessando livremente entre os países, por meio das estradas vicinais, conhecidas como “Cabriteiras”. No dia 24 de março, houve ação integrada entre as forças de segurança para abertura de valas nessas estradas, com o objetivo de impedir a travessia clandestina, porém não foi suficiente, pessoas continuaram atravessando pelo local, como denunciado pelo site Capital do Pantanal no último sábado (20). Ontem, 23 de junho, uma nova ação da Polícia Federal em conjunto com o Batalhão de Choque da Polícia Militar foi realizada para abrir novas valas nas estradas.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Polícia
Três foragidos foram capturados nas últimas 24 horas
Flagrante
Dupla é presa por tráfico de drogas na área central de Corumbá
Capital
Presos usam celulares até em banho de sol na Máxima
Economia
Governo sanciona lei que permite retomada da loteria de Mato Grosso do Sul
Política
Em Campo Grande, vereador Luciano Costa confirma investimentos do governo em Corumbá
Prevenção
Dia D de vacinação antirrábica em Corumbá é neste sábado (25)
Campanha
IHP recebe doação de água potável para Bombeiros e Brigadistas que atuam no Pantanal
Economia
Sancionada lei que reduz ICMS da energia elétrica durante bandeira vermelha
Sujeito à Acidentes
Deputado pede ampliação dos trevos para evitar acidentes na BR 262
Estava Foragida
Boliviana investigada por desastre da Chapecoense é mantida em Corumbá até extradição

Mais Lidas

Óbito
Irmãos são esfaqueados e o mais velho morre no caminho do hospital
Sob Investigação
Suspeita de irregularidade no pagamento da reforma do Hospital
Cidade
Árvore de grande porte cai sobre casa na avenida Rio Branco
Violência Doméstica
Homem é preso após enforcar a ex no bairro Guaicurus