Menu
segunda, 15 de agosto de 2022
Governo - Utilidade Pública - Agosto/22
Andorinha Institucional
Geral

Audiências Públicas sobre a Nova Ferroeste começam nesta segunda-feira

Ferrovia foi idealizada pelo governo do Paraná em parceria com o governo de Mato Grosso do Sul

16 maio 2022 - 10h15Redação

O município de Dourados abre nesta segunda-feira (16) a sequência de sete audiências públicas para apresentar os resultados do Estudo de Impacto Ambiental (EIA) da Nova Ferroeste, idealizado pelo governo do Paraná em parceria com o governo de Mato Grosso do Sul. Dourados recebe o diálogo dos técnicos envolvidos no projeto com a sociedade às 19 horas.  

O município fica a 90 quilômetros de Maracaju, ponto de partida da estrada de ferro que vai percorrer oito cidades de Mato Grosso do Sul e 41 do Paraná, até chegar ao porto de Paranaguá, no litoral. 

As audiências públicas são etapas do processo de licenciamento ambiental prévio do projeto. Para a primeira semana, estão programados três encontros: em Dourados (16), Guaíra (18) e Cascavel (19). Em seguida, acontecem as audiências de Paranaguá (23), São José dos Pinhais (24), Guarapuava (26) e Irati (27). 

Todas as audiências podem ser acompanhadas in loco e a distância. Os canais de comunicação criados para os encontros estão no ar.  

Até quinta-feira, houve 4.500 acessos, com e sem interação, como envio de perguntas ou inscrição para o transporte gratuito ou agendamento da transmissão ao vivo das reuniões. 

As opções de contato passam por um número de 0800, mensagens por WhatsApp e o site oficial. Mais de 70% da procura ficou concentrada no site, no qual estão disponibilizados os resultados que serão objeto de discussão nos encontros. 

A população dos 49 municípios do traçado também pode optar pelo transporte gratuito para ir até os locais previstos das reuniões. O maior volume de pedidos até o momento é para as audiências de Dourados (MS), Cascavel e Paranaguá. 

“É de fundamental importância a sociedade contribuir com o processo de licenciamento desse projeto de infraestrutura, que vai influenciar a vida de milhões de brasileiros nas próximas décadas”, destaca o coordenador do Plano Estadual Ferroviário, Luiz Henrique Fagundes. 

Importância

Segundo o governador Reinaldo Azambuja, o projeto da Nova Ferroeste é estratégico sob o ponto de vista da logística e também da competitividade.   

“No futuro, com a viabilização da ferrovia, o nosso estado vai diminuir a exportação de commodities e ampliar a exportação”, explicou o governador.   

Para o secretário de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar (Semagro), Jaime Verruck, a Nova Ferroeste se insere dentro da proposta de desenvolvimento da logística no Estado de Mato Grosso do Sul.   

“A questão ferroviária sempre se colocou como prioridade dentro do governo. A primeira foi a instalação dos terminais da Ferro Norte. Nós conseguimos reabrir o terminal de Chapadão do Sul. A segunda é o processo todo da Malha Oeste, que estamos finalizando o estudo para esse ano.  

E no segundo semestre deve ser colocado. E essa Nova Ferroeste, que é uma nova linha ferroviária”, afirmou. 

Verruck frisa que, hoje, Mato Grosso do Sul exporta praticamente 40% de toda a produção pelo porto de Paranaguá.   

“Essa Nova Ferroeste traz essa linha, e o objetivo de tudo isso é dar competitividade ao projeto, que deve ser finalizado agora. A intenção é de que ainda no segundo semestre a gente possa colocar para leilão na B3 para que se busquem os investidores interessados, e será um investimento privado”, concluiu. 

Vistoria

Como parte do processo de licenciamento, os técnicos do Ibama iniciaram vistorias técnicas. Segundo Fagundes, esta fase completa o processo ambiental.  

“É nessa visita que o Ibama confronta os dados que foram apresentados nesse imenso estudo, com mais de 3 mil páginas. No sobrevoo, eles terão contato visual com toda a área prevista para a passagem dos trilhos”, salienta. 

Eles ainda sobrevoam o trecho entre Cascavel e Maracaju, passando por Guaíra. “Eles vão passar por praticamente todo o traçado, para ter uma visão mais clara dos impactos positivos e negativos do empreendimento”, completa.   

40% do escoamento pelo porto de Paranaguá 

Hoje, Mato Grosso do Sul exporta praticamente 40%  de toda a produção pelo porto de Paranaguá. 

 

 

* Informações do Governo do Estado e Correio do Estado

Deixe seu Comentário

Leia Também

Corumbá
Comemoração de Dia dos Pais termina com briga entre famílias no bairro Cristo Redentor
Nove pessoas foram conduzidas para Delegacia; um homem precisou ser algemado e uma mulher precisou de pontos no Pronto Socorro
Operação Pesca Legal
PMA reforça vigilância aos cardumes e apreende petrechos ilegais de pesca
Tempo
Semana começa com máxima de 38°C no estado e previsão de virada de tempo amanhã
Corumbá tem máxima prevista em 37°C para esta segunda (15)
Próximo a Agesa
Boliviano é socorrido com fratura após colidir em caminhão na Ramon Gomes
Ladário
Inscrições abertas para a Escola de Futsal Pérola do Pantanal
Implantada
Maternidade de Corumbá ganha farmácia exclusiva
Imunização
Encerrada vacinação nas escolas de Ladário; Segunda-feira inicia ação nas creches
Evento
Semana da Primeira Infância inicia segunda-feira com atividades até 19 de agosto
Na fronteira
Dono de fazenda é multado em R$ 29 mil por trânsito ilegal de gado
Capital
Feira Central de Campo Grande abre ao meio-dia para comemorações de Dia dos Pais neste domingo

Mais Lidas

Próximo a Agesa
Boliviano é socorrido com fratura após colidir em caminhão na Ramon Gomes
Destaque
Concursos públicos em Mato Grosso do Sul atraem candidatos de outros estados
Turismo
Requalificação da orla do Porto Geral terá investimento de R$ 87,4 milhões
Implantada
Maternidade de Corumbá ganha farmácia exclusiva