Menu
sábado, 24 de julho de 2021
Expresso Mato Grosso - Junho
Expresso Mato Grosso - Promoção de Junho
Geral

Corumbá receberá congresso sobre violências no trabalho nos dias 12 e 13 de novembro

08 novembro 2018 - 17h02Sylma Lima

Como enfrentar e superar as violências no trabalho será o tema de um congresso realizado pelo Tribunal Regional do Trabalho de Mato Grosso do Sul, em Corumbá, nos dias 12 e 13 de novembro. O evento vai reunir profissionais de diferentes áreas para discutir questões relacionadas ao assédio moral, assédio sexual, discriminações de gênero, violência organizacional, trabalho infantil e trabalho escravo e as formas de atuação em defesa da saúde, dos direitos humanos e sociais do trabalhador.

O "Congresso Sul-Mato-Grossense sobre Violências no Trabalho: Enfrentamento e Superação" será no Anfiteatro Salomão Baruki, no Campus Pantanal da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, com carga horária de 12 horas. Também haverá minicursos com duração de 4 horas.

O evento é de graça e os interessados podem se inscrever pelo site da Fundacentro (clique aqui). A discussão é voltada para acadêmicos, profissionais e pesquisadores das diversas formas de violência no trabalho, como profissionais da área do direito, psicólogos, pedagogos, profissionais de Saúde e Segurança do Trabalho (engenheiros, técnicos, médicos, auditores fiscais e profissionais da saúde) e empresários.

O Congresso Sul-Mato-Grossense sobre Violências no Trabalho é uma realização do TRT/MS, por meio do Programa Nacional de Prevenção de Acidente de Trabalho, da UFMS, do Ministério Público do Trabalho em Mato Grosso do Sul e do Laboratório de Saúde Mental do Trabalhador.

Programação

Na segunda-feira (12), haverá minicursos e exposição de trabalhos ao longo do dia. Às 18h30, será a abertura do congresso no Anfiteatro Salomão Baruki, com a palestra “Trabalhe, e cale-se! O silêncio gritante nas situações de violência”, pela professora doutora Ana Magnólia Bezerra Mendes da Universidade de Brasília.

No dia seguinte (13), pela manhã, haverá duas mesas redondas. A primeira, sobre acidentes de trabalho, terá a participação dos magistrados do Tribunal Regional do Trabalho de Mato Grosso do Sul, desembargador Francisco das C. Lima Filho e juiz Márcio Alexandre da Silva. A segunda discussão será o trabalho infantil, tema abordado por Marinalva Cardoso Dantas, que é Chefe da Divisão de Erradicação do Trabalho Infantil e Proteção ao Adolescente Trabalhador da SIT (Secretaria de Inspeção do Trabalho) do Ministério do Trabalho. A palestrante é pioneira  tem uma história de mais de três décadas de forte combate aos trabalhos infantil e escravo no Brasil. Também participará da discussão a Oficial Técnica em Princípios e Direitos Fundamentais no Trabalho da Organização Internacional do Trabalho (OIT), Thaís Dumêt Faria.

À tarde, será realizada uma roda de conversa sobre assédio moral e terá a mesa redonda sobre sofrimento psíquico, servidão e violência no trabalho, com participação do desembargador do trabalho André Luís Moraes de Oliveira do TRT/MS. Fechando a programação, o médico e doutor Álvaro Crespo Melo da UFRGS vai abordar o tema “Quando o copo transborda: suicídios no trabalho”.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Seguiriam para Bolívia
Dois veículos que seriam atravessados para Bolívia são recuperados
Mais tempo
Exame toxicológico na emissão de CNH tem prazo ampliado para utilização do laudo
Empreendedorismo
Cinco erros que o empresário deve evitar no Marketing e Vendas
Imunização
Sábado tem vacinação contra Covid até 12h no drive do Poliesportivo
Investigaçã
Famosos em MS, grupos de venda estão 'recheados' de produtos roubados
Saúde
Anvisa suspende estudos clínicos da Covaxin no Brasil
Sorte
Mega-Sena pode pagar R$ 7 milhões no sorteio deste sábado
Cidade Tranquila
Operação conjunta combate crimes fronteiriços em Corumbá e Ladário
Tempo
Ar seco e quente pode marcar o sábado em Mato Grosso do Sul
Acidente
Motociclista fratura clavícula após perder controle em lombada

Mais Lidas

Sem contrato
Santa Casa de Corumbá perde serviço de Urologia
Investigação
Caso Maria Stella Coimbra: jovem teria fotografado documento do suposto estuprador
Acidente
Motociclista fratura clavícula após perder controle em lombada
Município
Decreto prorroga por mais 14 dias medidas para diminuir contaminação pela Covid-19