Menu
sábado, 27 de fevereiro de 2021
Andorinha Fevereiro
Andorinha Fevereiro
Geral

Corumbá registra caso importado de zika vírus. Paciente estava na Paraíba

23 dezembro 2015 - 09h44Redação

Caso importando de zika vírus foi registrado em Corumbá na semana passada. Trata-se de uma criança com oito anos de idade que estava na cidade de Monteiro, na Paraíba, estado que vive uma epidemia da doença causada pelo mosquito Aedes aegypti, que também transmite a dengue e a chikungunya.

 

A informação é da secretária de Saúde da Prefeitura de Corumbá, Dinaci Ranzi, salientando que a criança foi atendida e tratada somente em nível ambulatorial, sem necessitar de internação, já que o seu estado em geral é bom.

 

A criança chegou a Campo Grande no dia 12 de dezembro, vindo da cidade paraibana, estado que já notificou 371 casos da microcefalia até o último dia 20. Os primeiros sintomas foram sentidos no dia 13. A criança apresentou febre e dores articulares, foi consultada no Centro Regional de Saúde Guanandi, em Campo Grande, onde foi medicada e liberada, viajando para Corumbá em seguida.

 

Já em Corumbá, no dia 14, a paciente apresentou manchas pelo corpo e febre (39,2º) e aumento de dores articulares, tendo sido encaminhada à rede privada. Dinaci explicou que somente no dia 18 de dezembro é que o setor da Vigilância Epidemiológica de Corumbá tomou conhecimento do caso, após a criança ter sido atendida em uma unidade de saúde pela médica infectologista Márcia Del Faro, quando foi confirmado clinicamente e pelo vinculo epidemiológico como caso de zika vírus importado.

 

No mesmo dia a Vigilância Epidemiológica repassou as informações à Secretaria de Saúde do Estado, enquanto a Secretaria de Saúde do Município desenvolvia ações de controle de vetores na cidade com bloqueio químico e mecânico, trabalho desenvolvido junto com a Secretaria de Saúde de Ladário, já que a criança reside na divisa entre as duas cidades pantaneiras.

 

É importante lembrar que, em Corumbá, a Prefeitura está com uma mega ação de combate ao mosquito Aedes aegipty, transmissor da dengue, da febre chikungunya e da zika vírus. “É importante que a população se mantenha atenta, mantendo seus imóveis limpos, evitando criar criadouros em potencial do mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, chikungunya e da zika”, pede Dinaci.

 

Ela lembra que a cidade já notificou 753 casos de dengue, com 24 positivos, e 21 da febre chikungunya, com seis confirmados e oito aguardando resultado de exame.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

PGE
Vídeo sobre planejamento financeiro está disponível no canal da PGE/MS
SAÚDE
Fiocruz espera ter 'protagonismo' na vacinação em abril com 30 milhões de doses
NOTA MS PREMIADA
Chance de ganhar no Nota MS Premiada é 28 vezes maior do que na Mega-Sena
TRÂNSITO
Capotamento na BR-163 mata adolescente e deixa motorista em estado grave
EDUCAÇÃO
IFMS oferece vagas para portadores de diploma e transferências no Campus Corumbá
SAÚDE
Brasil tem recorde de mortes por covid-19 pelo terceiro dia seguido
ECONOMIA
Acumulada, Mega-Sena sorteia hoje R$ 50 milhões
ECONOMIA
Banco do Brasil ajuda estados e municípios a cobrar impostos via Pix
TURISMO
Fornatur e ABEAR se reúnem para alinhar acordos com empresas aéreas durante pandemia
GERAL
Agesul conclui manutenção de muitas estradas após período de chuvas

Mais Lidas

POLICIAL
Homem é preso no Centro de Corumbá por ameaçar mulher com uma foice
EDUCAÇÃO
Governo de MS decide pela retomada das atividades da REE de forma remota
POLICIAL
PM de Corumbá prende dupla por furto em praça pública no Nova Corumbá
GERAL
Governo prorroga toque de recolher e restrições seguem até 12 de março