Menu
segunda, 20 de setembro de 2021
Expresso Mato Grosso - Junho
Geral

Batida de carro e moto no Popular Nova deixa motociclista com ferimento graves

18 janeiro 2021 - 09h37Mariana Conte

Uma equipe do Corpo de Bombeiros de Corumbá neste domingo, 17 de janeiro deslocou-se até a Rua Ciríaco de Toledo no bairro Popular Nova para atender um acidente de trânsito (batida de carro e moto).

Chegando ao local o condutor da moto foi encontrado sentado em sua moto, consciente mas desorientado, com possível fratura no braço esquerdo e um corte profundo no rosto, assim como várias escoriações no mesmo e nas duas pernas. Também apresentava um corte profundo na cabeça.

Após o atendimento emergencial no local, o mesmo foi levado pela equipe do SAMU para o Pronto Socorro. O condutor do carro nada sofreu.

Carro sofreu danos mas condutor não se feriuCarro sofreu danos mas condutor não se feriu 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Queimadas
Bombeiros abrem aceiro na vegetação seca para deter incêndios do Pantanal
Balanço
Em três dias, operação Fronteiras e Divisas apreendeu R$ 12 milhões em drogas
Alerta
Com umidade do ar registrando 10%, cidades de MS voltam a ficar em alerta
Preconceito não!
Jogo da Diversidade acontece hoje com cobertura ao vivo do Capital do Pantanal
Flagrante na fronteira
PMA desmonta acampamento mas caçadores escapam para o Paraguai
Programação
Criançada aprende a usar cores primárias na oficina do Sesc deste sábado
Retomada
UEMS lança Guia de Retorno de Atividades Presenciais
Salve Vidas
Para repor estoques de O-, O+ e A+ Hemosul da capital abre o dia todo neste sábado
Tempo
Sábado de sol, calor e tempo seco em todo Estado
Tentativa de Homicídio
Adolescente é socorrido com perfuração de bala na coxa

Mais Lidas

Balanço
Em três dias, operação Fronteiras e Divisas apreendeu R$ 12 milhões em drogas
Preconceito não!
Jogo da Diversidade acontece hoje com cobertura ao vivo do Capital do Pantanal
Flagrante na fronteira
PMA desmonta acampamento mas caçadores escapam para o Paraguai
Alerta
Com umidade do ar registrando 10%, cidades de MS voltam a ficar em alerta