Menu
quinta, 13 de maio de 2021
Andorinha - Maio
Andorinha - Maio
Geral

Em MS, INSS bloqueia 33 tentativas de fraude no seguro-desemprego

09 maio 2018 - 10h42Midiamax

Golpistas e fraudadores do seguro-desemprego enfrentam mais dificuldades para aplicar golpes contra o INSS, pelo menos no que depender do novo sistema de Detecção e Prevenção à Fraude no Seguro-Desemprego, o ‘Antifraude’, adotado pelo MTB (Ministério do Trabalho) em dezembro de 2016.

A nova tecnologia já proporcionou economia de quase R$ 1 bilhão em todo o país, considerando sua implantação até o mês passado. Ao todo, 62 mil requerimentos do benefício com indícios de fraude foram bloqueados, o que refletem economia de cerca de R$ 313,7 milhões ao INSS.

Em Mato Grosso do Sul, os números da economia somam a R$ 187,7 mil, referente ao bloqueio de 33 pedidos de seguro-desemprego, até o mês passado. A cidade que reuniu maior número de tentativas de fraudes foi Três Lagoas, com 10 pedidos bloqueados, totalizando R$ 63,3 mil. Campo Grande vem na sequência, com 8 casos, que somam R$ 36,2 mil. Segundo o MTB, todas as fraudes bloqueadas no Mato Grosso do Sul foram na modalidade Emprego Formal.

Fraudes bloqueadas refletem economia de R$ 187,7 mil aos cofres públicos (Reprodução/MTB)

De acordo com o ministro do trabalho, Helton Yomura, as tentativas de fraude estão conectadas a ação de quadrilhas organizadas que, ao longo do tempo, fraudaram e roubaram o dinheiro dos cofres públicos. Todavia, os grupos criminosos já estariam sendo identificados e interceptados.

 “São benefícios para os trabalhadores em caso de desemprego, mas estavam sendo desviados por criminosos. O Antifraude usado por nossa fiscalização ajuda a identificar e bloquear esse desvio, garantindo o direito dos trabalhadores”, afirmou Yomura.

De olho na fraude

O sistema Antifraude atua no cruzamento de dados e permite a detecção de indícios de fraudes, conluios e riscos associados à gestão de recursos do Seguro-Desemprego, em todas as suas modalidades, que são: Emprego Formal, Doméstico, Pescador e Bolsa Qualificação.

Por meio do sistema, a economia já soma R$ 965.589.391,00 até abril – deste valor, R$ 313.695.406,00 são referentes a tentativas de fraudes já bloqueadas. O restante, R$ 651.893.985,00, são referentes a ilícitos previstos.

Segundo o MTB, o montante de R$ 313 milhões refere-se a fraudes que de fato já ocorreram, porem, que tiveram o pagamento das parcelas bloqueados. No segundo montante, estão fraudes que foram efetivamente evitadas, incluíndo uma projeção dos crimes que seriam cometidos nos próximos 12 meses.

“A previsão é de chegar ao total de R$ 1 bilhão em economia para os cofres públicos em breve”, explica o ministro Helton Yomura. Segundo o ministro, a Polícia Federal também tem atuado junto à pasta, em ações que culminaram na deflagração de cinco operações e na prisão de 31 pessoas.

Deixe seu Comentário

Leia Também

POLÍTICA
Iunes aceita convite do Podemos
VOLUNTARIADO
Confeiteiros Solidários realizam Campanha do Agasalho para o Voluntários no Caminho
POLICIAL
PF prende quatro pessoas e apreende 180 kg de cocaína em MS
GERAL
Em Corumbá condutor tem veículo removido por transporte clandestino
GERAL
Detentas bolivianas em Corumbá recebem assistência de Consulado
ESPORTE
Curso de "Treinamento Esportivo no Contexto Escolar" vai ser realizado de 28 a 30 de maio
EDUCAÇÃO
Inep define cronograma do Censo Escolar da Educação Básica 2021
ESPORTE
Bia Cavassa visita Secretaria Nacional do Esporte e busca apoio para MS
GERAL
Bia Cavassa e vereadores visitam sede da Sudeco
POLICIAL
Polícia Militar recupera objetos de furto no bairro Ceac em Ladário

Mais Lidas

OPERAÇÃO PRAÇA DA INDEPENDÊNCIA
PF cumpre mandado de prisão em empresários e funcionários da prefeitura de Corumbá
INCÊNDIO
Bombeiros combatem incêndio em residência no Cristo Redentor
GERAL
Homem fica ferido após colisão de motos
OPERAÇÃO INDEPENDÊNCIA
Operação Independência apreende arma de fogo e uma pessoa é presa