Menu
sexta, 18 de junho de 2021
Andorinha - Maio
Andorinha - Maio
Geral

Estacionado há quase 10 dias, rio Paraguai deve iniciar período de vazante

05 julho 2017 - 10h48Assessoria PML

Responsável por banhar a planície pantaneira e fomentar o turismo na cidade de Ladário, o rio Paraguai está estacionado desde o dia 25 de junho. A régua, do Serviço de Sinalização Náutica do Oeste, que mede a altura do rio na região, fica na Flotilha de Mato Grosso, dentro do 6º Distrito Naval, mantendo registros históricos desde o ano de 1900.
 

O nível do rio está em 4,78 m há quase 10 dias. Foto: Assessoria PML

 

Nos últimos dez dias, houve apenas uma alteração no nível do rio, foi no dia 30 de junho quando ele subiu a 4,80 m, retornando logo depois aos 4,78 m. O nível do rio está intimamente ligado à movimentação econômica do município, já que dele dependem vários setores, como a navegação, o turismo e a pecuária.

Em época de rio cheio, os produtores ribeirinhos são obrigados a retirar os animais das pastagens que ficam em frente ao Porto de Ladário. Muitos desses animais ficam perambulando pelas ruas e é comum ver bois, vacas e cavalos pastando na zona urbana.

A cheia facilita a navegação no rio Paraguai que faz parte da Hidrovia Paraguai/Paraná. Com isso, os comboios são aumentados levando maior quantidade de minério de ferro e de manganês para os portos da Argentina e do Uruguai. Matéria prima para a fabricação do aço, retirada em Ladário que segue para exportação.  

Mas, a cheia proporciona outro benefício, a renovação da vida na planície pantaneira. Quando a água invade os campos, os peixes passam para um território farto, onde vão se alimentar e acumular energia para subir até as cabeceiras dos rios no período da Piracema (reprodução do peixes), a partir de novembro.

Entre outubro e dezembro, em plena vazante, muitas lagoas se formam no Pantanal. Nelas ficam os peixes que não conseguiram sair para os rios e servem de alimentação para as aves que formam seus ninhais, proporcionando um dos mais belos espetáculos da terra. É o período de reprodução das aves.

O turismo é um dos braços fortes da economia ladarense e é o responsável por atrair milhares de pessoas para o município todos os anos. A pesca amadora é o principal alvo dos visitantes que vêm de vários lugares do Brasil para ter a emoção de fisgar um jau ou um pintado, peixes que fazem parte da família dos grandes bagres da planície, ou mesmo para ter um encontro premiado com o dourado, considerado o rei do rio. 

Deixe seu Comentário

Leia Também

COVID-19
Comissão rejeita proposta de inclusão de jornalistas, bancários e vigilantes em grupos prioritários
SAÚDE
SES autoriza municípios a vacinarem com a Pfizer adolescentes acima de 12 anos com comorbidades
POLICIAL
PRF apreende 450 mil maços de cigarro contrabandeados na Capital
GERAL
MPF aponta risco de desaparecimento de espécies no Rio Paraná
Rio Paraná Energia, empresa da holding China Three Gorges Corporation (CTG), é acusada de descumprir regras ambientais e levar à beira do desaparecimento peixes como Pintado e Dourado
SAÚDE
SES prepara distribuição das 70.160 doses de vacina contra a covid-19 em MS
GERAL
Fórum apresenta avanços do Plano Estratégico em MS
POLICIAL
PMA e Bombeiros resgatam ave em extinção ferida
GERAL
Contribuintes têm até o dia 3 de agosto aderir ao REFIS 2021
EDUCAÇÃO
Terminam hoje as inscrições do Encceja 2020 para privados de liberdade
GERAL
Homem fica ferido após queda de cavalo no Pantanal

Mais Lidas

POLICIAL
PM de Corumbá prende autores de roubo logo após o crime no Popular Nova
GERAL
Empresa irregular junto a ANTT monta guichê na rodoviária de Corumbá
POLICIAL
PM de Corumbá durante rondas recupera veículo furtado na área central
POLICIAL
Homem é preso por perturbação da tranquilidade no Cristo