Menu
segunda, 20 de setembro de 2021
Expresso Mato Grosso - Junho
Geral

Bombeiros apagam incêndio em comércio no Dom Bosco

14 agosto 2019 - 09h25Kamilla Marques

Um comércio no Dom Bosco pegou fogo na madrugada desta quarta-feira, 14, e os bombeiros tiveram que invadir o local para fazer a contenção das chamas. O incêndio aconteceu na rua Edu Rocha, próxima à esquina da Dom Aquino.

Os bombeiros deslocaram até o local por volta das 2h da madrugada, e perceberam que havia muita fumaça e focos de chamas no interior do comércio, sendo necessário a entrada forçada no estabelecimento.

Foram gastos 150 litros de água para a contenção do incêndio e foram danificados: a parte elétrica do comércio, ventilador de teto e alguns materiais de plástico.

A ação rápida da guarnição evitou que as chamas se espalhassem pelo comércio, que possui uma quantidade considerável de materiais combustíveis

Deixe seu Comentário

Leia Também

Queimadas
Bombeiros abrem aceiro na vegetação seca para deter incêndios do Pantanal
Balanço
Em três dias, operação Fronteiras e Divisas apreendeu R$ 12 milhões em drogas
Alerta
Com umidade do ar registrando 10%, cidades de MS voltam a ficar em alerta
Preconceito não!
Jogo da Diversidade acontece hoje com cobertura ao vivo do Capital do Pantanal
Flagrante na fronteira
PMA desmonta acampamento mas caçadores escapam para o Paraguai
Programação
Criançada aprende a usar cores primárias na oficina do Sesc deste sábado
Retomada
UEMS lança Guia de Retorno de Atividades Presenciais
Salve Vidas
Para repor estoques de O-, O+ e A+ Hemosul da capital abre o dia todo neste sábado
Tempo
Sábado de sol, calor e tempo seco em todo Estado
Tentativa de Homicídio
Adolescente é socorrido com perfuração de bala na coxa

Mais Lidas

Balanço
Em três dias, operação Fronteiras e Divisas apreendeu R$ 12 milhões em drogas
Preconceito não!
Jogo da Diversidade acontece hoje com cobertura ao vivo do Capital do Pantanal
Flagrante na fronteira
PMA desmonta acampamento mas caçadores escapam para o Paraguai
Alerta
Com umidade do ar registrando 10%, cidades de MS voltam a ficar em alerta