Menu
sexta, 14 de maio de 2021
Andorinha - Maio
Andorinha - Maio
Geral

Em reunião com o ministro da Educação, Longen demonstra preocupação com quadro atual

27 setembro 2018 - 08h38Kamilla Marques

Durante reunião dos diretores da CNI (Confederação Nacional da Indústria), em Brasília (DF), realizada na terça-feira (25/09), o ministro da Educação, Rossieli Soares, apresentou aos empresários industriais de todo o País as mais recentes políticas que estão sendo implementadas pelo Ministério da Educação (MEC), como a Base Nacional Comum Curricular (BNCC), o novo Ensino Médio e a Educação Tecnológica.

Para o presidente da Fiems, Sérgio Longen, que é diretor-secretário da CNI, a reunião com o ministro Rossieli Soares serviu para mostrar que o Brasil precisa urgentemente redefinir os projetos de educação em todos os sentidos. “Quando você pega os números oficiais do que é a educação brasileira, a gente assusta e vê que estamos caminhando para trás”, analisou, referindo-se aos dados apresentados durante a reunião com o ministro da Educação.

Ele ressalta que nenhum país chegar a lugar nenhum sem educação. “Nós estamos perdendo para todos os países hoje e, por isso, precisamos, primeiro, focar na Reforma da Previdência para que o Governo tenha equilíbrio nas contas públicas e, depois, em Educação para não termos um país enfraquecido. Temos o exemplo da Venezuela, onde o povo parou de estudar e o país empobreceu junto com o Governo”, detalhou.

Sérgio Longen destaca que a questão da Educação é estratégica. “O ministro demonstrou que apenas 16% da população mais pobre conclui o Ensino Médio e esse número é um absurdo, além de ser baixíssimo, ou seja, quanto menor a renda, menor é a escolaridade do trabalhador. O ensino profissionalizante, tirando o Pronatec, não recebeu nenhuma nova proposta do Governo Federal e essa questão nos preocupa bastante”, alertou, elogiando a reunião com o ministro Rossieli Soares que serviu para mostrar a situação preocupante da Educação no País atualmente.

Aproximação

O ministro da Educação também ressaltou a aproximação com a entidade que representa os empresários industriais brasileiros. “A discussão com a CNI é importantíssima. A entidade tem força para a condução não só da indústria, mas também da economia brasileira e da geração de empregos. Precisamos ouvi-los e saber se o que estamos fazendo na educação ajuda a comunicar, a dar empregabilidade ao jovem e se dá a competitividade que precisamos ter”, completou o ministro da Educação.

Rossieli Soares reforçou que competitividade e novas tecnologias estão diretamente relacionadas. “Se a nossa mão de obra, os nossos jovens cada vez mais saírem com as competências do Século 21, com tudo aquilo que o mundo inteiro tem feito, a nossa competitividade vai aumentar e teremos maior empregabilidade no Brasil”, pontuou.

O presidente da CNI, Robson Braga de Andrade, destacou a importância de se ter uma conversa sobre um tema primordial para o desenvolvimento do Brasil, como a educação, e confirmou os desafios do mercado de trabalho com novas tecnologias. “Hoje temos discutido muito como vai ser o emprego do futuro e o futuro do emprego. Como essas mudanças tecnológicas são tão rápidas, que você é obrigado quase que a desaprender tudo que aprendeu e aprender coisas novas na mesma velocidade”, explicou.

“Precisamos fazer com que o jovem esteja preparado para essas profissões que, às vezes, ainda não sabemos nem quais são. Você prepara o jovem para que ele possa raciocinar, decidir, tenha conhecimentos e capacidade de aprendizado para o futuro que vai chegar muito rapidamente”, finalizou o presidente da CNI.

Deixe seu Comentário

Leia Também

GERAL
Marinha do Brasil resgata jovem que caiu do cavalo na Fazenda São Francisco
CULTURA
Prefeitura abre edital para festeiros de São João registrarem suas trajetórias
MEIO AMBIENTE
IHP realiza plantio e manutenção de mudas na nascente do Rio Miranda
GERAL
Para prevenção aos focos de incêndio no Pantanal, IHP e Sindicato Rural alinham atuação
EDUCAÇÃO
Uniderp abre seleção para mestrado e doutorado em Odontologia
Candidatos podem escolher entre duas áreas de concentração
SEGURANÇA PÚBLICA
Vereadora reivindica aumento do efetivo de policiais civis e militares na região
ASSISTÊNCIA SOCIAL E CIDADANIA
Município reforça enfrentamentos às violações de direitos de crianças e adolescentes
GERAL
Consórcio Brasil Central autoriza assinatura de contrato para importação da vacina Sputnik V
VACINAÇÃO
Poliesportivo está aberto para repescagem e aplicação de segunda dose da vacina da Covid-19
ECONOMIA
Trabalhadores nascidos em novembro podem sacar o auxílio emergencial

Mais Lidas

POLICIAL
PF prende quatro pessoas e apreende 180 kg de cocaína em MS
POLICIAL
PM apreende droga, plantas de maconha e prende autor de tráfico
POLICIAL
PM evita suicídio de homem, e o prende após violência doméstica
POLÍTICA
Iunes aceita convite do Podemos