Menu
quarta, 27 de janeiro de 2021
Senar MS
Andorinha Janeiro/Fevereiro Mobile
Geral

Bandeira tarifária deve ficar vermelha até o fim do ano, prevê ONS

14 setembro 2018 - 09h15Campo Grande News

O diretor-geral do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), Luiz Eduardo Barata, avaliou que a bandeira tarifária poderá continuar vermelha até o final do ano, apesar de reconhecer que a definição não é atribuição do órgão.

Isso deve ocorrer, segundo ele, porque, mesmo com o início do período chuvoso, as térmicas deverão continuar ligadas devido à escassez hídrica. Luiz Eduardo Barata participou do seminário O Futuro do Setor Elétrico Brasileiro: Desafios e Oportunidades, promovido hoje (13), no Rio de Janeiro, pela Associação Brasileira de Companhia de Energia Elétrica (ABCE).

A bandeira tarifária está vermelha desde junho. De acordo com a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), o sistema de bandeiras foi criado para sinalizar aos consumidores os custos reais da geração de energia elétrica.

As cores verde, amarela ou vermelha indicam se a energia custa mais ou menos por causa das condições de geração. A Aneel acredita que, com as bandeiras, a conta de luz ficou mais transparente.

Deixe seu Comentário

Leia Também

TRÁFICO DE DROGAS
PRF apreende 3,3 Kg maconha em ônibus de viagem na BR-163
QUEDA DE ÁRVORE
Árvore cai em cima de carro no Anel Viário
POLICIAL
Passageiro de ônibus é preso com grande quantia de dinheiro em mala
CORONAVÍRUS
MS estuda cancelar ponto facultativo de Carnaval para tentar conter avanço da Covid
GERAL
Processo Seletivo da UEMS abre inscrições para 1052 vagas
ECONOMIA
Mesmo com pandemia, MS bate média recorde com 21 novas empresas abertas por dia em 2020
AGENDA
Governador em exercício Paulo Corrêa cumpre agenda em três municípios, onde vistoria e lança obras
FINANÇAS
Prorrogado, Refis da pandemia segue com superdescontos até o dia 26 de fevereiro
TEMPO
Corumbá tem mínima de 25°C e máxima de 32°C com pancadas de chuva
DENÚNCIA
Funcionários demitidos do hospital não recebem rescisão trabalhista

Mais Lidas

DENÚNCIA
Funcionários demitidos do hospital não recebem rescisão trabalhista
ECONOMIA
Governo federal aprova auxílio emergencial para 196 mil pessoas
CHUVA FORTE
Temporal em Corumbá causa queda de árvores e alagamentos
MORTE POR COVID-19
Cinco dias após morte do marido, ex-primeira-dama de Dourados não resiste à Covid-19