Menu
domingo, 17 de janeiro de 2021
Andorinha - campanha dezembro
Andorinha - Dezembro
Geral

Defensoria Pública elogia projeto do deputado Evander Vendramini que protege aposentados

03 abril 2019 - 14h41Assessoria de Imprensa

O deputado estadual Evander Vendramini (PP) recebeu ofício da Defensoria Pública de Mato Grosso do Sul, assinada pela defensora Eni Maria Sezerino Diniz, em que o órgão manifesta apoio ao Projeto de Lei 15/2019, de autoria do parlamentar, por considerá-lo mais uma forma de proteger aposentados e pensionistas no Estado.

O PL 15/2019 proíbe que instituições financeiras ofereçam ou celebrem contrato, via comunicação telefônica, com aposentados ou pensionistas de todo e qualquer tipo de contrato, serviços ou produtos na modalidade de consignação em Mato Grosso do Sul. O projeto foi aprovado na Assembleia Legislativa na semana passada e seguiu para sanção do governador Reinaldo Azambuja.

No ofício, a Defensoria Pública afirma que tem por incumbência a promoção dos direitos humanos e defesa em todos os graus dos direitos individuais e coletivos e tutela dos direitos que beneficiem grupo de pessoas hipossuficientes ou vulneráveis. Assim, o órgão entende a natureza protetiva do PL do deputado Evander Vendramini e “tem especial interesse na sanção do referido projeto de lei pelos fundamentos que passa a demonstrar”, diz um trecho do documento.

A Defensoria informa que tramitam numerosas reclamações administrativas e judiciais de consumidores sobre contratação fraudulenta de contratos desse tipo. Alguns agentes de crédito assediam e induzem em erro a população mais vulnerável, com oferta de empréstimos consignados via telefone nos quais não são informados de todas as peculiaridades contratuais. Conforme a Defensoria, o assédio comercial desses corretores de crédito atinge, principalmente, idosos e pessoas de pouca instrução, parcela formada substancialmente por aposentados e pensionistas. Muitos declaram que desconhecem o contrato e outros acreditam em um número menor de parcelas de empréstimo.

O deputado Evander Vendramini ressalta que esse tipo de contratação desrespeita os princípios norteados pelo Código de Defesa do Consumidor e pelo Estatuto do Idoso, pois não apresenta de forma clara todos os encargos contratuais. “Muitos idosos aprovam sem a plena capacidade de conhecimento do que está contratando. A consequência é o grande acúmulo de processos no Poder Judiciário sobre o tema. Infelizmente a contratação de empréstimos financeiros equivocados feitos por pensionistas e aposentados com instituições financeiras é recorrente” apontou o parlamentar.

Ao final, a Defensoria Pública de MS expressa total apoio à sanção do projeto de lei do deputado, tendo em vista o expressivo número de atendimentos e de processos judiciais nos quais fica evidenciada a lesão ao consumidor nos casos de empréstimos consignados via telefone e por entender que o PL 15/2019 irá atuar na diminuição desses casos. Para Evander, o entendimento e apoio da Defensoria vem corroborar a importância do projeto. “Fico muito feliz por ter na Defensoria Pública mais um aliado ao nosso projeto”, apontou o deputado.

Deixe seu Comentário

Leia Também

ENEM
Confira as medidas de segurança durante a prova do Enem
EMPREGO
Eldorado Brasil oferece mais de 800 vagas para início imediato
Em Mato Grosso do Sul, são ofertadas novas posições para atuar nas unidades de Água Clara, Inocência e Selvíria
Coronavírus
Em 24 horas MS registra 1.316 exames positivos de Covid-19 e 13 mortes
CONCURSO DA PF
Polícia Federal publica edital de concurso com 1,5 mil vagas
POLICIAL
Com facada no coração, rapaz é deixado em frente padaria em cidade MS
SERVIÇOS
Em período chuvoso, saiba como receber alertas da Defesa Civil por SMS
PROCESSO SELETIVO
Sebrae abre processos seletivos com vagas na Capital e interior
São dois editais, sendo um para Pessoas com Deficiência. Salários chegam a R$ 4.802,92
ASSISTÊNCIA SOCIAL
Povo das Águas atende ribeirinhos da parte alta do rio Paraguai a partir do dia 19
TURISMO
Turismo de MS espera vacinação e já planeja duas campanhas para fomentar o setor
SAÚDE
Decreto reabre crédito de R$ 1,6 bi para aquisição de vacinas

Mais Lidas

POLICIAL
Com facada no coração, rapaz é deixado em frente padaria em cidade MS
CONCURSO DA PF
Polícia Federal publica edital de concurso com 1,5 mil vagas
Coronavírus
Em 24 horas MS registra 1.316 exames positivos de Covid-19 e 13 mortes
GERAL
INSS: prazo para recorrer de auxílio-doença negado termina hoje