Menu
quinta, 23 de setembro de 2021
Expresso Mato Grosso - Junho
Geral

Deixar animal solto na rua gera multa; recolhimento pode ser solicitado via telefone

21 janeiro 2021 - 11h22PMC

A partir da próxima segunda-feira, dia 25 de janeiro, a Prefeitura de Corumbá, por meio da Agência Municipal de Trânsito e Transporte (AGETRAT), vai reativar o serviço de recolhimento de animais de grande porte das vias públicas da cidade. A população também poderá solicitar a presença da empresa pelo telefone (67) 99156-6226.

“Pedimos a todos que nos ajudem, podendo solicitar diretamente o recolhimento de animais soltos nas ruas ou amarrados de forma inadequada em terrenos baldios”, explicou o diretor-presidente da AGETRAT, Lúcio André Messias de Barros.

“Para os proprietários desses animais, que deixado-os soltos, prejudicando o trânsito e colocando em risco a vida de terceiros e do próprio animal, saibam que a partir de agora se for flagrado terá que pagar uma multa no valor de 75 VRM (valor de referência do município) cujo valor é de R$ 156,75”, completou Lúcio André.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Prevenção
Iniciada vacinação contra raiva em Ladário
Crime Ambiental
Promotoria de Porto Murtinho investiga desmatamento ilegal em Mata Atlântica
Infraestrutura
Ministro garante a reativação da ferrovia Malha Oeste
Violência Doméstica
Homem é preso após enforcar a ex no bairro Guaicurus
Corumbá
Inscrição e atualização do Cadastro habitacional inicia segunda (27)
Trabalho Conjunto
Operação Fronteira Legal apreende produtos de descaminho em hotéis de Dourados
Óbito
Irmãos são esfaqueados e o mais velho morre no caminho do hospital
Cidade
Incêndio consome vegetação próxima ao Mirante da Capivara
Cidade
Árvore de grande porte cai sobre casa na avenida Rio Branco
Proposta
Mutirão da vacina deve aplicar 275 mil doses contra Covid em sete dias

Mais Lidas

Denúncia
Carretas impedem tráfego de veículos na BR 262
Fazendo xixi
Mulher cai em ribanceira de 10 metros na Avenida General Rondon
Arma Apreendida
Polícia prende autor após perseguição e troca de tiros no Cristo Redentor
Investigação
MPF cobra Santa Casa de Corumbá sobre uso de recursos federais na pandemia