Menu
domingo, 26 de setembro de 2021
Expresso Mato Grosso - Junho
Geral

Agressor de mulher no Cristo Redentor era foragido e foi preso de imediato

26 outubro 2020 - 12h45Gesiane Bernardo

Denúncia de violência doméstica no bairro Cristo Redentor, em Corumbá, na noite deste domingo (25), terminou ajudando a cumprir mandado de prisão em nome do acusado.

A equipe da Força Tática da Polícia Militar (PM), constatou o mandado após identificar o agressor de 40 anos, que segundo a vítima de 39, era seu namorado e estava muito nervoso, chegando a atirar pedras em sua casa.

A mulher relatou que pediu para que o autor pegasse seus pertences e saísse de sua residência, momento em que começou a agredi-la com socos e arrastá-la para fora. O homem só parou quando vizinhos da vítima o impediram de continuar com o espancamento.

O agressor foi encaminhado para Delegacia de Polícia por violência doméstica e em cumprimento a mandado de prisão.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Denúncia
Homem morre e família acusa médica da UPA de negligência
Palestras
3ª edição da Semana da Saúde do Sesc tem foco nos reflexos da pandemia
SCT 2021
IFMS abre inscrições para Semana de Ciência e Tecnologia
Javaporco
PMA flagra criação ilegal de javalis em propriedade de Dourados
Alerta
De agendamentos a esquemas de 'pirâmides', entenda os maiores golpes do Pix em MS
Retomada
Fundtur recebe inscrições no Programa "Incentiva+MS Turismo" até 5 de outubro
Bonito
Mulher é multada em R$ 5 mil por desmatamento ilegal em área protegida
Imunização
Veja quem pode se vacinar neste fim de semana em Corumbá
Balanço
Mais de 50% das drogas apreendidas na Operação Fronteiras e Divisas I são de MS
Economia
Comércio deve facilitar pagamento e ser cauteloso para o Dia das Crianças

Mais Lidas

Denúncia
Homem morre e família acusa médica da UPA de negligência
Imunização
Veja quem pode se vacinar neste fim de semana em Corumbá
Desenvolvimento
Comissão mista homologa consórcio que vai construir ponte da Rota Bioceânica em MS
Bonito
Mulher é multada em R$ 5 mil por desmatamento ilegal em área protegida