Menu
sábado, 19 de junho de 2021
Andorinha - Maio
Andorinha - Maio
Geral

Cadela que teve orelha cortada por antigo dono já tem novo lar

03 agosto 2016 - 12h29Gesiane Medeiros
Cadela recebeu o nome de Rádio Patrulha em homenagem aos policiais que a socorreram. Foto: Arquivo Pessoal

Caso de maus tratos contra cadela de dois meses, ocorrido ontem (2), em conjunto habitacional de Corumbá, próximo das 20 horas, teve hoje, 3 de agosto, um final feliz. O animal teve uma das orelhas cortada e jogada na rua, como um show de terror. A imagem que chocou moradores, sensibilizou uma pessoa em especial, Claudiane Leite dos Santos, 33 anos, que visitava sua mãe, ela denunciou o crime a Polícia e ainda foi a busca da cadela na manhã de hoje para adotá-la.

Segundo a denunciante, a polícia chegou à residência localizada na Rua Bahia, bairro Guanabara, por volta das 20h40 e constatou que o autor da crueldade foi um menor de 17 anos. O rapaz foi encaminhado para a Delegacia de Polícia, e afirmou que cortou a orelha da filhote porque estava com parasitas, o fato é que os policiais não encontraram nenhum indício de carrapatos ou outros parasitas no animal.

A de A filha de 15 anos de Claudiane viu o ato e gritou para mãe o que acontecia no vizinho, a mãe de 54 anos da denunciante chorou de desespero ao ouvir os gritos do filhote. “Minha mãe tem pressão alta, ela ficou desesperada, eu tenho uma cadela, e não podia aceitar uma violência daquela, imediatamente avisei a polícia e no dia seguinte fui até a Ambiental da cidade, para adotá-la”, disse Claudiane.

Hoje, a cadela já passou por avaliação médica, recebeu medicamento e está no aconchego de um lar tranquilo. Claudiane recebeu apoio do GAPA (Grupo de Proteção aos Animais), que levou um veterinário até sua casa, que examinou o filhote, fez curativo e a medicou.

Claudiane é profissional da área da saúde e tem dois filhos, um de menino de 8 anos e uma menina de 15, disse que todos estão apaixonados pelo novo membro da família, a cadelinha vai viver na companhia de mais uma, Sofia, da raça Cofap, de quatro meses.

Após mutilar a cadela, o autor jogou as orelhas na rua. Foto: Arquivo pessoal

A filhote recebeu o nome de Rádio Patrulha, segundo sua nova tutora, em homenagem aos policiais, que cuidaram muito bem dela. “Quando cheguei na PMA, eles estavam cheios de cuidados com ela, já tinham até comprado ração e coleira, eles merecem a homenagem”.

Segundo o artigo 32 da Lei de Crimes Ambientais, n° 9.605/98, praticarem ato de abuso, maus tratos, ferir ou mutilar animais silvestres, domésticos ou domesticados, nativos ou exóticos, prevê pena de três meses a um ano mais multa. O mesmo vale para quem realiza experiência dolorosa ou cruel em animal vivo, ainda que para fins didáticos ou científicos, quando existem recursos alternativos. A pena ainda é aumentada de um sexto a um terço, se ocorre morte do animal.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

COVID-19
Comissão rejeita proposta de inclusão de jornalistas, bancários e vigilantes em grupos prioritários
SAÚDE
SES autoriza municípios a vacinarem com a Pfizer adolescentes acima de 12 anos com comorbidades
POLICIAL
PRF apreende 450 mil maços de cigarro contrabandeados na Capital
GERAL
MPF aponta risco de desaparecimento de espécies no Rio Paraná
Rio Paraná Energia, empresa da holding China Three Gorges Corporation (CTG), é acusada de descumprir regras ambientais e levar à beira do desaparecimento peixes como Pintado e Dourado
SAÚDE
SES prepara distribuição das 70.160 doses de vacina contra a covid-19 em MS
GERAL
Fórum apresenta avanços do Plano Estratégico em MS
POLICIAL
PMA e Bombeiros resgatam ave em extinção ferida
GERAL
Contribuintes têm até o dia 3 de agosto aderir ao REFIS 2021
EDUCAÇÃO
Terminam hoje as inscrições do Encceja 2020 para privados de liberdade
GERAL
Homem fica ferido após queda de cavalo no Pantanal

Mais Lidas

GERAL
Homem fica ferido após queda de cavalo no Pantanal
GERAL
Bombeiros combatem incêndio em concessionária no Centro
POLICIAL
PM de Corumbá prende homem com mandado de prisão em aberto na área central
GERAL
Atenção ao prazo: licenciamento de veículos com placas 3 e 4 vence neste mês