Menu
quarta, 27 de janeiro de 2021
Andorinha Janeiro/Fevereiro
Andorinha Janeiro/Fevereiro Mobile
Geral

Coordenador do plano de governo de Odilon diz que a mudança é romper com passado

18 outubro 2018 - 07h20assessoria de imprensa

O coordenador do plano de governo do candidato ao governo de Mato Grosso do Sul, juiz Odilon de Oliveira, Herbert Assunção, que também auxilia na coordenação de campanha do pedetista, concedeu entrevista na manhã desta quarta-feira, 17, a rádio CBN, de Campo Grande, onde afirmou que a administração de Odilon será embasada na ruptura das velhas práticas de se fazer política.

“A mudança de verdade acontece com a ruptura com o que está aí. É inadmissível continuar com esse estado de coisas, continuar indo para as manchetes de jornais de forma negativa, indo para as manchetes como um governo corrupto, não dá, é a ruptura com isso, com o passado. Fazer o governo em benefício das pessoas, ter ações transversais, ações de governo de Estado que vá beneficiar a vida das pessoas a longo prazo”, declarou Assunção.

De acordo com o empresário, o Plano de Governo foi pensado para atuar de forma transversal, ou seja, realizar uma cadeia de benfeitorias que vão atingir não só a área a que foi destinada a melhoria, mas várias outras.

“Pensar o conjunto da obra, não só áreas isoladas. Pensar no em favorecer e fortalecer o desenvolvimento do município com ações do governo Estadual. Quando a gente fala em segurança pública, por exemplo, o juiz fala que a gente tem que focar em educação, porque segurança também se faz com educação, com melhoria da saúde. Segurança se faz com o desenvolvimento da região de fronteira, geração de emprego e renda lá, oportunidade de trabalho. Então, pensar em várias ações no conjunto da obra, não só isoladamente, por isso a transversalidade”, explicou.

Para Assunção, o modelo proposto por Odilon vai olhar mais para a população mais carente e que precisa de educação de qualidade e saúde pública. “A gente tem que fazer um governo para o povo, com mudança de verdade, romper com isso, a ruptura é exatamente nesse aspecto, romper com as coisas onde vou priorizar ações que beneficiam um grupo. Fazer em benefício do povo”.

Deixe seu Comentário

Leia Também

DENÚNCIA
Funcionários demitidos do hospital não recebem rescisão trabalhista
ENCHENTE
PMA de Miranda e Defesa Civil municipal trabalham no resgate de famílias atingidas por enchentes
Geral
Curiosidade: quando foi fabricada a tecnologia Smartwatch
POLÍTICA
Presidente da Alems, Paulo Corrêa assume como governador em exercício de MS
COVID-19
Janeiro registra mais de 460 óbitos por coronavírus e já é o 3º pior mês da pandemia
MORTE POR COVID-19
Cinco dias após morte do marido, ex-primeira-dama de Dourados não resiste à Covid-19
EDUCAÇÃO
IFMS reabre prazo de matrículas da 1ª chamada para cursos técnicos integrados
Aprovados têm até esta quarta-feira, 27, para fazer a matrícula em cursos técnicos integrados ao ensino médio. Retificação altera datas previstas para novas chamadas
EDUCAÇÃO
Gabaritos do Enem serão divulgados nesta quarta-feira
CHUVA FORTE
Temporal em Corumbá causa queda de árvores e alagamentos
ECONOMIA
Governo federal aprova auxílio emergencial para 196 mil pessoas

Mais Lidas

CAPOTAMENTO
Carro capota no bairro Aeroporto e deixa casal ferido
CHUVA
Corumbá já tem maior acumulado de chuva da história
POLICIAL
Em Corumbá homem é preso por violência doméstica contra sua mãe
POLICIAL
PM de Corumbá recupera motocicleta furtada antes de proprietário perceber o crime no bairro Popular