Menu
quinta, 22 de abril de 2021
Andorinha Abril
Andorinha Abril
Geral

Contrariando a China, Donald Trump quebra tabu e fala com Taiwan

03 dezembro 2016 - 09h24Agência Brasil

O presidente eleito dos Estados Unidos, Donald Trump, quebrou um tabu na diplomacia internacional. Ele falou por telefone, nesta sexta-feira (2) com o presidente de Taiwan, Tsai Ing-wen, um gesto que o governo norte-americano vinha evitando fazer desde 1979 para não magoar o governo chinês.

China e Taiwan têm uma divergência de décadas por questões de soberania. A China considera Taiwan uma província chinesa, enquanto Taiwan se orgulha de ser um estado autônomo.

O telefonema de Trump dá prosseguimento a uma série de providências que indicam que o novo presidente norte-americano vai mudar o padrão diplomático que os Estados Unidos vinham mantendo até agora. Uma declaração do gabinete do presidente taiwanês sobre o conteúdo do telefonema afirma que a chamada durou mais de 10 minutos e incluiu discussões sobre desenvolvimento econômico e segurança e sobre "o fortalecimento das relações bilaterais". Tsai desejou sucesso a Trump à frente do governo americano. .

A aproximação dos Estados Unidos com Taiwan chega em um momento de tensão das relações da China com o governo taiwanês. No início deste ano, Taiwan elegeu seu novo presidente Tsai Ing-wen. Uma de suas primeira medidas foi anunciar que se recusaria a aceitar a noção de uma China unificada sobre o comando do governo de Pequim. A eleição de Tsai Ing-wen irritou tanto o governo chinês, que este chegou a suspender toda a comunicação com o governo taiwanês.

Histórico de Taiwan

O estado taiwanês moderno foi fundado pelo general chinês anti-comunista Chiang Kai-shek, em 1949, e - pelo menos em termos formais - se auto-proclama República da China. Desde que Taiwan foi fundada, houve diversas ocasiões em que as duas nações estiveram muito próximas de um conflito.

Não está claro se a conversa de Trump com o presidente taiwanês reflete uma mudança de política em relação à China. No entanto, especialistas dizem que o telefonema ameaça inflamar as relações dos Estados Unidos com Pequim, que têm sido particularmente conflituosas nos últimos anos devido às políticas chinesas, no que se refere ao Mar da China Meridional.

Os Estados Unidos adotaram uma política de "uma só China (sem Taiwan)" depois que Richard Nixon visitou o país controlado pelos comunistas em 1972. A China tornou-se um aliado americano de fato na Guerra Fria com a União Soviética e agora é um importante parceiro comercial.

O comércio com a China tornou-se uma questão importante na campanha presidencial de 2016, tendo Donald Trump ameaçado repetidamente instalar uma tarifa maior sobre produtos chineses para proteger a produção americana.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

JUSTIÇA
181 é ferramenta para denuncia anônima em Mato Grosso do Sul
EDUCAÇÃO
Reforma de escolas municipais é solicitada por vereador durante sessão da Câmara
ESPORTE
Vereador sugere transformar o Marina Gattass em espaço para esportes radicais
LÍNGUA DE SINAIS
Projeto de Lei obriga instituições a disponibilizar intérpretes de Libras na cidade
ECONOMIA
Caixa paga auxílio emergencial a nascidos em agosto
COVID-19
Polícia investiga empresa por fraude em oferta de vacina
CIDADE
Prefeito decreta luto oficial de três dias pelo falecimento de Dom Martinez
POLICIAL
PM de Corumbá prende foragido da justiça e apreende arma branca
POLICIAL
Homem é preso por porte de drogas no bairro Popular Nova
TEMPO
Massa de ar frio pode mudar o clima em Mato Grosso do Sul nos próximos dias

Mais Lidas

POLÍTICA
Câmara aprova projeto de lei que torna escolas serviços essenciais
MUDANÇAS NO CTB
Nova Lei abranda infração para motociclistas sem viseira ou óculos de proteção
GERAL
Vereador solicita recuperação da 21 de Setembro, após intervenções da Sanesul
SEGURANÇA
Tiradentes: no dia do patrono das polícias, Governo destaca investimentos na segurança