Menu
terça, 21 de setembro de 2021
Expresso Mato Grosso - Junho
Geral

Câmara apoia pantaneiros nas discussões em torno das queimadas e legislação

27 abril 2021 - 11h27Mariana Conte

A Câmara Municipal de Corumbá se posicionou favorável aos pecuaristas pantaneiros que estão preocupados em ficar alheios às discussões em torno dos incêndios florestais e, principalmente em relação ao Projeto de Lei nº 9950/2018, que dispõe sobre a conservação e o uso sustentável do Bioma Pantanal.

Os dois temas, especialmente o relacionado às queimadas, estão sendo discutidos já há algum tempo, e ganhou força na semana passada a partir da iniciativa do vereador Fábio Oliveira, de Poconé, que iniciou um amplo debate visando a criação da Frente Parlamentar para Assuntos Ambientais em defesa do Pantanal e do homem pantaneiro.

O assunto foi levantado na sessão de ontem, segunda-feira, 26, do Poder Legislativo corumbaense, pelo vereador Luciano Costa, que se mostrou preocupado com a situação, principalmente pelo fato de que “estão crucificando o homem pantaneiro pelos desastres ocorridos no ano passado, em virtude das queimadas”, citou.

Luciano informou que se reuniu com pecuaristas da região durante o final de semana, e todos demonstraram uma grande preocupação com Projeto de Lei que está tramitando no Congresso Nacional. Lembrou a posição do vereador de Poconé e da própria Câmara de Vereadores da cidade mato-grossense que estão criando uma Frente Parlamentar para debater essa situação.

“O que eles pretendem é discutir ou mesmo participar das normativas ambientais que estão tramitando no Congresso Nacional. É importante que façamos o mesmo, buscando apoio dos nossos parlamentares em Brasília, de nossos deputados estaduais, do governador do Estado, para que sejamos ouvidos”, ressaltou.

A preocupação é que o Projeto de Lei passe pelo Congresso, o que resultaria em um desastre para o homem pantaneiro. “Por isso eles (os pecuaristas) vieram até a mim, para que eu pudesse trazer a essa Casa de Leis e pedir apoio de todos os vereadores, para que eles possam apresentar estudos técnicos, embasado por quem de fato está na região, que é a Embrapa Pantanal, nas discussões em torno das normativas que tramitam em Brasília”, destacou.

200 ANOS

O presidente do Poder Legislativo, vereador Roberto Façanha, informou que a Câmara, no que for possível, estará ao lado do homem pantaneiro “que já está na região há mais de 200 anos e sabe como ninguém, preservar o nosso Pantanal, inclusive dos incêndios florestais, e que precisa ser ouvido”.

Façanha, inclusive, anunciou para a sessão de segunda-feira, 3 de maio, a presença do presidente do Sindicato Rural de Corumbá, Luciano Leite, para detalhar a situação e, de forma conjunta, buscar apoio de todas as autoridades do estado, no sentido de aprovar leis que possam proteger não só o bioma, mas também o homem pantaneiro.

O vereador Chicão Vianna, por sua vez, informou que vem mantendo contatos com o vereador Fábio Oliveira desde a semana passada, e que está movimentando todas as câmaras do Mato Grosso do Sul, por meio da União das Câmaras de Vereadores de MS, no sentido de formalizar a Frente Parlamentar.

“Estamos também buscando deputados estaduais, deputados federais, senadores e o próprio governador, para reforçamos essa Frente Parlamentar, não só para discutir novas legislações, mas também outras ações na tentativa de evitar novos desastres ambientais como de 2020”, explicou.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Política
Brasil quer atrair mais investimentos privados, diz presidente na ONU
21 de setembro
Incêndios continuam e Corumbá não tem motivo para celebrar o dia da árvore
Mudança no prazo
Saúde mantém vacinação para adolescentes em MS
Dados Estatísticos
Índices de criminalidade apresentam queda em Mato Grosso do Sul
Limpeza
Nos dias 22 e 23 tem ação de combate à dengue no bairro Cravo Vermelho
Evento Virtual
Semana Temática do Empreendedorismo acontece nos dias 28, 29 e 30 de setembro
Crime
Concen pede ação da Polícia Civil no combate ao furto de fios de energia em MS
Maratona
Prorrogadas inscrições para o Hackathon IFMS
Naviraí
Casal preso por tráfico de aves silvestres recebe multa de R$ 2,5 milhões da PMA
243 anos
Corumbá celebra aniversário com retomada de desenvolvimento

Mais Lidas

Denúncia
Bar é fechado e proprietário é multado em R$ 5 mil por poluição sonora
Fronteira
Mulher presa com "cinturão de cocaína" receberia R$ 1.500 pela travessia
Oportunidade
Senac Corumbá abre inscrições para cursos na área da saúde
Tempo
Primavera terá La Niña de fraca intensidade, chuvas abaixo da média e muito calor