Menu
quarta, 22 de setembro de 2021
Expresso Mato Grosso - Junho
Geral

Agepan fiscaliza mais uma usina de energia no Estado

28 agosto 2019 - 07h57Portal do Governo de Mato Grosso do Sul

Equipe da Câmara Técnica de Energia, da Diretoria de Gás e Energia da Agência Estadual de Regulação de Serviços Públicos (Agepan) realiza nos dias 29 e 30 de agosto fiscalização na Pequena Central Hidrelétrica Indaiazinho. Instalada em trecho do rio Indaiá Grande em Cassilândia, a PCH tem potência de 12.500 kW.       

A ação é parte da 2ª Campanha de Fiscalização de Segurança de Barragens de 2019, coordenada pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), em parceria com as agências estaduais conveniadas.

A campanha está focada na avaliação de conformidade do Plano de Segurança de Barragens (PSB) e Plano de Ação de Emergência (PAE), e na  articulação com a Defesa Civil. Estão sendo fiscalizadas usinas que não foram vistoriadas na Campanha do 1º semestre.

Em Mato Grosso do Sul, a Agepan vai fiscalizar o total de três usinas nessa campanha. A Usina Hidrelétrica São Domingos e Pequena Central Hidrelétrica Verde 4 (instaladas no Rio Verde, entre os municípios de Água Clara e Ribas do Rio Pardo), já receberam a visita dos fiscais entre os dias 13 e 16 de agosto.

Um diferencial dessa Campanha é a presença maior da Defesa Civil. Por determinação da Aneel, representantes da Defesa Civil Estadual e da Defesa Civil dos municípios abrangidos precisam ser formalmente convidados pelos empreendimentos a estarem presentes na usina. A reunião com essas equipes é essencial para verificação do grau de articulação entre o operador e essas instituições, averiguar se existe a necessária organização e conferir junto aos municípios se os planos de contingência que cada um deles possui para questões de segurança inclui ações de enfrentamento a potencial rompimento de barragens.

O roteiro de fiscalização inclui:

Reunião de abertura, quando são apresentados os participantes, apresentada a própria fiscalização, e apresentada a empresa (contendo detalhamento solicitado pela Agência previamente);

Verificação documental – Plano de Segurança de Barragem, Plano de Ação Emergencial, documentação sobre Índice de Segurança (ISB) e Formulário de Segurança (FSB);

Encontro na usina com representantes da Defesa Civil de Municípios potencialmente atingidos

Inspeção a campo – que subsidia o preenchimento de uma extensa lista de conferência.

Uma reunião de encerramento marca o fechamento dessa etapa. Até novembro, serão elaborados relatórios de fiscalização e definidas eventuais notificações e tomadas de decisão.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Serviço
Sesc inaugura nova unidade em Corumbá
Arma Apreendida
Polícia prende autor após perseguição e troca de tiros no Cristo Redentor
Em Campo Grande
MDB filia novos membros para juventude do partido
Luto
Armando Anache morre aos 91 anos no Rio de Janeiro
Campanha
Corumbaense pode descartar medicamentos em drive thru nesta quinta (23)
Em Corumbá
Abertas as inscrições para o Festival Internacional de Pesca Esportiva
"Dark Money"
Operação cumpre mandados contra esquema que desviou mais de 23 milhões dos cofres de Maracaju
Só piora
Cinco incêndios urbanos foram registrados nas últimas 24 horas
Fazendo xixi
Mulher cai em ribanceira de 10 metros na Avenida General Rondon
Vento Forte
Figueira cai sobre residência e danifica rede elétrica no Loteamento Pantanal

Mais Lidas

Naviraí
Casal preso por tráfico de aves silvestres recebe multa de R$ 2,5 milhões da PMA
243 anos
Corumbá celebra aniversário com retomada de desenvolvimento
21 de setembro
Incêndios continuam e Corumbá não tem motivo para celebrar o dia da árvore
Tempo
Inverno se despede com temperaturas acima dos 40°C e umidade do ar em níveis críticos