Menu
segunda, 14 de junho de 2021
Andorinha - Maio
Andorinha - Maio
Geral

Em reunião representantes discutem desburocratização para navegação na hidrovia Paraguai-Paraná

25 janeiro 2021 - 08h35Da Redação

Pensando no desenvolvimento logístico do Brasil, a senadora Soraya Thronicke (PSL) se reuniu com o secretário nacional de Portos do Brasil, Diogo Piloni, e com o secretário de Portos da Argentina, Leonardo Cabrera, para tratar sobre a integração da hidrovia Paraguai-Paraná com o mercado argentino. A ideia é desburocratizar normas para flexibilizar a navegação, liberar portos, atrair o mercado privado e trazer mais investimentos para o Mato Grosso do Sul e para o Brasil.

Durante a reunião, foi proposta a criação de um grupo de trabalho com a participação de técnicos brasileiros e argentinos que vão analisar os regulamentos existentes com o intuito de desburocratizá-los. “A hidrovia Paraguai-Paraná é um importante corredor logístico para o Brasil e também para os outros países latinos que a integram. Temos que valorizar,  investir, flexibilizar as regras e fazer o que for necessário para fortalecer a navegação comercial. Com isso, Mato Grosso do Sul, o Brasil e a Argentina ganham”, afirma a senadora Soraya.

Segundo o economista e chefe da Associação Comercial de Campo Grande, Normann Kalmus, “a navegação é o meio de transporte mais barato que existe, além de ter um impacto ambiental muito menor que qualquer outro em função da possibilidade de transportar muita carga com pouco combustível. O Brasil tem um potencial de desenvolvimento gigantesco nessa área porque temos muitos rios navegáveis”, explica. De acordo com Normann, estudos mostram que a capacidade de transporte da hidrovia é de 51 milhões de toneladas e que a redução no valor do frete é de, no mínimo, 35%.

Também participou da reunião o representante da Associação Comercial e Industrial de Campo Grande na Argentina, Dario Guerrieri, que defende a importância do desenvolvimento da navegação comercial. “Com investimentos na logística por navegação, Campo Grande pode ser tornar um grande centro de distribuição e armazenamento de toda a região”, afirma.

 

Porto de Ladário

Investir em portos para melhorar a navegação comercial e promover o desenvolvimento econômico do país é uma das bandeiras da senadora Soraya Thronicke, que lutou pela reativação do Porto de Ladário desde o início do mandato. A parlamentar participou de várias reuniões com o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes, para retomar as atividades do terminal portuário, que estava fechado há mais de 20 anos.

Desde o ano passado, o Porto de Ladário está em funcionamento para transporte de gado e aguarda investimentos privados para ampliar as operações. “Com a ajuda do Ministro Tarcísio, conseguimos avançar nessa questão do Porto de Ladário, abandonado por tanto tempo. Esse terminal é muito importante para a logística de toda a região Centro-Oeste e para o Brasil. Os carros que compramos na Argentina, por exemplo, chegam pelo Porto de Santos. Se utilizarmos o Porto de Ladário, teremos uma economia de até 70% na logística”, afirma a senadora.

TTCom a participação da senadora Soraya Thronicke, grupo busca flexibilizar normas e facilitar o comércio entre os dois países Foto: Divulgação

Deixe seu Comentário

Leia Também

ESTAVA ALCOOLIZADO
Condutor que atropelou e matou mulher na Rio Branco estava alcoolizado
VÍTIMA FATAL
Mulher morre atropelada por caminhonete na Avenida Rio Branco
CPI DA COVID
Na mira da CPI: Corumba é um dos municípios com irregularidades nas ações da Covid
SAÚDE
Vacina contra Influenza está aberta para novos públicos
EM TEMPOS DE PANDEMIA
Morador transforma calçada em jardim como forma de terapia
QUEDA DE MOTO
Homem fica ferido após queda de moto no Cristo
OPERAÇÃO HÓRUS
PMA prende dois caçadores, apreende três armas e munições e frustra caçada ilegal
ECONOMIA
Com alta no mercado internacional, saca do milho em MS valoriza 130% em um ano
GERAL
Prefeitura lança IPTU 2021 com até 30% de desconto para pagamento à vista
POLICIAL
PM frusta golpe em locadora e recupera dois veículos que seriam levados para a Bolívia

Mais Lidas

FESTA CLANDESTINA
Postura encerra festa clandestina com militares da Marinha