Menu
sexta, 22 de outubro de 2021
Andorinha - Setembro e Outubro
Andorinha - Outubro e Novembro - MOBILE
Geral

Com artesanatos produzidos por reeducandos, 12ª Feira do Artesão Livre "Especial de Natal' será em f

26 novembro 2020 - 11h00Portal de Notícias do Governo de MS

Acontece no próximo dia 1º de dezembro a 12ª Feira do Artesão Livre Especial de Natal, que reúne peças artesanais variadas produzidas em unidades prisionais da Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário (Agepen). Este ano, por conta das medidas de biossegurança para conter o avanço da pandemia e resguardar a saúde dos colaboradores e público externo, o evento será realizado em formato virtual por meio do aplicativo de mensagem instantânea WhatsApp.

A 12ª Feira do Artesão Livre é uma ação conjunta entre a Agepen e o Ministério Público Estadual, por intermédio da 50ª Promotoria de Justiça, com a colaboração do Conselho da Comunidade de Campo Grande e do Instituto Ação pela Paz.

A exposição irá reunir 280 peças de artesanato que foram produzidas por custodiados do Instituto Penal de Campo Grande, Presídio de Segurança Máxima, Centro de Triagem, Presídio de Trânsito, Estabelecimento Penal Feminino “Irmã Irma Zorzi” e Estabelecimento Penal Feminino de Regimes Semiaberto e Aberto de Campo Grande.

Dentre os itens disponíveis para a venda estão bordados, esculturas, cerâmicas, produtos variados de crochê, arte com recicláveis e caixas decoradas em MDF. Alguns dos materiais foram produzidos a partir de cursos de qualificação disponibilizados pela Agepen e parceiros, reforçando o trabalho e a capacitação técnica como meio de reinserção social e combate à reincidência criminal.

A iniciativa tem como objetivo apresentar à sociedade os trabalhos laborais desenvolvidos pelos custodiados, sendo que os valores arrecadados com a venda dos produtos artesanais são revertidos ao custodiado que o elaborou e ao sustento de sua família.

Edição Virtual

A edição deste ano será realizada em formato virtual, e ocorrerá no dia 1º de dezembro das 9h às 18h.  Os produtos serão expostos e vendidos em grupo do WhatsApp e a entrega em domicílio.

Instruções

O link para acesso ao grupo onde será exposta as fotos dos artesanatos a serem vendidos será:

https://chat.whatsapp.com/GDQBwLymECZ8qi19uWP7HG

Para efetuar as compras, o cliente irá escolher o produto pela fotografia e sinalizar que tem o interesse em comprá-lo, informando o código identificador de cada peça.

Para finalizar as compras, deverá encaminhar mensagem ao número de WhatsApp do Apoio da 50ª Promotoria de Justiça (67) 99336-7742, quando obterá informação do número da subconta judicial respectiva para depósito. O pagamento será feito mediante transferência bancária.

Efetivado o pagamento, o comprador deverá enviar o comprovante no mesmo número de WhatsApp do apoio da 50ª Promotoria de Justiça e informar o endereço onde pretende receber seu(s) produto(s).

Após a venda, será inserida no grupo das vendas de aplicativo WhatsApp a foto do produto comprado com a informação “VENDIDO”, e o comprador receberá sua compra no endereço indicado.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Trânsito
Vereador pede informações ao DNIT, sobre radares na rodovia BR 262
Tráfico de Drogas
Operação conjunta apreende mais de 5 toneladas de maconha em Ponta Porã
Dado Positivo
MS é um dos quatro estados sem registro de mortes por Covid-19 nos últimos dias
Preço Mais Justo
Agepan estuda viabilidade para reduzir taxa de abastecimento de água e esgoto em MS
Denúncia
Vereador quer saber se empresas estão cumprindo cotas para pessoas com deficiência
Serviço
Projeto de Lei propõe desconto por dia de interrupção de serviços de telefonia e internet
Retomada
TRE-MS retoma trabalho presencial no dia 3 de novembro
Imunização
Ribeiros do Taquari recebem vacina contra Covid nos dias 26 e 27
Prisão
Evadido é capturado em rondas no bairro Dom Bosco
Relatório Parcial
Operação de prevenção à incêndios completa sete meses com mais R$ 33 milhões em multas

Mais Lidas

Corumbá
Casal é levado para delegacia após bebedeira e briga
Colônia do Bracinho
Pantaneiro denuncia construção de barragem no Rio Taquari
Dois brasileiros foram presos
Denunciado por participação no roubo de aeronaves em Aquidauana é preso na Bolívia
Recurso
Vereador questiona uso do duodécimo do legislativo repassado para Santa Casa em 2020