Menu
sábado, 10 de abril de 2021
Ambiental MS Pantanal - Aegea
MOBILE - Ambiental MS Pantanal - Aegea
Geral

Difícil acesso dificulta combate à focos em morraria próxima a APA Baía Negra

16 setembro 2020 - 09h06Gesiane Sousa

Esta terça-feira (15) foi de trabalho intenso para o 3º Grupamento do Corpo de Bombeiros e Brigadistas que atuam contra incêndios de Corumbá e Ladário. O grupo que trabalha em conjunto atuou em pelo menos três pontos da região durante o dia de ontem, em alguns deles, como a morraria próxima a Área de Preservação Ambiental (APA) Baía Negra, o difícil acesso impediu que a missão fosse totalmente realizada.

Focos de incêndio foram detectados na mata que cobre a morraria próxima a APA, porém a dificuldade de acesso imposta pelos próprios paredões e pela topografia do local, impediram que todos os pontos de calor fossem exterminados. Bombeiros e Brigadistas se limitarem aos que eram possíveis alcançar com os recursos disponíveis no momento.

Após combater o incêndio é necessário revirar as cinzas para verificar se ainda há possibilidade do fogo ressurgir. Foto: Divulgação/Bombeiros

Na região do Porto da Manga, o fogo invadiu a Fazenda Saran e destruiu pelo menos 200 hectares da propriedade, calculo estimado pelo próprio fazendeiro. Bombeiros realizaram reconhecimento da área, fizeram combate direto e rescaldo de toda a extensão atingida. A guarnição conseguiu exterminar a frente do foco, impedindo que o fogo se alastrasse para outras partes da fazenda.

Incêndios na região da Codrasa, em Ladário, estão recorrentes nos últimos dias. Foto: Divulgação/Bombeiros

Já era noite quando a equipe conseguiu retornar para base e um novo chamado foi recebido. Desta vez, o fogo estava na região da Codrasa, em Ladário. Os carros foram novamente guarnecidos para combate direto e rescaldo da vegetação atingida.

Novo relatório do Ibama, divulgado nesta terça-feira (15), apontou que quase 3 milhões de hectares do Pantanal de MS já foram destruídos pelas queimadas. Segundo dados, são 1.165.000 hectares devastados somente em Mato Grosso do Sul, no estado vizinho, Mato Grosso, a situação é aind apior, 1.742.000 hectares foram atingidos. Somados os números da destruíção, a maior planície alagada do planeta já teve 2.916.000 hecatares destruídos pelo fogo. 

Com a situação de emergência decretada pelo Estado e reconhecida polo Governo Federal, recuso de R$ 3,8 milhões foram liberados para ampliar o combate as queimadas. Com o apoio financeiro, o trabalho que já vinha sendo realizado há mais de 90 dias no Pantanal será estendido para os biomas da Mata Atlântica e do Cerrado, em especial no Parque Estadual das Nascentes do Taquari, no município de Alcinópolis, que enfrenta situação crítica e já teve 50% de sua área consumida pelo fogo.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SAÚDE
Campanha Nacional de Vacinação contra Influenza terá início na próxima segunda
MUDANÇA NO CTB
Nova Lei entra em vigor com alterações sobre uso de farol em rodovias
ECONOMIA
Cadastro de imóveis rurais será completamente digitalizado
GERAL
Corumbá recebe primeira remessa de queijos produzidos em assentamento rural
ESPORTE
Botafogo e Volta Redonda enfrentam-se neste sábado à noite
GERAL
CMDCA realiza neste sábado prova de conhecimento específico para Conselheiros Tutelares Suplentes
POLICIAL
PM captura foragido e aborda motociclista sem CNH no Guaicurus
POLICIAL
Casal vai para a delegacia após briga no Popular Nova
POLICIAL
Marido ameaça mulher, quebra objetos da casa e põe culpa em macumba
GERAL
Sorteio da mega-sena pode pagar R$ 27 milhões neste sábado

Mais Lidas

POLICIAL
Homem é acusado de agredir a própria mãe no bairro Vila Guarani
OPERAÇÃO
Operação Ágata Oeste tem resultados expressivos de apreensão de drogas e armas
SAÚDE
Campanha de vacinação contra a gripe começa na segunda
SAÚDE
Corumbá institui Núcleo de Reabilitação Pós Covid com atendimento multidisciplinar