Menu
terça, 19 de janeiro de 2021
Andorinha - campanha dezembro
Andorinha - Dezembro
Geral

Coletivo Veraju leva espetáculo “Mborahéi Rapére” ao 14º FASP

11 maio 2018 - 10h12Prefeitura de Corumbá

“Mborahéi Rapére – Pelas trilhas do Canto” é o nome do espetáculo que o coletivo Veraju vai apresentar no terceiro dia do FASP (26/05), às 16h, no Anfiteatro Salomão Baruki, no Campus Pantanal da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS). Ele já percorreu nas comunidades indígenas de Amambai, Caarapó, Dourados, Douradina e Campo Grande, assim como aos palcos das cidades de Amambai, Campo Grande, Dourados, Ponta Porã e Asunción, no Paraguai.

O espetáculo “Mborahéi Rapére – Pelas trilhas do canto” é uma releitura de cantos indígenas, em especial os dos Kaiowá, explorando diversas possibilidades harmônicas, rítmicas, melódicas e cosmológicas dessas canções, razão pela qual o trabalho cênico-musical se desenvolve também com base em mitos e danças indígenas, considerados tradicionais pelas comunidades. A percepção Guarani e Kaiowá da realidade está presente do começo ao fim do espetáculo e introduz o público nos caminhos da palavra-cantada, nos seus símbolos e significados, nas reivindicações que elas exprimem, na beleza. O repertório inclui cantos dos grupos étnicos Mbyá, Huni Kuin, Shipibo e Krahô.

O projeto surgiu dos projetos “Cantos e Danças Indígenas” e “Música Indígena no Palco”, que reuniu artistas, docentes e estudantes das artes e da história indígena, com interesse na música indígena local. O encontro e a partilha entre estas pessoas e as comunidades indígenas Guarani e Kaiowá de Dourados e Douradina resultou em uma criação colaborativa que proporcionou um diálogo entre a matriz cultural indígena e as linguagens do circo, do teatro e da performance.

O grupo contou com a orientação das mestras tradicionais das comunidades indígenas: Floriza Sousa da Silva, da aldeia Jaguapiru; Tereza Martins, da aldeia Bororó; Nona Merenciana, do Itay; Adelina (Merina) Ramona e Neusa Concianza, do Guyra Kambiy; além da orientação da professora Graciela Chamorro, da etnomusicóloga Magda Pucci (Grupo Mawaca/SP) e da artista Arami Marschner. O espetáculo conta com a participação especial do grupo de canto Okaraguyje Taperendy, da comunidade Kaiowa de Itay (Douradina/MS), coordenado por Joel Hilton. As informações são do site do Festival América do Sul Pantanal.

Deixe seu Comentário

Leia Também

GERAL
PF de MS recebe 23 viaturas e recebe 29 novos policiais federais
GERAL
Concursos da PM e CBM possuem novos cronogramas de atividades
COVID-19
MS registra quase 151 mil casos confirmados de coronavírus e 2,7 mil óbitos pela doença
VACINA COVID-19
Vacinas chegam em MS nesta segunda e campanha deve ter início às 16 horas
POLICIAL
Policiais detém dois homens após briga no bairro Aeroporto
EDUCAÇÃO
REME abre Pré-Matrícula Digital para alunos novos; veja calendário
ECONOMIA
Auxílio emergencial: Caixa libera saque para nascidos em agosto
GERAL
Bombeiros atendem solicitação de suposto desaparecimentos de pessoas em fazenda
GERAL
Bombeiros resgatam vaca que caiu em poço artesiano de 8 metros no Assentamento Taquaral
COLISÃO
Batida de carro e moto no Popular Nova deixa motociclista com ferimento graves

Mais Lidas

GERAL
Bombeiros atendem solicitação de suposto desaparecimentos de pessoas em fazenda
EDUCAÇÃO
REME abre Pré-Matrícula Digital para alunos novos; veja calendário
COLISÃO
Batida de carro e moto no Popular Nova deixa motociclista com ferimento graves
EMPREGO
Mato Grosso do Sul começa semana com 2.394 vagas de emprego