Menu
quarta, 03 de março de 2021
Governo do Estado - Campanha de Março
Geral

Chama Olímpica é acesa, e Giovane dá início ao revezamento da tocha rumo ao Rio

21 abril 2016 - 08h47G1
No berço dos Jogos, a chama olímpica foi acesa para Rio 2016. Em cerimônia realizada em Olímpia, a 300km de Atenas, na Grécia, a luz solar acendeu a flama e deu início ao revezamento da tocha olímpica. Após apresentação artística, o ginasta Eleftherios Petrounias foi o primeiro atleta a levar a tocha, passando para as mãos do brasileiro Giovane Gávio, bicampeão olímpico com a seleção de vôlei. De Olímpia, a tocha cruza a Grécia por seis dias. Depois, viaja para a Suíça, onde passará pela sede da Organização das Nações Unidas (ONU), em Genebra. Além disso, será levada para o Museu do Comitê Olímpico Internacional (COI), em Lausanne. A chama desembarca no Brasil no dia 3 de maio, onde percorrerá por 329 cidades. A primeira delas será Brasília. A parte protocolar do evento começou com dançarinos formando os anéis olímpicos. Na sequência, hasteamento das bandeiras do Brasil, da Grécia e das Olimpíadas, além da execução dos hinos, dando início oficial à cerimônia. Foi a vez, então, de o ator Yannis Stankoglou recitar o poema olímpico, seguido por autoridades, que falaram sobre a tradição da flama olímpica e da expectativa para os Jogos. - Com grande emoção e energia, estamos aqui, na sagrada terra de Olímpia, para o início dos Jogos. Os Jogos começam hoje, com o acendimento da tocha – disse Carlos Arthur Nuzman, presidente do Comitê Olímpico do Brasil e do Comitê Rio 2016, dando lugar, na sequência, ao presidente do Comitê Olímpico Internacional (COI), Thomas Bach. Em seu discurso, Bach lembrou o momento de instabilidade que o Brasil vive diante das crises econômica e política. Por isso, afirmou que as Olimpíadas são uma oportunidade para que o país volte a se unir. - O Esporte nunca levanta barreiras entre países e culturas. Em tempos difíceis, essa mensagem é mais relevante do que nunca. É por isso, que, com nossos amigos do Brasil, estamos escrevendo a história hoje. Pela primeira vez, os Jogos serão sediados na América do Sul. Essa marca mostra nossa universalidade. O Rio de Janeiro, com o apoio de todos os brasileiros, vai celebrar uma demonstração gigante de suporte humano. Esse será o momento do Brasil e esses serão os Jogos Olímpicos. Esses Jogos serão uma mensagem de esperança em dias difíceis. Somos parte de uma só humanidade, símbolo de paz e harmonia, símbolo do poder da humanidade de se juntar, apesar das diferenças - afirmou o dirigente. Na sequência, foi dado início à apresentação teatral da cerimônia. Vestida como sacerdotisa, a atriz Katerina Lehou comandou o acendimento da chama no Templo de Hera. Cercada por outras atrizes e dançarinos, levou a chama até o local do evento. Após a apresentação, acendeu a tocha que estava nas mãos do ginasta Eleftherios Petrounias. Rival de Zanetti, o ginasta carregou a tocha até o monumento do Barão Pierre de Coubertin, onde foi enterrado o fundador do Comitê Olímpico Internacional. Na sequência, passou a honra para Giovane, que abriu oficialmente o revezamento da tocha olímpica. - Receber a Tocha aqui nesse lugar sagrado foi único e estou emocionado. Um daqueles momentos que fica na memória, a sensação de que o mundo parou. Eu ajoelhei, corri e me diverti. Estou aqui representando os atletas e para inspirar os brasileiros. Os Jogos são do Brasil e temos de viver isso intensamente. O esporte não pode ser feito só por conquistas de medalhas, junto com a educação ele pode transformar vidas. Esse é o grande legado que os Jogos vão deixar para o nosso país - afirmou Giovane. Nos Jogos da modernidade, o revezamento da Tocha ocorreu pela primeira vez na edição de Berlim , em 1936. Na antiguidade, os gregos consideravam o fogo um elemento ''divino'', e deixavam fogos acesos nas entradas dos principais templos. O mesmo ocorria no santuário de Olímpia, que era o palco dos Jogos da antiguidade. Em 2016, serão 20 mil quilômetros percorridos, além de 10 mil milhas aéreas, com 12 mil condutores.  

Deixe seu Comentário

Leia Também

GERAL
Riedel aponta relevância do "Ilumina Pantanal"
BOLETIM COVID
Com mais 24 óbitos, MS contabiliza 3.374 mortes por Coronavírus
ABANDONO
Ladário sofre com descaso e abandono das autoridades municipais
CORONAVÍRUS
Saúde confirma primeiro caso da nova variante do coronavírus em MS
LUTO
Jornalista Jucyllene Castilho morre aos 35 anos em Campo Grande
SAÚDE
Idosos de 77 anos já podem se vacinar contra a Covid-19
SAÚDE
Anvisa diz que vacinas usadas no Brasil são seguras
POLÍTICA
André e Rose lideram 1ª pesquisa para o Governo em eleição 2022
COVID-19
Vereador propõe penalidades para quem não cumprir a ordem de vacinação dos grupos prioritários
CONCURSO PÚBLICO
Técnicos de Enfermagem são convocados em processos seletivos da Funsau

Mais Lidas

OPORTUNIDADE
IEL oferece vagas de estágio para Corumbá e mais 5 cidades do Estado
POLICIAL
PM prende irmãs após briga no Popular Nova
POLICIAL
Após briga mulheres são presas no bairro Aeroporto
EDUCAÇÃO
Vereadores aprovam projeto do Executivo que atende professor temporário na Reme