Menu
sábado, 19 de setembro de 2020
Andorinha - Linha em Operação
Andorinha - Linha em Operação
Geral

Difícil acesso dificulta combate à focos em morraria próxima a APA Baía Negra

16 setembro 2020 - 09h06Gesiane Sousa

Esta terça-feira (15) foi de trabalho intenso para o 3º Grupamento do Corpo de Bombeiros e Brigadistas que atuam contra incêndios de Corumbá e Ladário. O grupo que trabalha em conjunto atuou em pelo menos três pontos da região durante o dia de ontem, em alguns deles, como a morraria próxima a Área de Preservação Ambiental (APA) Baía Negra, o difícil acesso impediu que a missão fosse totalmente realizada.

Focos de incêndio foram detectados na mata que cobre a morraria próxima a APA, porém a dificuldade de acesso imposta pelos próprios paredões e pela topografia do local, impediram que todos os pontos de calor fossem exterminados. Bombeiros e Brigadistas se limitarem aos que eram possíveis alcançar com os recursos disponíveis no momento.

Após combater o incêndio é necessário revirar as cinzas para verificar se ainda há possibilidade do fogo ressurgir. Foto: Divulgação/Bombeiros

Na região do Porto da Manga, o fogo invadiu a Fazenda Saran e destruiu pelo menos 200 hectares da propriedade, calculo estimado pelo próprio fazendeiro. Bombeiros realizaram reconhecimento da área, fizeram combate direto e rescaldo de toda a extensão atingida. A guarnição conseguiu exterminar a frente do foco, impedindo que o fogo se alastrasse para outras partes da fazenda.

Incêndios na região da Codrasa, em Ladário, estão recorrentes nos últimos dias. Foto: Divulgação/Bombeiros

Já era noite quando a equipe conseguiu retornar para base e um novo chamado foi recebido. Desta vez, o fogo estava na região da Codrasa, em Ladário. Os carros foram novamente guarnecidos para combate direto e rescaldo da vegetação atingida.

Novo relatório do Ibama, divulgado nesta terça-feira (15), apontou que quase 3 milhões de hectares do Pantanal de MS já foram destruídos pelas queimadas. Segundo dados, são 1.165.000 hectares devastados somente em Mato Grosso do Sul, no estado vizinho, Mato Grosso, a situação é aind apior, 1.742.000 hectares foram atingidos. Somados os números da destruíção, a maior planície alagada do planeta já teve 2.916.000 hecatares destruídos pelo fogo. 

Com a situação de emergência decretada pelo Estado e reconhecida polo Governo Federal, recuso de R$ 3,8 milhões foram liberados para ampliar o combate as queimadas. Com o apoio financeiro, o trabalho que já vinha sendo realizado há mais de 90 dias no Pantanal será estendido para os biomas da Mata Atlântica e do Cerrado, em especial no Parque Estadual das Nascentes do Taquari, no município de Alcinópolis, que enfrenta situação crítica e já teve 50% de sua área consumida pelo fogo.

Deixe seu Comentário

Leia Também

World Cleanup Day 2020
Militares da Marinha retiram 1t de lixo da prainha do Porto Geral
Atenção e segurança
Marinha alerta para navegação no rio Paraguai
Contratação Ilegal
MP pede anulação do edital para contratação de peritos criminais temporários em MS
Eleições 2020
Programas com alusão ou crítica a candidatos em rádio e TV está proibida até 29 de novembro
Durante o período eleitoral, emissoras não podem favorecer políticos ou revelar posição de eleitores. Debates e programas jornalísticos estão liberados
Vacinação Covid-19
Governo brasileiro confirma intenção de aderir à Covax
Serviço Emergencial
Caixa abre 770 agências hoje das 8h às 12h
Capital
Lâmpadas podem ter causado curto-circuito em incêndio no Atacadão
Nas últimas 16h
Força-tarefa combate incêndios 250 quilômetros a dentro do Pantanal
Meteorologia
Sábado com chances de chuva no Estado
Tráfico de Drogas
PRF apreende 47 quilos de cocaína que saiu de Corumbá

Mais Lidas

Atualização Covid-19
Corumbá registra recorde de 123 positivos em 24 horas
Eleições 2020
Disputa pela prefeitura de Ladário tem sete candidatos
Repressão
Fiscalização contra o transporte clandestino autua sete condutores na região
Tráfico de Drogas
PRF apreende 47 quilos de cocaína que saiu de Corumbá