Menu
quarta, 04 de agosto de 2021
Expresso Mato Grosso - Junho
Expresso Mato Grosso - Maio
Geral

Em reunião com Governador, árabes manifestam interesse na importação de produtos do agronegócio

07 dezembro 2018 - 14h20Portal do MS

O governador Reinaldo Azambuja e equipe do Governo do Estado receberam nesta sexta-feira (7.12) o embaixador do Sultanato de Omã, Amad Hamood Salim Al Abri, para tratar sobre parceria comercial. O interesse principal do país árabe é a importação de produtos do agronegócio de Mato Grosso do Sul.

O embaixador do Sultanato de Omã disse que a equipe reconheceu no Estado várias oportunidades de investimento, até com parcerias na área da educação, mas principalmente no fornecimento de produtos do agronegócio, como milho, carne e soja. O projeto é que os itens abasteçam o centro de distribuição daquele país, que pretende ser fornecedor estratégico de alimentos e outros produtos para território Asiático e do Oriente Médio.

“Omã quer se tornar um centro de distribuição para toda a região. Vamos levar os produtos do Estado até o país para fazer a distribuição para a Ásia e Oriente Médio”, detalhou. Omã tem posição estratégica na foz do Golfo Pérsico, fazendo fronteira com os Emirados Árabes Unidos e Arábia Saudita.

Como contrapartida, os representantes do país árabe pediram investimentos do Brasil e do Estado no setor logístico. “Identificamos problemas de logística”, disse. O governador Reinaldo Azambuja concordou que há um “gargalho logístico” no Brasil, mas que o poder público tem avançado em soluções. Preocupado com essa questão, nos últimos anos o Estado tem investido em pavimentação, manutenção e restauração de rodovias estaduais para facilitar o escoamento da produção, além de avanços em parceria com a União para o transporte ferroviário.

O governador destacou que atualmente a produção estadual utiliza principalmente os portos de Santos e Paranaguá para exportação, mas em médio prazo irá contar com saída rodoviária e ferroviária até os portos do Chile e Peru. “Dependendo do interesse de vocês e da negociação podemos definir qual seria a melhor rota de escoamento dos produtos até Omã”, adiantou.

Para avançar nas negociações, o embaixador do Sultanato de Omã convidou o governador para fazer uma visita ao país e conhecer a estrutura do centro de distribuição, que já recebeu investimento de mais de 20 bilhões de dólares. No encontro, Reinaldo Azambuja manifestou que nessa visita poderão compor a comitiva integrantes da equipe do Governo e empresários, além de outros governadores e ministros. “Vamos agendar para o próximo ano”, programou.

Participaram do encontro no gabinete do governador os secretários de Estado de Governo e Gestão Estratégica (Segov), Eduardo Riedel; de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar (Semagro), Jaime Verruck; o reitor da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (Uems), Fabio Edir; além de outros representantes das pastas.

Representando o país árabe também estiveram presentes o presidente da CS Groups Negócios Internacionais, Cheik Abderrrahmane Mohamed El Hacen; e o presidente da Brukcham, Câmara de Comércio  Brasil-Reino Unido, Alexandre Antônio da Costa Lucena.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Calendário
Inscrições para o Incentiva+MS Turismo termina neste fim de semana
Destaque Nacional
Mais de 6 mil policiais já receberam a imunização completa em MS
Tempo
Primeira quinzena de agosto será marcada por calor e tempo seco
Vereador
Luciano Costa solicita psicólogos e assistentes sociais nas escolas municipais
Campanha
Dia 13 tem sessão solene em homenagem ao Agosto Lilás na Câmara
Respeito
Vereador propõe instituir Dia em Memória das Vítimas da Covid-19
Geral
MS supera meta na campanha de vacinação contra febre aftosa
Último dia
Contribuintes têm até hoje para aderir ao REFIS; CAC funciona até às 13h30
Oportunidade
Inscrições para graduação do IFMS terminam nesta terça (3)
Retomada MS
Edital de R$ 5,3 milhões é publicado em apoio a Cultura de MS

Mais Lidas

Acidente
Motociclista sofre fratura na perna após colidir com carro
Doença
Primeiro caso de Fungo Negro em MS é confirmado na Capital
Boletim
54 cidades de MS têm taxa de letalidade da Covid abaixo do índice nacional
Vereador
Luciano Costa solicita psicólogos e assistentes sociais nas escolas municipais