Menu
sexta, 14 de maio de 2021
Andorinha - Maio
Andorinha - Maio
Geral

Comitiva visita Forte Coimbra para elaborar dossiê técnico

22 maio 2018 - 13h00Sylma Lima
Primeiro passo foi a visita tecnica no local. Foto: CDP

Nesta segunda-feira,21,  a equipe do Iphan/MS juntamente a uma comitiva formada por representantes do Exército, UFGD, Fundação de Cultura de Corumbá e Associação de Moradores do Forte de Coimbra visitaram o Forte de Coimbra em conjunto com os representantes do Departamento de Cooperação de Fomento (DECOF) do Iphan em Brasília, responsáveis pela avaliação dos bens seriados para a candidatura de Patrimônio Mundial.

Hoje, terça-feira,22,  a programação continua com a Oficina Técnica em Corumbá, cujos debates vão envolver conceitos e procedimentos para a apresentação da candidatura do Conjunto de Fortificações do Brasil a Patrimônio Mundial; os desafios para a gestão desses monumentos e a montagem de estratégias para a sustentabilidade desses bens tombados.

O assunto está em discussão nesta tarde ainda. Foto: CDP

As reuniões tem como objetivo tornar o Forte de Coimbra patrimônio da humanidade, cujo titulo da Unesco  beneficiou apenas 13 locais no Brasil e o tombamento do forte representa um ganho inestimável para Corumbá nos aspectos turísticos e culturais. Segundo a superintendente estadual do Iphan Maria Clara Scardini, disse que o ato trás a tona toda historia da fortificação, hoje protegida pelo Exercito Brasileiro que participou da expedição, “ fizemos uma visita técnica no local, falamos sobre as premissas para a candidatura e questões culturais do Forte. Esse debate prepara a pauta e suas problemáticas criando uma matriz de gestão, sendo finalizado esta semana um comitê que vai coordenar as questões do Forte junto com a superintendência do Iphan” , disse Mara Clara ao Capital do Pantanal. Esse processo começou em 2015 com 19

Visitantes ficaram deslumbrados com o Forte. Foto: CDP

fortificações candidatas ao patrimônio mundial, sendo avaliado pela Unesco em 2020.

Para Sergio Paes Magalhaes, coordenador geral da cooperação nacional do Iphan o importante são os dois resultados. Um deles é o comitê técnico, e a elaboração do dossiê, “ o outro resultado é a constituição de uma matriz de compromisso que vai dar origem ao plano de gestão” . As reuniões estão acontecendo  na sede da Associação Comercial de Corumbá.

Candidatura a Patrimônio Mundial

O Conjunto de Fortificações do Brasil, composto por 19 fortificações situadas em 10 estados brasileiros, está entre os bens que integram a Lista Indicativa brasileira a Patrimônio Mundial da UNESCO. O conjunto representa as construções defensivas implantadas no território nacional, nos pontos que serviram para definir as fronteiras marítimas e fluviais do País.

Implantadas pelos europeus no Brasil, as fortificações tiveram suas origens em um processo de ocupação do território de modo particular, diferenciado das outras potências coloniais. Baseava-se em um esforço descentralizado, oriundo de ações dos próprios moradores das diferentes capitanias que formariam o Brasil, sem uma maior intervenção da metrópole. Isso resultou na construção de centenas de fortificações, espalhadas por todo o território nacional, edificadas para atender mais a interesses locais do que os de Portugal.

A proposta da inscrição na Lista do Patrimônio Mundial é apresentar um conjunto de fortificações, com 19 destes bens do patrimônio cultural selecionados entre dezenas de fortificações luso-brasileiras que marcam a ação no estabelecimento da cultura nacional, representativos das construções defensivas implantadas no território brasileiro, nos pontos que serviram para definir as fronteiras marítimas e fluviais que resultaram no maior país da América Latina: o Brasil. A seleção inclui monumentos erguidos no território desde o início da colonização. Além do Forte de Coimbra, também integram a lista indicativa os seguintes monumentos:

Fortaleza de São José, em Macapá (AP), Forte dos Reis Magos, em Natal (RN), Forte de Príncipe da Beira, em Costa Marques (RO), Forte de Santo Antônio da Barra, em Salvador (BA), Forte São Diogo, em Salvador (BA), Forte São Marcelo, em Salvador (BA), Forte de Santa Maria, em Salvador (BA), Forte de N. S. de Mont Serrat, em Salvador (BA), Forte de Santa Catarina, em Cabedelo (PB), Forte de Santo Amaro da Barra Grande, em Guarujá (SP), Forte São João, em Bertioga (SP), Fortaleza de Santa Cruz de Anhantomirim, em Governador Celso Ramos (SC), Forte de Santo Antônio de Ratones, em Florianópolis (SC), Forte de São Tiago das Cinco Pontas, em Recife (RE), Forte de São João Batista do Brum, em Recife (PE), Forte Santa Cruz de Itamaracá, em Itamaracá (PE), Fortaleza de Santa Cruz da Barra, em Niterói (RJ) e Fortaleza de São João, em Rio de Janeiro (RJ). 

Deixe seu Comentário

Leia Também

GERAL
Marinha do Brasil resgata jovem que caiu do cavalo na Fazenda São Francisco
CULTURA
Prefeitura abre edital para festeiros de São João registrarem suas trajetórias
MEIO AMBIENTE
IHP realiza plantio e manutenção de mudas na nascente do Rio Miranda
GERAL
Para prevenção aos focos de incêndio no Pantanal, IHP e Sindicato Rural alinham atuação
EDUCAÇÃO
Uniderp abre seleção para mestrado e doutorado em Odontologia
Candidatos podem escolher entre duas áreas de concentração
SEGURANÇA PÚBLICA
Vereadora reivindica aumento do efetivo de policiais civis e militares na região
ASSISTÊNCIA SOCIAL E CIDADANIA
Município reforça enfrentamentos às violações de direitos de crianças e adolescentes
GERAL
Consórcio Brasil Central autoriza assinatura de contrato para importação da vacina Sputnik V
VACINAÇÃO
Poliesportivo está aberto para repescagem e aplicação de segunda dose da vacina da Covid-19
ECONOMIA
Trabalhadores nascidos em novembro podem sacar o auxílio emergencial

Mais Lidas

POLICIAL
PF prende quatro pessoas e apreende 180 kg de cocaína em MS
POLICIAL
PM apreende droga, plantas de maconha e prende autor de tráfico
POLICIAL
PM evita suicídio de homem, e o prende após violência doméstica
POLÍTICA
Iunes aceita convite do Podemos