Menu
sexta, 19 de julho de 2024
Andorinha - 76 anos - Junho 2024
Andorinha - 76 anos - Junho 2024
Geral

Corumbá registra caso importado de zika vírus. Paciente estava na Paraíba

23 dezembro 2015 - 09h44Redação

Caso importando de zika vírus foi registrado em Corumbá na semana passada. Trata-se de uma criança com oito anos de idade que estava na cidade de Monteiro, na Paraíba, estado que vive uma epidemia da doença causada pelo mosquito Aedes aegypti, que também transmite a dengue e a chikungunya.

 

A informação é da secretária de Saúde da Prefeitura de Corumbá, Dinaci Ranzi, salientando que a criança foi atendida e tratada somente em nível ambulatorial, sem necessitar de internação, já que o seu estado em geral é bom.

 

A criança chegou a Campo Grande no dia 12 de dezembro, vindo da cidade paraibana, estado que já notificou 371 casos da microcefalia até o último dia 20. Os primeiros sintomas foram sentidos no dia 13. A criança apresentou febre e dores articulares, foi consultada no Centro Regional de Saúde Guanandi, em Campo Grande, onde foi medicada e liberada, viajando para Corumbá em seguida.

 

Já em Corumbá, no dia 14, a paciente apresentou manchas pelo corpo e febre (39,2º) e aumento de dores articulares, tendo sido encaminhada à rede privada. Dinaci explicou que somente no dia 18 de dezembro é que o setor da Vigilância Epidemiológica de Corumbá tomou conhecimento do caso, após a criança ter sido atendida em uma unidade de saúde pela médica infectologista Márcia Del Faro, quando foi confirmado clinicamente e pelo vinculo epidemiológico como caso de zika vírus importado.

 

No mesmo dia a Vigilância Epidemiológica repassou as informações à Secretaria de Saúde do Estado, enquanto a Secretaria de Saúde do Município desenvolvia ações de controle de vetores na cidade com bloqueio químico e mecânico, trabalho desenvolvido junto com a Secretaria de Saúde de Ladário, já que a criança reside na divisa entre as duas cidades pantaneiras.

 

É importante lembrar que, em Corumbá, a Prefeitura está com uma mega ação de combate ao mosquito Aedes aegipty, transmissor da dengue, da febre chikungunya e da zika vírus. “É importante que a população se mantenha atenta, mantendo seus imóveis limpos, evitando criar criadouros em potencial do mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, chikungunya e da zika”, pede Dinaci.

 

Ela lembra que a cidade já notificou 753 casos de dengue, com 24 positivos, e 21 da febre chikungunya, com seis confirmados e oito aguardando resultado de exame.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Oportunidade
Parceria com a Coca-Cola oferece capacitação gratuita para empreendedoras em MS
Tempo
Sexta-feira registra temperaturas acima da média e sol é destaque na previsão para o Estado
Corumbá dia inicia com 20°C e chega aos 33°C nos horários mais quentes
Policial
Operação conjunta recupera objetos furtados na Igreja Nossa Senhora da Candelária
Participação Popular
Responda a pesquisa que vai deixar o Capital do Pantanal com a sua cara
Mais do que informar, queremos estar presentes na vida dos leitores com pautas que sejam interessantes e importantes para o dia a dia
Oportunidade
Concurso público unificado da Justiça Eleitoral: prazo de inscrição termina hoje (18)
Em Campo Grande
Fazenda da família de Michel Teló é multada por desmatamento ilegal
Consumidor
Preço do etanol sobe média de R$ 0,40 em uma semana no estado
Empreendedorismo
Etapa estadual do Prêmio Sebrae Mulher de Negócios está com inscrições abertas em MS
Moda
Estilista de MS cria coleção com famosas onças da artista visual Lúcia Martins
Direitos Humanos
Mortes violentas no Brasil diminuem 3,4% em 2023

Mais Lidas

5 mandados
Operação da PF combate tráfico de drogas e lavagem de dinheiro em Corumbá
Últimas 24 horas
Óbito de motociclista em Ladário é destaque no plantão dos Bombeiros
Últimas 24h
Plantão registra facada, agressão física e resgate fluvial no Pantanal
Atualização
Equipes mantém monitoramento nas regiões Maracangalha e Morro do Urucum