Menu
quarta, 05 de agosto de 2020
Andorinha - Medidas Preventivas Coronavírus
Geral

Capital ignora ocupação de leitos e libera comércio em geral no fim de semana

31 julho 2020 - 10h28Eduardo Miranda do Correio do Estado

O prefeito de Campo Grande, Marcos Trad (PSD), pôs fim às quarentenas de fim de semana, medida criada no dia 15 deste mês, e que ficou vigente na última quinzena de julho.  

A partir deste sábado (1º) o comércio poderá voltar a abrir suas portas aos sábados e domingos em Campo Grande. Até o último domingo, somente atividades essenciais estavam liberadas, como farmácias, supermercados e postos de gasolina.

Conforme o decreto publicado em edição extraordinária do Diário Oficial de Campo Grande, o comércio varejista em geral poderá abrir das 9h às 19h aos sábados, e das 9 às 16h aos domingos.

Os shoppings poderão abrir todos os dias da semana, das 11h às 20h.  

As academias poderão das 5h às 20h30min de segunda a sexta-feira, aos sábados das 5h às 16h, e ficarão fechadas aos domingos.  

Salões de beleza poderão funcionar das 5h às 20h30min de segunda a sexta, e aos sábados, das 9h às 18h.

Restaurantes poderão funcionar diariamente, das 5h às 21h.

Estabelecimentos listados como atividade essencial não têm obrigação de horários a serem cumpridos e podem funcionar normalmente. Atividades religiosas e da construção civil são algumas das listadas como essenciais, bem como postos de combustível, farmácias e supermercados. 

Tereré, narguilé e bebidas

Como forma de compensação ao afrouxamento das medidas de isolamento social, o prefeito de Campo Grande, Marcos Trad (PSD), reduziu o início do toque de recolher em mais uma hora: agora será das 21h às 5h.  

Também está proibido o consumo de bebidas alcóolicas em lojas de conveniência, além da proibição do compartilhamento de tereré, narguilé e similares.  

Festas, eventos esportivos, e qualquer outra medida que gere aglomeração estão proibidas.  

Lotação

Campo Grande está com 9.644 casos confirmados de Covid-19. A doença causada pelo coronavírus já matou 119 pessoas na cidade.  

Às 18h desta quinta-feira (30) a ocupação global de leitos de unidade de tratamento intensivo (UTIs) Campo Grande era de 93,25%, e a dos leitos destinados à Covid-19, de 81,86%.

Pela manhã, em live da Secretaria Estadual de Saúde, o médico infectologista Julio Croda pediu para que o mês de agosto seja de concentração para salvar vidas. “Isso vai piorar os indicadores da cidade de Campo Grande. Não tem sentido lógico científico esta flexibilização em que a gente está com uma ocupação quase total dos leitos de terapia intensiva”, disse o médico.  “Parece que a pandemia está controlada, que tem leitos de terapia intensiva, e que está se fazendo buscas das pessoas contaminadas, e verificando se elas estão isoladas”, complementou. 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Facilidade
Contribuinte pode obter boleto do IPTU 2020 por WhatsApp
Nota de Pesar
Prefeitura lamenta morte de servidor por Covid
Meteorologia
Ar continua seco e quente nesta quarta-feira
UFMS
Relatório técnico recomenda elevar restrições para conter avanço da Covid em Corumbá
Atualização Covid
Estado registra mais de mil casos nas últimas 24 horas
Somando Esforços
Moinho Cultural recebe doação de R$ 45 mil para apoiar famílias atingidas pela pandemia
OPERAÇÃO OSTIUM
Caças da Força Aérea já interceptaram mais de 3,5 toneladas de cocaína
Mais tempo para pagar
Câmara pede prorrogação do prazo de pagamento do IPTU à vista
Corumbá
Mulher tem casa apedrejada por vizinha no conjunto Guanã
Super Interessante
Pesquisadores desenvolvem álcool em gel a partir da fécula de mandioca

Mais Lidas

Um pouco de boas notícias
Santa Casa tem 24 leitos disponíveis para Covid; 8 UTIs e 16 clínicos
Corumbá
Mulher tem casa apedrejada por vizinha no conjunto Guanã
Moradores Descontentes
Marinha defende mudanças na logística da Operação Pantanal
UFMS
Relatório técnico recomenda elevar restrições para conter avanço da Covid em Corumbá