Menu
domingo, 14 de julho de 2024
Andorinha - 76 anos - Junho 2024
Andorinha - 76 anos - Junho 2024
Geral

Equipes apagam o fogo no Nabileque e atuam no controle dos focos no Paraguai Mirim

09 julho 2024 - 09h58Gesiane S. Lourenço

O boletim diário da Operação Pantanal 2024, divulgado pelo Corpo de Bombeiros nesta terça-feira, 09 de julho, traz a informação de que grande parte dos incêndios foram controlados no Pantanal, restando fogo ativo em apenas uma área do bioma, na região do Paraguai Mirim.

Equipes atuam na localidade atingida, próxima ao Rio Paraguai, realizando orientação, abertura de linhas de defesa e combate direto e indireto para manter o controle do foco remanescente dentro da área isolada nas margens do Rio. A aeronave KC390, da Força Aérea Brasileira, e o helicóptero da Coordenadoria Geral de Policiamento Aéreo (CGPA), apoiaram os militares nas ações realizadas. As equipes seguem monitorando a área.

No Nabileque, próximo ao Buraco das Piranhas, onde estava concentrado o foco de incêndio mais preocupante, ativo desde o dia 22 de junho, as equipes compostas por militares dos Bombeiros e da Força Nacional, realizaram, durante esta segunda-feira, 08 de julho, o rescaldo para manutenção da segurança nos pontos quentes identificados anteriormente.

 

Segundo o relatório, não há mais focos de incêndio ativos no Nabileque, apenas pontos com fumaça dentro da área queimada. As equipes seguem realizando vigilância em todo o perímetro, por se tratar de uma região sensível às mudanças climáticas e que sofre influência direta dos ventos.

Até o dia 2 de julho, última mediação realizada, a área queimada em Mato Grosso do Sul soma 566 mil hectares. De janeiro até 2 de julho, foram detectados 2.879  focos de calor no bioma sul-mato-grossense.

O Pantanal de Mato Grosso do Sul tem 9 milhões de hectares, correspondendo a 65% do total da região pantaneira que ainda se estende ao Mato Grosso, Paraguai e à Bolívia. O bioma passa pela pior estiagem dos últimos 70 anos.

Em ação

No momento, 92 bombeiros militares de Mato Grosso do Sul atuam no Pantanal, 57 estão nas equipes de combate em solo, quatro no Grupamento de Operações Aéreas e 35 no Sistema de Comando de Incidentes. O reforço conta com policiais militares do Governo Estadual, integrantes da Força Nacional, da Marinha, do

Frota

A frota empenhada atualmente na Operação Pantanal 2024 conta com cinco aeronaves “Air Tractor”, sete helicópteros, um cargueiro KC390 Millenium, além de seis caminhões de combate a incêndio, três lanchas e 40 caminhonetes (equipadas com kit pick-up, mochilas costais, sopradores e equipamentos de proteção individual).

Previsão do Tempo

Conforme previsto, houve queda na temperatura, além de pequenas precipitações de chuva em algumas áreas do Pantanal.

Receba as notícias no seu Whatsapp. Clique aqui para seguir o Canal do Capital do Pantanal.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Aumento de Temperatura
Ecoa analisa recuo do fogo no Pantanal e alerta para risco de novos incêndios nos próximos dias
Madrugada
Morador de rua morre em noite com frio de -4ºC em bairro da Capital
Na Capital
MS abre Paralimpíadas Escolares com foco na inclusão e no poder do esporte em transformar vidas
Virtual
Iphan realiza oficina de divulgação do Prêmio Rodrigo no Mato Grosso do Sul
Operação Pantanal II
Forças Armadas montam base avançada para acolher 100 brigadistas no Pantanal de MT
Conscientização
Dia Mundial do TDAH: especialista fala sobre sintomas, diagnóstico e tratamento
Destaque
Senac MS recebe selo 'melhores empresas para se trabalhar' pela segunda vez
Aposta
Mega-Sena sorteia neste sábado prêmio acumulado em R$ 15 milhões
Meio Ambiente
Biólogos tentam salvar fauna ameaçada pelo fogo no Pantanal
Plantão
Bombeiros combatem incêndios em terrenos baldios de Corumbá e Ladário

Mais Lidas

Madrugada
Morador de rua morre em noite com frio de -4ºC em bairro da Capital
Tempo
Sábado amanhece nublado e com termômetros marcando mínima de 10°C em Corumbá
Corumbá tem máxima de 18°C
Publicado em Diário
TJMS reconhece legalidade na cobrança da Taxa do Lixo em Corumbá
Operação Pantanal II
Forças Armadas montam base avançada para acolher 100 brigadistas no Pantanal de MT