Menu
quinta, 28 de outubro de 2021
Cassems - Melhores e Maiores - Edição 2021
Andorinha - Outubro e Novembro - MOBILE
Geral

Brasil teve um ‘salto’ nos novos casos da covid-19 nas últimas 24h, diz OMS

22 junho 2020 - 15h00Midia Max

Diretor executivo da Organização Mundial de Saúde (OMS), Michael Ryan afirmou nesta segunda-feira, 22, que o Brasil teve um “salto” nos novos casos da doença nas últimas 24 horas já reportadas, o que segundo ele a entidade avalia, em trabalho conjunto com seu braço regional, a Organização Pan-Americana de Saúde (Opas). Ryan afirmou que o padrão recente geral no País tem sido de “estabilidade” na pandemia, mas notou que os números mais recentes devem ser analisados com cuidado.

A autoridade lembrou que o Brasil superou 1 milhão de novos casos da doença, além de registrar recentemente o recorde de casos diários, com 54 mil deles. O próprio Ryan comentou, contudo, que isso pode refletir questões de momentos do registro da doença e burocráticas.

 

Além disso, afirmou que o País tem ainda poucos testes proporcionalmente à população, com proporção alta de casos positivos. “Isso sugere que o total de casos da covid-19 é provavelmente subestimado” em território brasileiro, alertou.

 

Ryan também disse que tem havido crescimento nos casos da covid-19 em vários outros países da América Latina, citando como exemplos Chile e Argentina, entre outros.

 

Sobre o quadro global, ele considerou que o recorde recente de casos diários reportados à OMS tem a ver com o fato de que a pandemia acelera em países com grande população. “O vírus está bem estabelecido em nível global”, afirmou. Em parte esse avanço ocorre por haver mais testes, mas ao mesmo tempo continuam a aumentar as hospitalizações e as mortes, portanto os testes são apenas parte da resposta, explicou.

 

Além disso, o relaxamento de restrições recentes à população aumentou os casos da covid-19 em várias nações, disse Ryan, o que já era esperado pela entidade. Ele lembrou que isso ocorreu recentemente em vários Estados americanos, por exemplo. De qualquer modo, a questão agora é reforçar as medidas para descobrir e isolar os casos e evitar que novos focos da doença se disseminem mais e voltem a causar mais problemas, disse.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Sexta e Sábado
Bairros Cervejaria e Guatós recebem mutirão da dengue
Consumidor
Carne bovina deve ficar mais barata com suspensão das exportações para a China
Alerta
Aneel inicia processo para reajuste e Energisa pode cobrar R$ 463 milhões de consumidores em MS
Apoio
Bia Cavassa destina R$ 150 mil para projeto direcionado a população LGBTQIA+ de MS
Ronda Policial
Evadido é capturado com trouxinhas de pasta base no bairro Aeroporto
Últimos dias de Pesca Aberta
Operação Dia de Finados da PMA intensifica fiscalização à pesca predatória
Bombeiros
Queda de árvore danifica muro e telhado de casa no bairro Universitário
Segurança
Vereador busca informações sobre condições atuais do Arthur Marinho
Reconhecimento
Câmara de Corumbá homenageia servidores públicos pelo seu dia
Operação Hefesto
Novos focos de incêndio são identificados em pelo menos três regiões

Mais Lidas

Qualificação
Senac Corumbá abre inscrições para cursos nas áreas da informática, saúde e beleza
Apelo Popular
MPT-MS vai investigar assédio moral de gerente que humilha funcionário em Carrefour da Capital
Inicio do Defeso
Última semana para pesca nos rios de Mato Grosso do Sul
Formalização
Corumbá lança campanha de incentivo ao cadastro de profissionais do setor de turismo