Menu
terça, 26 de outubro de 2021
Cassems - Melhores e Maiores - Edição 2021
Andorinha - Outubro e Novembro - MOBILE
Geral

Artesanato indígena de MS é vendido na loja Tok & Stok

06 agosto 2021 - 08h53Sylma Lima

O negócio está beneficiando 8 artesãos de duas famílias da etnia Terena, das aldeias Passarinho e Cachoerinha, ambas de Miranda, município que fica a pouco mais de 3 horas de Corumbá. A venda foi concretizada após a participação da Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul (FCMS) e artesãos ligados à Associação de Produtores de Artesanato e Artistas Populares do Mato Grosso do Sul (PROART) na 32ª Feira Nacional de Artesanato ocorrida em Belo Horizonte (MG) em dezembro de 2020. 

Após o evento, com a intermediação da PROART a empresa Tok&Stok comprou R$ 90 mil em peças de artesãos de comunidades indígenas do Estado. A entrega dos produtos artesanais será feita pela FCMS no próximo dia 16 agosto no centro de distribuição da rede em Extrema (MG). 

Artesãos indígenas trabalham acelerado para cumprir o prazo de entrega, em 16 de agosto.Artesãos indígenas trabalham para cumprir o prazo de entrega, em 16 de agosto. Foto: Divulgação

Com a missão de entregar as peças vendidas o “caminhão do artesanato” da Fundação de Cultura chegou na Aldeia Passarinho, para carregar 1.450 peças de animais em madeira e na aldeia Cachoeirinha 1650 peças de cerâmica.  

“Até outro dia o nosso artesanato só chegava até Campo Grande. Com essa negociação ele vai chegar em diversas lojas de outras capitais do Brasil. Só conseguimos isso com o apoio de logística da Fundação de Cultura”, comemorou a presidente da PROART, Lucimar Maldonado. 

As feiras nacionais de artesanato são a vitrine da produção artesanal brasileira. Além de consumidores diretos, elas contam com a presença de comerciantes varejistas provenientes de todo o país e torna-se palco de uma grande oportunidade de negócios. “A Fundação de Cultura tem a função de promover o contato do artesão com o lojista. Nesses tempos de pandemia tivemos que pensar ações que possibilitassem aos artesãos continuarem vendendo seus produtos sem sair do local de produção. E essa nossa parceria com as associações de artesanato do Estado em participar das feiras nacionais de artesanato tem nos ajudado muito. Essa venda em grande escala dos nossos produtos para a Tok&Stok é resultado dos nossos esforços no desenvolvimento da cadeia produtiva do artesanato”, explicou a gerente do Núcleo de Atividades Artesanais da FCMS, Katienka Klain. Ainda segundo ela o fato de os artesãos estarem organizados em associações ou cooperativas facilita a venda de uma quantidade maior e variada de peças. 

 

Com informações da Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul

Deixe seu Comentário

Leia Também

Educação
Instalação de polo da Universidade Estadual em Corumbá é solicitada na Câmara
Tecnologia
Aplicativo Para Ver Conversas Do WhatsApp de Outra Pessoa
Prevenção
Vereador pede instalação de telas de proteção no prédio do antigo Cine Anache
Resgate +
Ministério do Meio Ambiente lança Programa de Resgate da Fauna Silvestre em Corumbá
Nova Corumbá
Foragido é preso com diversos itens suspeitos na mochila
Presente Inesperado
Policiais Militares de Corumbá fazem surpresa em aniversário de criança que sonha em ser PM
Reivindicação
Vereadores pedem retorno das aulas presenciais na Rede Municipal
Representatividade
Sancionada Lei que institui o Prêmio Zumbi dos Palmares em Corumbá
Péssimas Condições
Morte de motorista na BR 262 é mais um alerta para o perigo do tráfego na rodovia
Campo Grande
Casa Rosa: atendimento integrado contra o câncer de mama inaugura em novembro

Mais Lidas

Denúncia
Sem resposta, passageira recorre a rede social para reclamar da Buser
Acidente
Rapaz sofre fraturas após ser atropelado na saída da quermesse em Ladário
Mundo Novo
Jovem é preso por disparos e porte ilegal de arma de grosso calibre
Procurados
Membros do PCC presos na fronteira com MS são entregues à polícia brasileira