Menu
quinta, 05 de agosto de 2021
Expresso Mato Grosso - Junho
Expresso Mato Grosso - Maio
Geral

Evander afirma que incentivos trazem esperança de um novo recomeço ao setor produtivo de MS

28 junho 2021 - 13h52ASCOM Deputado Evander Vendramini

O Deputado Evander Vendramini (Progressistas) avaliou como sendo de extrema importância o projeto de retomada do crescimento econômico que prevê um investimento de R$ 763 milhões de reais pelo Governo do Estado de Mato Grosso do Sul.

O parlamentar que participou do ato de lançamento realizado na manhã desta segunda-feira (28), e recebeu das mãos do governador os três projetos de leis que serão analisados pela Comissão de Constituição, Justiça e Redação da Assembleia Legislativa a qual faz parte, antes de ser levada para votação em plenário.

Evander destacou que o projeto demonstra a sensibilidade do governo do estado a muitas das solicitações realizadas desde o início da pandemia através do trabalho legislativo.

“O auxílio de R$ 200 reais que irá beneficiar 100 mil sul-mato-grossenses é uma ajuda essencial para famílias afetadas pela pandemia, é a primeira vez que se tem uma ajuda substancial com uma amplitude tão grande”, enfatizou.

O deputado destacou ainda os benefícios destinados ao setor produtivo e cultural do estado que não ficou de fora do programa que prevê desde a isenção de impostos a concessão de microcrédito e auxílio por seis meses.

“Tanto o setor cultural, como o setor de bares e restaurantes, que ficaram mais de um ano e meio praticamente sem conseguir produzir, passam a ter uma nova perspectiva com este pacote de investimentos. Poder contar com a isenção de ICMS, até dezembro de 2022, IPVA, bem como o auxílio de R$ 1000 reais para classe cultural por seis meses, sem duvidas irá contribuir muito para este início da retomada econômica nesses setores”, afirmou.

Vendramini destacou que as medidas anunciadas demonstram a atenção do poder legislativo que vem atuando durante todo período de pandemia com indicações e reinvindicações para amenizar os efeitos sobre a sociedade, e também a sensibilidade do governo.

“Com essas medidas acho que o governo do estado dá um exemplo de parceria e de humanidade com a nossa população e com os setores econômicos que passam a ter uma esperança de retomar o crescimento e ter uma vida nova após essa pandemia”, concluiu.

Confira as medidas anunciadas pelo Governo do Estado

Bares, restaurantes e turismo

Mil profissionais dos setores de turismo, bares e restaurantes como guias de turismo, agentes de viagem, organizadores de eventos, microempreendedores individuais e ambulantes do setor de alimentação vão receber um auxílio de R$ 1.000,00 por mês, durante seis meses. O impacto previsto na folha somente com esse auxílio emergencial é de R$ 6 milhões.

Os 6.000 bares e restaurantes de Mato Grosso do Sul optantes pelo Simples Nacional, o que representa 95% do mercado, terão isenção total de ICMS até dezembro de 2022. E as outras empresas do setor terão a redução da alíquota, que é de 7%, para 2%. O novo pacote também isenta de IPVA os veículos vinculados aos segmentos de turismo, bares e restaurantes. A renúncia fiscal prevista para esses setores com os impostos estaduais soma R$ 14,8 milhões.

Reinaldo Azambuja autoriza ainda editais de inovação e promoção de eventos turísticos no valor de R$ 4 milhões. Ao todo, o governador assina nesta segunda-feira três projetos de lei, que seguem para aprovação da Assembleia Legislativa, e dois decretos, que serão publicados no Diário Oficial. Esses normativos vão viabilizar os diversos benefícios.

Juro Zero

O Governo de Mato Grosso do Sul também lançou uma linha de microcrédito com juro zero. Microempreendedores com renda ou faturamento de até R$ 360 mil por ano poderão financiar até R$ 30 mil com aval do Estado. O parcelamento poderá ser feito em até 24 vezes (incluindo a carência de 6 meses).

Cultura

Artistas que trouxeram um pouco de alegria e ajudaram a população passar com mais leveza por esse período difícil também receberão um auxílio emergencial. No valor de R$ 1.800, o benefício será entregue para os trabalhadores da cultura, em três parcelas de R$ 600 cada. Receberão essa ajuda quem atuou no segmento 12 meses antes do início da situação de emergência da pandemia e com cadastro na Fundação de Cultura.

Para o setor, o pacote contempla investimentos como R$ 21 milhões do FIC; R$ 24 milhões em novos editais como o auxílio emergencial; R$ 15 milhões em festivais novos e tradicionais; e R$ 18,65 milhões em obras de reformas do patrimônio cultural.

Serão reformados o Castelinho (R$ 4 milhões), de Ponta Porã; o Centro Cultural José Octávio Guizzo/Teatro Aracy Balabanian (R$ 5,5 milhões); Centro de Convenções Arquiteto Gil de Camilo (R$ 5 milhões); Igreja Tia Eva (R$ 450 mil); Memorial Apolônio de Carvalho (R$ 370 mil); Casa do Artesão (R$ 2,2 milhões); Museu de Arte Contemporânea (R$ 186,7 mil); Igreja da Candelária (R$ 468 mil); Concha Acústica Helena Meireles (R$ 120 mil) e Restauro Vagão (R$ 330 mil).

Mais Social

O evento também marca o lançamento do cartão alimentação de R$ 200,00 mensais do programa Mais Social que vai beneficiar até 100 mil famílias de baixa renda, sendo que a entrega às 38 mil famílias que já estão contempladas será em julho.

Somente com o Mais Social, o Governo prevê investir até R$ 380 milhões até o fim de 2022. Com o microcrédito, serão mais R$ 30 milhões em subsídios. Já com auxílio e isenções para turismo, bares e restaurantes o valor estimado é de R$ 24,8 milhões. E na área de Cultura, o montante chega a R$ 78 milhões.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Fiscalização
Vereador solicita inclusão de Corumbá na CPI da Energisa na Assembleia
Calendário
Pré-selecionados do Fies têm até sexta-feira para complementar inscrição
Arte Popular
Jardim do Artesanato expõe e comercializa trabalhos de artesões da cidade
Destaque Nacional
MS atinge 80% da população adulta vacinada
Assistência Social
Povo das águas encerra com 180 famílias atendidas do Taquari
Melhorias
Vereador solicita pavimentação da Rua Edu Rocha, no Guaicurus
De volta!
Câmara de Corumbá adota medidas mais flexíveis e retoma atendimento presencial
Como fica?
Universidades de MS devem manter aulas presenciais suspensas até o fim do ano
Olímpiadas
Rebeca Andrade será porta-bandeira do Brasil no encerramento
Calendário
Inscrições para o Incentiva+MS Turismo termina neste fim de semana

Mais Lidas

Como fica?
Universidades de MS devem manter aulas presenciais suspensas até o fim do ano
De volta!
Câmara de Corumbá adota medidas mais flexíveis e retoma atendimento presencial
Arte Popular
Jardim do Artesanato expõe e comercializa trabalhos de artesões da cidade
Fiscalização
Vereador solicita inclusão de Corumbá na CPI da Energisa na Assembleia